Noticias

Perfeição imperfeita é o lema da divisão de restauros da Lamborghini!

A divisão Polo Storico da Lamborghini, encarregada de restaurar alguns dos melhores automóveis de sempre da marca italiana, não está interessada na perfeição, ou melhor, afirma que a perfeição pode não ser perfeita.

Desde que foi inaugurado o Polo Storico da Lamborghini já foram restaurados 98 Lamborghinis clássicos. A maioria dos restauros demora cerca de 18 meses e custa mais de 400.000€. Apesar do tempo e do dinheiro necessários para restaurar um automóvel por esta via, o responsável pelo Polo Storico, Paolo Gabrielli, preocupa-se mais em tornar o automóvel fiel à sua época e como este saiu da fábrica, do que adequá-lo aos padrões modernos.

“[O carro] deve ser ligeiramente imperfeito, como se fosse”, declarou à imprensa internacional numa entrevista recente. “A Minha tarefa para com os clientes é trazer de volta o automóvel como ele foi produzido. Se houver pequenos defeitos presentes à data em que saiu de fábrica, por mim, está tudo bem. ”

“Fazê-lo 100% perfeito é fácil, mas um automóvel perfeito, não é exatamente um automóvel autêntico. Se o restauro contar com uma pintura perfeita, é uma farsa. Tudo se trata dos pequenos detalhes que não são perfeitos. Na época, alguns detalhes não tinham a precisão dos dias de hoje, porque simplesmente não funcionava assim ”, acrescentou.

A divisão de restauro da Lamborghini está tão comprometida com esta filosofia que, ao reimprimir os manuais dos proprietários originais, não corrige nenhum dos erros ortográficos e gramaticais dos originais.

De acordo com Paolo Gabrielli, o facto dos modelos da Lamborghini do passado serem quase inteiramente construídos à mão significa que não há dois idênticos. Por exemplo, as carroçarias eram moldadas inteiramente à mão e marteladas por cima de um molde de madeira, o que causava imperfeições.

Comprar certas peças também é um grande desafio, especialmente porque muitos fornecedores originais fecharam as portas. Como tal, a Polo Storico procura fornecer veículos em bom estado, por isso, realiza engenharia “inversa” em qualquer peça que seja necessária. Esta área de restauro da Lamborghini chega ao cumulo de ir verificar a documentação de produção de um veículo, para saber quais as imperfeições que o mesmo tinha quando saiu da fábrica.

“Fazer um carro perfeito, é fácil”, acrescenta Gabrielli. “Não há toque humano, nada. Para recriar estas superfícies feitas à mão, é muito mais difícil. É assim que marcamos a diferença. ”

Artigo anterior

Ferrari Purosangue filmado ainda com camuflagem!

Artigo seguinte

Polestar anuncia novos mercados para 2021

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.