EventosEntrevistasNoticiasRúbricas

CarZoom no Rali das Camélias com Tiago Neves e Sandro Carvalho!

A CarZoom está inscrita no Rali das Camélias com o Mitsubishi Colt “Low-Cost” que tem sido responsável por alguns dos nossos artigos mais lidos. Após reunirmos alguns apoios, temos como objetivo chegar ao fim do Rali das Camélias, mas também proporcionar aos nossos leitores e seguidores uma experiência completa ou quase completa do que é participar num dos Ralis mais míticos de Portugal.

O nosso Mitsubishi Colt 1.3 GLX de 75cv adquirido por 400,00€ no OLX já está equipado com todos os elementos de segurança que o tornam apto a participar no Rali das Camélias. Antes deste “enorme passo”, o nosso automóvel de corridas passou em três testes: duas provas do troféu slalom de Mafra e um Estoril Experience Day.

Não é um automóvel muito potente ou despachado, porém, quando terminámos as três provas com zero custos em reparações, é inevitável conter o sorriso no rosto. No entanto, o Rali das Camélias é um Rali algo duro com quase 200 quilómetros, dos quais 59 quilómetros são em troços cronometrados. Nas provas do troféu Slalom de Mafra percorremos pouco mais de 20 quilómetros em cada uma delas. No Estoril Experience Day realizámos três mangas de 20 minutos sem perdoar a mecânica em tempo algum. Será que conseguimos chegar ao fim do Rali das Camélias? Depende!

Os Ralis são imprevisíveis! Para além das falhas mecânicas, há incontáveis situações que podem deitar tudo a perder. Este é o primeiro Rali do Tiago Neves a piloto e também o primeiro Rali do Sandro Carvalho a Co-Piloto. Sem experiência a tirar notas e sem experiência a conduzir nas estradas escorregadias de Sintra e Mafra, este Rali tem tudo para correr bem! Será necessária uma grande gestão da mecânica do nosso pequeno Colt, será necessária uma grande coordenação entre piloto e co-piloto, mas também uma grande dose de paciência, perseverança e concentração, para não “partir a lata”.

O Rali das Camélias é um Rali muito especial para a CarZoom, não só porque se trata de um Rali na zona de Sintra, onde foi criado este site de imprensa automóvel, mas também porque o Rali das Camélias foi o primeiro Rali do Campeonato Nacional de Ralis, que teve início em 1966. Nos míticos troços de Sintra e Mafra passaram nomes como Michele Mouton, Walter Rohrl, Markku Alen, Ari Vantanen, Timo Salonen, Massimo Biasion e muitos outros “deuses da condução”, que ainda hoje trazem nostalgia a muitos dos fãs que passam nas estradas do Gradil, Lagoa Azul e outras.

É neste Rali candidato ao Campeonato Sul de Ralis 2022, que até este ano nem candidato era, que podemos encontrar todo o tipo de pilotos e automóveis. Nos pilotos, encontramos alguns nomes sonantes do campeonato nacional de Ralis, mas também encontramos outros nomes menos conhecidos, que têm prestações notáveis com automóveis que custam metade daqueles que habitualmente participam no CPR. Destacamos o 6º lugar à geral do Pedro Lança e Paulo Marques ao volante de um Citroen Saxo, o 7º lugar à geral do Gonçalo Boaventura e Rodrigo Silva ao volante de um Peugeot 106 e damos também destaque ao 17º lugar à geral do Diogo Mil-Homens, navegado por Nuno Rodrigues da Silva com um FIAT Uno 45!

Em 2019, última edição do Rali das Camélias, participaram 78 automóveis dos quais apenas 56 terminaram, o que demonstra que este é um Rali para homens e mulheres de “barba rija”!

À conversa com Tiago Neves este afirmou: “É intimidante que o Rali das Camélias seja o meu primeiro Rali, ainda por cima em Fevereiro, que deve estar a chover e eu nunca corri à chuva, nem mesmo nos karts, mas vai ser um desafio muito giro e exigente que me trará muitas aprendizagens! Será um evento do qual nunca me irei esquecer, não só por ser o primeiro Rali, mas também por ser na zona onde resido e por ter uma série de pilotos amigos a correr, pessoas que me conhecem a assistir, familiares, vai ser sem dúvida muito giro. Conto com o meu amigo, co-piloto e mecânico Sandro Carvalho, que é um condutor excepcional e que certamente me saberá ‘pôr um travão’ em qualquer exagero e sensibilizar-me para a fadiga mecânica do nosso Mitsubishi. Chegar ao fim é o nosso principal objetivo, claro que quero tentar dar o meu melhor, aprender, mas acima de tudo divertir-me sem me aleijar e sem aleijar ninguém!”

