Artigos

Este Jaguar XJR-11 Grupo C é a peça de Museu que queríamos na garagem!

O Jaguar XJ220 é dos automóveis mais conceituados que a Jaguar já concebeu, houve apenas 275 automóveis desses, mas a história da Jaguar não fica por aqui, para além dos já conhecidos clássicos raríssimos temos ainda o XJR-15 cuja produção se limitou aos 53 automóveis. O Jaguar XJR-11 de Grupo C é ainda mais exclusivo e esteve presente no Goodwood Revival este fim-de-semana.

Este Jaguar XJR-11 Grupo C é 1 dos apenas 3 que foram produzidos para competir no Grupo C. É um vencedor nato e há quem diga que foi a “fonte de inspiração” para o Jaguar XJ220 que saiu uns anos mais tarde.

Este automóvel largou o motor V12 que equipava o XJR-9 para adoptar um motor V6 mais leve com dois turbos este motor ao ser mais leve era também melhor para circuitos com curvas mais lentas. Este motor chegou a ser utilizado no MG Metro de Grupo B e foi adaptado para o XJ 220. Houve duas versões desta motorização, um 3.0 Litros para o campeonato IMSA dos Estados Unidos e um motor 3.5 litros de Grupo C que debitava 750cv de potência.

O facto de ser feito em alumínio levava a que este motor pesasse apenas 143kg. A equipa Jaguar Tom Walkinshaw Racing conseguiu levar a melhor face aos Mercedes-Sauber C11 em Silverstone onde acabaram por “dobrar” a concorrência.

Infelizmente, os problemas relacionados com a fiabilidade, levaram a que a marca Britânica retirasse o automóvel das corridas, deixando a vitória aos famosos Mercedes Sauber C11. Este automóvel foi totalmente restaurado pelos especialistas da JD Classics, e vai ser leiloado com as míticas cores da Silk Cut / Castrol.

A Bonhams levou a leilão este Jaguar XJR-11 este fim-de-semana no Goodwood Revival, mas ainda não temos informação por quanto foi vendido. Sabemos que a leiloeira estava a aguardar um valor que podia ultrapassar 1,7 milhões de Euros.

Artigo anterior

Polestar revela detalhes sobre o seu primeiro showroom!

Artigo seguinte

Caramulo Motorfestival bate recorde de visitas!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.