NoticiasTestes

KIA Sportage 1.6 GDI SX: A versão de entrada que tem tudo!

É comum para alguém que procura um automóvel até determinado valor, deixar de comprar um segmento mais elevado, para obter mais equipamento num segmento mais baixo. No caso do KIA Sportage conseguimos a versão SX, que tem o essencial e mais “qualquer coisa” pelo mesmo preço de um automóvel de segmento inferior. Esta é uma aposta inteligente que alia o espaço à comodidade, a um preço muito competitivo.

No que toca ao exterior o KIA Sportage é atraente em qualquer que seja a sua versão. O aspecto robusto, associa-se ao estilo moderno e dinâmico, que nos leva a olhar para o KIA Sportage como um automóvel grande, astuto e respeitável. Capô longo, traseira alta, linha de cintura também elevada e uma altura ao solo digna de um jipe. Temos ainda guarda-lamas e ilhargas musculadas que acentuam o aspecto premium.

No equipamento exterior, esta versão SX tem faróis de nevoeiro, luzes de iluminação diurna em LED, farolins LED, jantes de 17 polegadas com 2 tons envolvidas em pneus 225/60, farolins LED, vidros traseiros escurecidos, barras de tejadilho em alumínio escovado, protecções plásticas nos pára-choques dianteiro e traseiro, antena shark, entre outros.

Passando ao interior, apesar desta ser a versão de entrada, os materiais utilizados e a respectiva qualidade de montagem é igual aos modelos com mais equipamento. Há espaço a bordo para dar e vender e a acessibilidade é exemplar. Esta versão SX, tal como a versão mais equipada TX têm direito a pormenores que acentuam o requinte a bordo como o pesponto no tablier e os materiais emborrachados a cima do nível da cintura.

O conforto está presente a bordo, uma vez que os assentos são ergonómicos e oferecem bom apoio de pernas e costas, com ajuste da inclinação nos lugares traseiros. Mesmo os passageiros de maior estatura viajam com conforto, a elevada altura od tejadilho facilita a entrada e saída aos passageiros com maior estatura física. A bagageira também convence com os seus 480 Litros que se estendem até aos 1469 Litros através do rebatimento dos assentos traseiros.

A visibilidade sai beneficiada com os pilares A e B delgados. Apesar da traseira alta, o óculo traseiro tem dimensões generosas que ajudam na hora de efectuar manobras mais complicadas.

No que toca ao equipamento, esta versão SX de entrada de gama tem tudo que se precisa no quotidiano. Falamos de ar-condicionado automático de dupla-zona com saídas para os lugares traseiros, volante multi-funções, sensores de chuva e luminosidade, entradas USB, Aux e de 12Volts com uma entrada de 12 voltas nos lugares traseiros, apoio de braço nos lugares traseiros, sensores de ajuda ao estacionamento com câmara, cruise control, comando por voz, computador de bordo em ecrã TFT e sistema de multimédia (Sem navegação) em ecrã de 7 polegadas, entre outros.

O sistema de multimédia não tem navegação mas aparece num ecrã touch de 7 polegadas que tem rádio, Bluetooth e ligação a smartphone para Android Auto ou Apple CarPlay.

O painel de instrumentos não prescinde dos “analógicos” para a rotação e velocidade. O computador de bordo não tem uma imagem de excelência mas é completo apresentando dados de viagem e consumos, dados de manutenção do automóvel, monitorização de pressão dos pneus, dados da multimédia, bússola, entre outros.

No lugar do condutor a posição de condução é alta e agradável. A consola central está dirigida a quem desempenha a tarefa da condução e o volante e punho da caixa de velocidades são ergonómicos. Os comandos estão “à mão” e são do mais intuitivo que há. Podia haver um comando para o sistema de navegação que estivesse mais ao acesso do condutor, mas é uma boa forma de não nos distrairmos durante a tarefa da condução.

O comportamento dinâmico do KIA Sportage satisfaz. Não sendo um automóvel de corrida, a configuração de suspensão mais “condescendente” não prejudica o comportamento dinâmico, permitindo reacções previsíveis. O conforto a bordo deve-se não só à configuração condescendente das suspensões, como também ao facto do KIA Sportage ter um eixo traseiro independente. A direcção é directa q.b e a caixa de velocidades é agradável de utilizar. Devido à altura ao solo, o adornar da carroçaria é notável.

Debaixo do capô desta versão estava o motor 1.6 GDI a gasolina de 4 cilindros que debita 132cv de potência às 6300rpm e 160Nm de binário às 4850rpm. Este motor é atmosférico e ganha vida nas rotações mais altas. No que toca à performance temos uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 11,5 segundos a uma velocidade máxima de 182km/h.

No nosso ensaio o KIA Sportage obteve uma média de 8 Litros a cada 100km que se deve ao facto da Caixa manual de 6 velocidades ser curta. Apesar de tornar o KIA Sportage mais vivo e despachado, prejudica-o nos consumos quando circulamos a velocidades moderadas em que as rotações vão mais altas. A 120km/h na auto-estrada em 6ª velocidade, o KIA Sportage circula com as rotações acima das 3000rpm.

No todo-o-terreno a altura ao solo beneficia o KIA Sportage na versão SX que se vê mais uma vez beneficiada neste campo devido ao perfil dos pneus ter maior altura, ao contrário do que acontece com as versões mais equipadas que têm jantes maiores com pneus de perfis mais baixos. O sistema de ajuda à descida ajuda o condutor a preocupar-se com a direcção, já a caixa curta ajuda na saída para o fora-de-estrada, em que se enfrentam terrenos mais irregulares.

No que toca à segurança, este KIA Sportage na versão de entrada SX tem monitorização da pressão dos pneus, retrovisor interior com escurecimento automático, travagem de ajuda à descida, sistema de ajuda ao arranque em subida, entre outros.

Nos testes Euro NCAP o KIA Sportage obteve as 5 estrelas com 90% na segurança dos adultos, 83% na segurança das crianças, 66% na segurança dos peões e 71% nas ajudas à condução.

O preço desta versão de entrada de gama SX começa nos 23.810,00€ sem pintura metalizada ou qualquer opcional. A versão ensaiada com pintura metalizada fica por 24.300,00€. Paga de IUC: 171,18€.

Mais informações acerca deste modelo consulte aqui!

Artigo anterior

Este Mercedes A35 AMG da MKChip satisfaz a espera pelo Mercedes A45 AMG!

Artigo seguinte

Mazda 3 1.8 SKYACTIV-D Evolve: Primar pela diferença!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.