Para Sandro Carvalho, o Rali das Camélias é mais do que um Rali: “O Rali das Camélias é o realizar de um sonho e é uma homenagem que faço aos meus primos Carlos Carvalho e Paulo Carvalho, ambos correram no Rali das Camélias e Rali do Sintrense. Os meus primos guiavam muito depressa e muito bem, chegaram até a liderar as tabelas classificativas do campeonato nacional de Ralis ao volante de automóveis como Mitsubishi Galant VR4, Lancia Delta Integrale, entre outros. Para mim, naturalmente, é uma honra poder navegar nestes troços onde eles noutrora foram bastante felizes. Este Rali também me dá uma satisfação adicional, porque fui eu o responsável pela preparação do Mitsubishi da CarZoom, em conjunto com o meu pai João Carvalho. Nunca estive a navegador, tenho mais habilidade para conduzir ou para arranjar carros, mas tenho todo o gosto em estrear-me no Rali das Camélias com o Tiaguinho.”

A participação num Rali envolve recursos, mesmo quando se trata de um Rali regional. Há uma série de componentes de segurança que são caros mas que são muito importantes e têm que constar no automóvel para que este possa participar, até mesmo para conseguirmos um passaporte técnico da FPAK. A preparação do nosso Mitsubishi foi feita pelo Sandro Carvalho e pelo João Carvalho na Carvalhos Car, o Rollbar foi concebido pela JHP Sport (Jorge Vicente), as peças de reposição foram cedidas pela MCD Garcia e a preparação da embraiagem do nosso Mitsubishi foi assegurada pela PMG. Mas há outros apoios que conseguimos reunir para este Rali, que nos permitem fazer face a custos como inscrição, pneus e combustível, por isso, temos a agradecer à Plasoeste, Papelaria Venha Cá, Antunes & Duarte e Transmicar.

Ao nível do investimento em material obrigatório para competir, este já ronda os 3000,00€ (Baquets, Cintos, Roll-Bar, Extintor), os pneus são Toyo R888 e ao nível dos amortecedores temos uma suspensões KYB de série a gás com molas Eibach ProKit onde gastámos cerca de 500,00€. Ao nível do motor e caixa de velocidades tudo está de origem, temos uma embraiagem LUK de série oferecida pela MCD Garcia e reforçada pela PMG, um filtro de ar cónico e uma panela de escape MagnaFlow. Ao nível da travagem temos nada mais, nada menos, do que discos BluePrint de Série e pastilhas de travão Textar também de série, atrás temos a mítica travagem de tambor como “cereja no topo do bolo”.

Cerca de um ano e meio após termos adquirido o nosso Mitsubishi, o qual apelidámos “Gipsy”, este já foi a “personagem principal” de três artigos, já nos trouxe mais de sete mil visitas ao site e muitos momentos de felicidade. O nosso carro de corridas Low-Cost já obteve mais de 4000,00€ em preparação e prepara-se agora para a maior jornada da sua vida, após a sua aquisição na zona da Amadora, que continha um CD dos Gipsy Kings, mais de cinquenta pontas de cigarro no seu interior e transportava quatro indivíduos feirantes de aspeto duvidoso… Visto assim, o Rali das Camélias parece canja!

Não só os automóveis têm de ser preparados, também os pilotos / co-pilotos têm que estar munidos de equipamento de segurança. Falamos de fato anti-fogo, camisola, calças, meias, balaclava, capacete, luvas, botas e sistema Hans. Tudo isto encarece de forma significativa os custos de participar numa prova de automóvel, falamos em equipamento (entrada de gama) na ordem dos 1500,00€. Tudo isto é caro e torna este desporto algo dispendioso, porém, é quando os acidentes acontecem que percebemos que todas as exigências e obrigatoriedades fazem todo o sentido.

O público dos Ralis também deve estar preparado. Os acidentes acontecem e não é só aos outros, por isso, é conveniente que o público esteja nas zonas designadas por “Zonas Espectáculo”, onde podem assistir aos Ralis com a máxima segurança. Estas zonas já foram publicadas e podem ser consultadas aqui!

A organização do Rali só irá autorizar a permanência de 5 pessoas de cada equipa no parque de assistência e terão de ser cumpridas todas as normas da DGS no que toca às medidas de contenção relativas à COVID-19. No entanto, a CarZoom estará disponível ao longo de todo o Rali para falar com os seus leitores. Vamos realizar pequenas entrevistas ao Tiago Neves e ao Sandro Carvalho, onde podemos incluir perguntas dos nossos leitores e vamos ainda publicar vários diretos no decorrer de todo o Rali que se irá realizar no dia 20 de Fevereiro.

Os artigos acerca do nosso Mitsubishi Colt podem ser lidos nos links abaixo:

Comprámos um carro por 400 euros no OLX e fomos correr com ele!

(Parte 2) Comprámos um carro por 400€ e fomos correr: Rollbar

Testámos o nosso projecto “Low-Cost” no Estoril Experience Day!

Agradecimentos: MCD Garcia (Peças e Acessórios Auto), Carvalhos Car, Plasoeste (Industria transformadora de plástico), PMG (Travões e embraiagens), Papelaria Venha Cá, Antunes & Duarte, Transmicar.

Fotos Mitsubishi CarZoom: João Santos
Fotos: Carlos Carvalho / Markku Alen: Não são da autoria da CarZoom

Artigo anterior

Tecnologia Hidden Lighting exclusiva do Novo Hyundai Tucson

Artigo seguinte

Toyota apresenta e-Palette com sistema de gestão de operações de mobilidade autónoma

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.