ArtigosEnsaios

Honda Civic Sedan 1.5 VTEC Turbo Executive: Performance “disfarçada”!

O Honda Civic Sedan 1.5 VTEC é um verdadeiro lobo em pele de cordeiro, um desportivo disfarçado de automóvel de família “inofensivo”. Este é o automóvel discreto que é capaz de nos fazer lembrar os desportivos da Honda dos anos 90 e se tem saudades de uns tais EG9 este é provavelmente um bom sucessor!

O Honda Civic Sedan é discreto, embora herde elementos da versão mais “radical” de 5 portas, o facto de ser mais comprido e da traseira prescindir dos escapes “à vista” e dos spoilers faz com que adquira um aspecto mais “conservador” capaz de agradar a um cliente que goste menos de dar nas vistas.

O aspecto menos vistoso não faz com que passe despercebido, uma vez que o grande destaque dado à versão hatchback faz com que muitas pessoas desconheçam a versão sedan, o que suscita alguma curiosidade a quem o vê passar. Chegaram-nos a perguntar: “É o novo Accord?” Assumimos que seja devido ao seu tamanho imponente.

Ainda no exterior contamos à mesma com ópticas Full-LED, farolins LED, jantes de 17 polegadas envolvidas em pneus 215/50R17, antena barbatana de turbarão, entre outros.

No interior temos uma boa qualidade de construção e materiais, temos um design moderno e desportivo, que continua a estar focado no condutor. É possível viajar quase de perna cruzada nos lugares dianteiros e traseiros e com todo o conforto, devido à boa ergonomia dos assentos. A bagageira também não desilude, uma vez que cresceu mais de 100 Litros face à versão hatchback, contando agora com 519 litros de capacidade. Há no habitáculo do Honda Civic, materiais com menor qualidade que estão colocados maioritariamente abaixo da cintura, o que nos dá uma percepção mais optimista da qualidade dos interiores.

A versão “Executive” está dotada de equipamento, contamos com carregador Wi-Fi, sensores de chuva e luminosidade, chave mãos livres, Travão de Estacionamento Eléctrico, Espelhos das portas aquecidos com regulação eléctrica, A/C Automático Dupla zona, câmara traseira de auxílio ao estacionamento com diferentes visualizações, Espelho Retrovisor Interior com Escurecimento Automático, Teto de abrir em vidro, chave mãos-livres e ainda assentos aquecidos nos lugares dianteiros e traseiros.

A posição de condução é confortável e prazerosa, os comandos estão bem posicionados a configuração do assento e coluna de direcção permite-nos adoptar facilmente uma postura de condução mais confortável ou mais desportiva. Este factor ajuda a que sintamos uma maior conexão com o automóvel e maior prazer de condução.

O sistema de navegação e multimédia é digno da excelência. Tem uma óptima apresentação e funções a perder de vista, junta-se a um ecrã táctil de 7 polegadas, rádio AM/FM/DAB, Apple CarPlay, Android Auto, radio via internet, aplicação Aha e ainda browser para acesso à internet. Continua com 2 entradas USB, HDMI e está ligado a 11 altifalantes de elevada potência. Este sistema requer alguma habituação, devido ao número de funções e aplicações disponíveis.

O painel de instrumentos é colorido e completo, as informações aparecem de forma clara e são bastante completas, uma vez que para além dos tradicionais dados de viagem e consumos, temos dados da navegação, multimédia, telefone e sistemas de segurança.

O Honda Civic Sedan tem uma dinâmica surpreendente. O chassi é “consistente” mesmo num abordar de curvas mais “atrevido”, “consistência” de chassi permite uma configuração de suspensão que não prejudica o conforto, filtrando as irregularidades da estrada sem que sintamos imprecisão numa condução mais desportiva, uma das responsáveis é a direcção que é bastante directa prazerosa e comunicativa. Também a caixa manual de 6 velocidades tem uma manuseamento muito agradável e é bem escalonada.

É debaixo do capô que está um “elemento” que nos leva a pensar que estamos perante um “desportivo mascarado”. O “aspecto inofensivo” do Honda Civic Sedan pode levar a pensar que estamos diante um automóvel pouco divertido. Esta opinião fica facilmente de lado quando decidimos “dar fogo à peça”. O motor 1.5 VTEC Turbo tem 182cv de potência e 240Nm de binário, o que quer dizer que de “aborrecido” não tem nada. O motor 1.5 VTEC Turbo é bastante “dócil e equilibrado” nas rotações mais baixas e parece ter herdado a alma dos antigos motores VTEC nos médios e altos regimes, onde conseguimos uma sonoridade que nos faz lembrar os antigos Honda Civic dos anos 90 e envergonhar alguns automóveis com um aspecto mais “gingão”.

No que toca a performance temos uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 8,6 segundos e uma velocidade máxima de 210km/h.

No aspecto do consumo de combustível seria fácil pensar que um automóvel a gasolina com 182cv, um comprimento generoso e um peso de quase 1300kg que fosse necessário um acordo com uma gasolineira. Contudo, não o é e arriscamos de dizer que há poucos automóveis com estes números a ter consumos de 6,5 Litros a cada 100km de consumo misto com e sem trânsito, fazendo o gosto ao pé direito de vez em quando.

Também na segurança a Honda não se desleixou, uma vez que a Euro NCAP classificou o Honda Civic com as 5 Estrelas, onde obteve 92% na protecção dos adultos, 75% na protecção das crianças, 75% na protecção dos peões e 88% nas ajudas à condução. Temos ajuda ao estacionamento, sistema de ajuda ao arranque em subida, aviso de transposição involuntária de faixa, aviso de fadiga do condutor, travagem activa de emergência, entre outros.

O Honda Civic Sedan 1.5 VTEC Turbo Executive está disponível a partir dos 33.750,00€. Paga de IUC: 171,18€ (WLTP).

Artigo anterior

Fiat 500 vendeu cerca de 194.000 unidades na Europa em 2018!

Artigo seguinte

Alfa Romeo recebe mais dois prémios, agora da revista auto, motor und sport!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.