TestesNoticias

Mazda 3 1.8 SKYACTIV-D Evolve: Primar pela diferença!

A Mazda apresentou recentemente o novo Mazda 3. Este é um modelo com uma importância significativa para a marca que prima pela diferença face aos concorrentes do segmento, não falamos apenas do design, mas também do interior, comportamento em estrada e motorizações. O Mazda 3 é um automóvel jovem e dinâmico capaz de convencer não apenas jovens e pessoas de idade mais avançadas, como também é capaz de agradar o típico cliente premium, devido à sua qualidade irrepreensível.

O design exterior é desportivo, dinâmico e fluido. Apesar de todos estes adjectivos, é um design simples e ao mesmo tempo sublime. Temos um capô muito longo, uma grelha preta brilhante que se apodera de quase toda a dianteira, flanqueada por ópticas delgadas. O pára-choques dianteiro apresenta um lábio saliente e desportivo. O mesmo dá ênfase à entrada de ar generosa e design elaborado do pára-choques.

O pára-brisas é inclinado dando inicio ao tejadilho curvo e baixo que oferece um aspecto mais desportivo. A linha de cintura elevada e pouco pronunciada por “vincos” deixa pouco espaço para os vidros laterais, fazendo com que o Mazda 3 obtenha um aspecto invulgar.

A traseira “atrevida” provém da inclinação acentuada do óculo traseiro e do pára-choques saliente. Tem inicio no pilar “C” generoso, de onde sobressai a ilharga musculada, os farolins finos com assinatura luminosa inconfundível e o difusor traseiro preto brilhante com duas saídas de escape, que contrasta na perfeição com o spoiler traseiro generoso.

Ainda no exterior desta versão Evolve temos luzes de iluminação diurna em halogéneo e médios LED, farolins traseiros LED, vidros traseiros escurecidos, dupla saída de escape, jantes de 16 polegadas envolvidas em pneus 205/60R16, retrovisores exterior com recolha eléctrica, entre outros.

A acessibilidade ao interior não é difícil, uma vez que o tejadilho é baixo, mas a forma curva é pouco pronunciada, o que facilita a entrada e saída nos lugares dianteiros e traseiros, onde só as pessoas de estatura mais elevada podem ter a necessidade de um maior cuidado no acesso aos lugares traseiros.

No interior a qualidade de construção está ao nível de alguns premium, onde obtemos uma insonorização digna de registo e uma montagem rigorosa. A qualidade dos materiais é boa, notando-se uma escolha cuidada tanto ao nível do casamento entre materiais moles e rígidos, como ao nível da escolha de cores para o interior. No Mazda 3 há couro e materiais emborrachados no tablier e portas, há pespontos que oferecem um aspecto mais requintado e ainda metais a decorar e a dividir os acabamentos mais escuros.

Devido a estas características o Mazda 3 reúne um design desportivo, simples e contemporâneo, focado no condutor e conforto dos passageiros. Viajamos à vontade nos lugares dianteiros e ligeiramente mais apertados nos lugares traseiros onde sobra pouco espaço para as pernas em pessoas de maior estatura. A bagageira não é exemplar, uma vez que tem apenas 330 Litros, que se estendem aos 1019 Litros, que fazem dela uma das bagageiras mais pequenas do segmento.

No lugar do condutor tudo é agradável, uma vez que mesmo quando adoptamos uma posição de condução mais baixa e desportiva, conseguimos continuar a ver todo o painel de instrumentos e continuamos a ter acesso a todos os comandos. O volante tem uma pega de excelência, assim como o punho da caixa de velocidades. Os assentos são ergonómicos, os comandos estão à mão e são intuitivos e o botão rotativo no túnel central para controlo do sistema de navegação e multimédia é uma mais valia. Em todos os lugares encontramos assentos confortáveis, onde é possível viajar muitos quilómetros sem notar grande fadiga.

No que toca ao equipamento, esta versão intermédia Evolve não vem de todo “despida”. Temos ar-condicionado automático de dupla-zona com saídas para os lugares traseiros, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, pára-brisas com redutor de ruído, botão de ignição com ignição mãos-livres, iluminação de entrada, travão de parque eléctrico, forro do tejadilho preto, sistema de navegação e multimédia em ecrã de 8,8 polegadas e painel de instrumentos parcialmente digital.

Seria injusto não realçar o trabalho e o foco da Mazda no interior. Os Japoneses de Hiroshima focaram-se no bem-estar do condutor e passageiros. Conceberam o interior do Mazda 3 de forma pormenorizada, sem deixar espaço para erros ou falhas. O interior foi intensamente estudado para que fosse “perfeito”, falamos da posição de condução e dos passageiros, a colocação das colunas de som e comandos e até mesmo a iluminação dos botões. A Mazda esmerou-se para que este interior seja realmente harmonioso e prazeroso, queriam que em qualquer situação o condutor e os passageiros se sentissem como se estivessem “em casa”.

