EnsaiosNoticias

KIA XCeed 1.6 CRDi DCT 7: Um automóvel para todos os gostos!

Estivemos ao volante da última novidade da KIA, o KIA XCeed. Que automóvel é este? Podemos dizer… Todos! Ideal para quem quer quer um SUV, um coupé, uma berlina ou uma carrinha, precisamente por ter uma carroçaria polivalente que pode facilmente agradar a todos, devido ao design moderno, aventureiro e ao mesmo tempo elegante. Contudo, não só de design é feito o novo KIA XCeed, uma vez que tem materiais e performances que convencem, assim como um motor e caixa de velocidades que parecem ser o conjunto perfeito!

O KIA XCeed causa alguma “intriga” à sua passagem, há quem olhe de forma espantada e há quem olhe com um ar confuso. Durante o nosso ensaio chegámos a receber comentários como: “Que carro bonito!” O que nos leva a crer que de facto a marca coreana acertou no aspecto do KIA XCeed que chega ao mercado para rivalizar com automóveis como o Ford Focus Active.

No exterior temos uma dianteira mais aberta do que estamos habituados na gama KIA. Contudo, a dianteira mantém os elementos de design tradicionais da marca como as ópticas rasgadas, as molduras dos faróis de nevoeiro acabadas a preto brilhante ou as protecções plásticas tímidas nos arcos das rodas. O capô tem um aspecto vincado e desportivo e nas laterais temos uma linha de cintura elevada que sobe até ao pilar “C”, moldura cromada dos vidros e protecções nas portas logo acima da embaladeira. Na traseira temos um estilo coupé, criado pelo tejadilho curvo que encontra o seu fim, num óculo traseiro inclinado. Os farolins são delgados e pontiagudos, a linha da bagageira é alta e saliente e o pára-choques traseiro ostenta uma protecção plástica generosa, que por sua vez tem uma protecção metálica que alberga duas saídas de escape simuladas, mas generosas.

O equipamento exterior convence com ópticas e farolins LED, vidros traseiros escurecidos, barras longitudinais, antena Shark, spoiler traseiro, chave mãos-livres e jantes de 18 polegadas com dois tons, envolvidas em pneus 235/45.

A acessibilidade ao interior deixa a desejar, principalmente aos lugares traseiros, onde pessoas de estatura média terão de fazer alguma ginástica para se sentarem. A curvatura do tejadilho não ajuda, assim como a abertura tímida das portas traseiras O acesso à dianteira é relativamente fácil. Apesar do “degrau” no acesso à bagageira, a colocação de carga não é difícil, uma vez que abertura da tampa está pouco acima do nível das rodas e acessível a todos.

Uma vez no interior, a KIA brinda-nos com um design atraente e perfeitamente enquadrado, que tem o seu foco no condutor sem excessos e selecção de cores agradável à vista. No que toca aos materiais, temos um tablier e portas emborrachadas, temos aplicações a preto brilhante e alumínio escovado, assim como pesponto no tablier, assentos e fole do selector da caixa de velocidades. O grande calcanhar de Aquiles nos materiais é o preto brilhante no túnel central que se risca “com um simples respirar”. A qualidade de construção está ao nível do segmento e houve a preocupação de aumentar a tecnologia a bordo, através de ecrãs de maiores dimensões e várias entradas de carregamento de dispositivos móveis.

Apesar do design “coupé”, o espaço para a cabeça nos lugares traseiros satisfaz, o mesmo dizemos do espaço para as pernas. Já o espaço para os ombros fica “comprometido” se estiverem 3 pessoas de maior estatura nos lugares traseiros. O apoio dos assentos dianteiros e traseiros é agradável tanto nas laterais como lombar e pernas. Na bagageira temos espaço para dar e vender com 426 Litros de capacidade, que se estendem aos 1378 Litros com o rebatimento dos assentos traseiros.

Nesta versão ensaiada Tech há equipamento a bordo para dar e vender, como climatização automática de dupla-zona, travão eléctrico de estacionamento com função auto-hold, tejadilho panorâmico com abertura(opcional), regulação eléctrica do assento do condutor, carregador de smartphone sem fios, sistema de navegação e multimédia em ecrã de 10,25 polegadas, painel de instrumentos digital, botão start de ignição, volante multi-funções, modo de condução “Sport”, sensores de chuva e luminosidade, ajuda ao arranque em subida, estacionamento activo, câmara de ajuda ao estacionamento 360º, cruise control e limitador de velocidade, portão traseiro automático, entradas USB, Aux e 12volts, sistema de som premium, entre outros.

O sistema de navegação e multimédia aparece num ecrã de 10,25 polegadas, colocado na horizontal, que nos faz sentir a olhar para a “TV lá de casa”. Como se não bastasse este sistema de navegação e multimédia é completo, intuitivo, apresenta uma imagem agradável q.b, aplicações para dar e vender, serviços conectados durante 7 anos e serviço de navegação em tempo real e está preparado para Android Auto e Apple CarPlay.