O sistema de navegação e multimédia está muito melhor e mais evoluído. Os gráficos são excelentes e a utilização continua a ser intuitiva. Temos agora navegação 3D em tempo real, bluetooth, multimédia, reconhecimento de voz melhorado e manual de instruções no sistema.

O painel de instrumentos é o resultado de uma junção perfeita do analógico com o digital. O conta rotações e o manómetros da temperatura e combustível mantém-se analógicos oferecendo um estilo desportivo. Ao centro temos um velocímetro digital que pode ter apenas a função do velocímetro ou que nos permite ver outras informações como os dados de viagem e consumos, informação acerca dos sistemas de segurança, multimédia, navegação, entre outros.

O comportamento e estrada é agora de referência, devido à suspensão bem afinada que permite um pisar da estrada “firme” sem prejudicar o conforto. O chassi é rígido e competente, uma vez que nos oferece confiança para atacar curvas de uma forma mais “afoita”. A caixa manual de 6 velocidades é justa, curta e precisa. A direcção por sua vez é directa e ajuda o condutor a ter um bom feedback do comportamento do Mazda 3 e da estrada.

O “G-Vectoring Control”, é um sistema de vectorização de binário que já estava presente na anterior geração, mas que foi agora actualizado e permite um comportamento ainda mais previsível, melhor inscrição e saída de curva, e ainda mais conforto. Este sistema aplica travagem na roda que pode perder tracção, de forma a corrigir a trajectória do automóvel e tornar a “tarefa mais fácil” para o condutor, aumentando assim a segurança, melhorando o comportamento em curva e diminuindo a fadiga de quem está atrás do volante.

Debaixo do capô está o motor 1.8 Litros de 4 cilindros diesel com 116cv de potência às 4000rpm e 270Nm de binário entre as 1600rpm e as 2600rpm. Ao contrário das outras marcas que reduzem a cilindrada e recorrem à maior sobrealimentação dos motores, a Mazda quis um grande motor diesel 1.8 Litros com uma potência inferior para aumentar a fiabilidade e o prazer de condução. Este motor é redondo, tão redondo, que muitas das vezes pensamos estar ao volante de um automóvel a gasolina.

Se esperam que os consumos sejam altos por falarmos de um 1.8 Litros de cilindrada, enganam-se! No nosso ensaio com percursos mistos com e sem trânsito conseguimos uma média de 4,8 Litros a cada 100km. As prestações satisfazem com 10,3 segundos para atingir a barreira dos 100km/h e 194km/h de velocidade máxima. Este motor responde de forma satisfatória nos baixos regimes devido à sua cilindrada e ganha “mais alma” nos médios regimes.

No que toca à segurança o Mazda 3 na versão Evolve tem sistema de ajuda ao arranque em subida, aviso de ângulo morto, sensores de chuva e luminosidade, reconhecimento de sinais de trânsito, entre outros. Nos testes Euro NCAP o novo Mazda 3 obteve as 5 estrelas onde conseguiu 98% na protecção dos adultos, 87% na protecção das crianças, 81% na protecção dos peões e 73% nas ajudas à condução.

Os preços começam nos 26.408,00€ para a versão Evolve com motor a gasolina 2.0 SKYACTIV-G de 122cv. A versão ensaiada Evolve com o motor diesel 1.8 SKYACTIV-D fica por 30.304,81€. Ambos os preços são “chave na mão”.
Como opção podemos adicionar:
– Pack i-ACTIVSENSE Pack (1100€): Camera Traseira; Sensores estacionamento Frontais; Vidros traseiros escurecidos; Chave Inteligente.
– Sport’s Pack (818,10€): Adaptive LED Headlights (ALH); Led Look; Luzes Diurnas em LED,
– Pack Safety (848,40€): FCTA- Front Cross Traffic Alert; Driver Monitoring (DM); Smart Brake Support (Rear Crossing) SBS RC; Smart Brake Support (Rear) SBS R; 360o View Monitor; Cruising & Traffic Support (CTS)
– Pack Bose (515,00€): Sistema Áudio Bose

O Mazda 3 diesel paga de IUC: 224,33€.

Artigo anterior

KIA Sportage 1.6 GDI SX: A versão de entrada que tem tudo!

Artigo seguinte

Renault e Grupo FCA continuam "negociações à porta fechada"!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.