O painel de instrumentos é digital, não perde nenhuma informação face a um painel analógico e até acrescenta, uma vez que os KIA sempre nos ofereceram painéis e computadores de bordo bastante completos. Neste caso temos um conta-rotações e um velocímetro com gráfico analógico, computador de bordo ao centro com informações de consumo e viagem, sistemas ADAS, multimédia e navegação (apenas indicações), monitorização da pressão dos pneus, entre outros.

É no lugar do condutor dos KIA que nos sentimos bem, não que os restantes lugares sejam desconfortáveis, mas porque a marca tem investido em tornar a conexão homem-máquina cada vez melhor. De há alguns anos para cá que a KIA tem vindo a “deixar de lado” as direcções vagas, os chassis fracos e a experiência de condução “0 emoção”, só temos a agradecer à marca Coreana por isso. Conduzir um KIA é uma experiência cada vez melhor, não só pelos comandos ergonómicos e pelos interiores mais envolventes, como também pelo comportamento dinâmico cada vez mais competente.

Falando em comportamento dinâmico, é natural que se assuma que um automóvel mais alto e mais “SUV” tenha um desempenho menos desportivo e estável em estrada que uma berlina normal de segmento “C”, mas até nisso, a KIA fez um excelente trabalho. A KIA XCeed oferece uma suspensão mais condescendente e alta do que a da versão berlina, mas mantém a rigidez no chassi e a precisão na direcção, que o torna um automóvel prazeroso de guiar, com uma condução mais desportiva. Com o apoio da travagem, a traseira descola rodando sobre ela mesma, ajudando na inserção em curva da dianteira. Contudo, numa condução em que ocorram transferências laterais de massas, este KIA XCeed pode ter um comportamento pouco previsível, com algumas “sacudidelas” de traseira inesperadas. Do ponto de vista do conforto, esta suspensão filtra na perfeição as irregularidades da estrada, proporcionando viagens “tranquilas”.

Debaixo do capô está o motor diesel de 4 cilindros 1.6 CRDi com 136cv de potência às 4000rpm e 280Nm de binário entre as 1500rpm e as 3000rpm. Este motor é muito competente, mostrando-se enérgico durante um regime alargado de rotações, que nos permite ter acelerações convincentes em baixos e médios regimes, o que nos facilita a condução económica, uma vez que não precisamos de acelerar em excesso para ultrapassar ou para enfrentar uma subida mais íngreme. A caixa automática de dupla embraiagem com 7 velocidades é rápida e funciona bem no modo automático e sequencial, mostrando-se em “sintonia com o condutor” nos dois modos, sendo capaz de oferecer conforto ou maior vivacidade ao motor 1.6, provando que este é o conjunto perfeito.

No que toca à performance temos uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 9,6 segundos e uma velocidade máxima de 195km/h.

Os consumos no nosso ensaio rondaram os 5,6 Litros a cada 100km com percursos mistos com e sem trânsito, houve ainda margem para “dar fogo à peça”.

Na segurança, o KIA XCeed oferece uma série de equipamentos de série. Mesmo sem o pack ADAS Plus, o KIA XCeed na versão tech tem sistema de alerta ao condutor, FCA – Alerta colisão frontal – City, HAC – Hill Assist Control, HBA Faróis máximo automáticos e sistema de manutenção de faixa. O Pack ADAS Plus adiciona: Alerta Colisão Frontal com detecção de peões, detector de Ângulo Morto, Alerta de Tráfego à Rectaguarda, Cruise Control Adaptativo, Sistema de Estacionamento Automático e Assistente de Fila de Trânsito.

Nos testes Euro NCAP o KIA XCeed obteve as 5 estrelas com o pack de segurança e 4 estrelas sem este pack. Em ambas as classificações obteve 88% na segurança dos adultos e 85% na segurança das crianças. Na segurança dos peões obteve 68% com o pack de segurança e 52% sem este, enquanto nas ajudas à condução temos classificações de 73% e 68% com e sem pack ADAS Plus respectivamente.

Os preços da KIA XCeed começam nos 21.990,00€ para a versão Drive com o motor 1.0 T-GDI de 120cv a gasolina. Já os valores dos diesel começam nos 26.840,00€ para a versão Drive com o motor 1.6 CRDi de 136cv com caixa manual de 6 velocidades. A versão ensaiada começa nos 31.340,00€. Paga de IUC: 146,79€.

Fotos: João Santos

Artigo anterior

Leiria Festival Rallye: Um Rali concebido para o público!

Artigo seguinte

Alfa Romeo Stelvio Black Tech 2.2 JTDM AT8: Beleza Negra!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.