Brinquedos sobre rodasEnsaiosNoticias

Vespa Sprint S 125: Regresso de um ícone das duas rodas!

Num destes fins-de-semana, a CarZoom trocou os automóveis pelas motos, contudo, não trocámos os nossos amados veículos de 4 rodas por uma moto qualquer. Estivemos ao guiador de um ícone das duas rodas, falamos de uma Vespa do Século XXI. Sentimo-nos em cima de um pedaço renovado da história, que merece jamais ser esquecida.

Porque há tantas pessoas a adquirir os FIAT 500 e os MINI nos dias de hoje? Acreditamos que não seja apenas pelo design do FIAT 500 ou pela qualidade premium comprovada dos MINI. Por detrás destes modelos que ganharam novas vidas ao longo dos anos, estão alguns antepassados que marcaram gerações. Estes novos modelos, que dão continuidade à linhagem, continuam a encantar as gentes do agora, como os seus antepassados encantaram as gentes de outrora, criando histórias que jamais se perderão no tempo.

A Vespa é um verdadeiro fenómeno, um estilo de vida! Quem compra uma Vespa, não quer apenas um meio de transporte económico com uma cor engraçada, em vez disso, quer uma Scooter que se destaque de todas as outras e que lhe acrescente “algo mais”… Algo mais histórico, diferente, estiloso e marcante, deixamos de ser apelidados como senhores ou rapazes “da moto”, para sermos apelidados de senhores ou rapazes “da Vespa”.

É dificil não parar uma Vespa ao pé de um senhor de tenra idade e este não comentar uma história. Haverá sempre uma Vespa antiga, um amigo com uma paixão enorme por Vespas ou outra qualquer recordação que não se deixa “perder no tempo”. Olhamos nos olhos dessas pessoas e notamos a nostalgia e a saudade, através de vivências que só um verdadeiro veículo icónico pode proporcionar. Experimentem falar aos vossos pais ou avós da Renault 4L, Citroen 2CV, FIAT 600 e claro… da Vespa! Uma verdadeira estrela de cinema, que habita não só os filmes a preto e branco, como também os sonhos de muitos miúdos e graúdos.

A Piaggio não se deixa ficar pelas histórias, por isso, tem toda uma gama de novos modelos Vespa que vão dos 50cc aos 300cc, passando por duas versões eléctricas (Ensaio Aqui). Desta vez, a Piaggio Portugal decidiu facultar-nos uma Piaggio Vespa Sprint S 125, uma scooter que privilegia um aspecto desportivo e contemporâneo, sem perder o melhor do icónico modelo.

Começando pelo aspecto, esta Vespa Sprint S tem características “rebeldes”, adopta cores mate que lhe oferecem um aspecto ainda mais “Racing”, uma entrada de ar com apontamentos vermelhos na dianteira, amortecimento mono-braço, que sustenta a jante raiada preta brilhante e um assento em pele e alcantara para dois, com um pesponto contrastante. Tratando-se de uma Vespa, o requinte não pode faltar, por isso, há acabamentos cromados em torno da óptica dianteira Full-Led e um friso cromado em torno da carnagem dianteira. As manetes e os retrovisores prolongam o estilo requintado e vintage com um acabamento também brilhante e reluzente (cromado).

As Vespa continua a destacar-se positivamente com a óptica e luzes de presença Led, mas também com um ecrã de dimensões generosas que tem um autêntico sistema de infotainment, que nos permite emparelhar o telefone, atender e desligar chamadas, alterar os temas e até trocar de música em streaming. O espaço de armazenamento não alberga capacetes fechados de dimensões generosas, mas a Vespa mantém o conceito antigo dos ganchos por baixo do assento, que nos permitem prender dois capacetes (um de cada lado), pelas correias, evitando que estes sejam retirados. Debaixo do assento há espaço para um capacete aberto, mas também para guardar alguns objectos como a carteira, chaves, telemóvel, entre outros. Na parte traseira da carnagem dianteira, temos ainda um espaço de armazenamento algo reduzido, mas que nos permite guardar documentos e tem uma simpática entrada USB para carregamento de dispositivos móveis.

É impossível ter uma Vespa e não percorrer alguns quilómetros ao guiador, principalmente quando se trata de uma enérgica 125, bastante ágil e divertida de guiar. Enrolamos punho até aos 105km/h, atestamos por pouco mais de 10,00€ e temos 200 quilómetros de diversão.

Devido ao seu design mítico, não há quem não olhe, independentemente de onde circulamos de Vespa, seja na cidade, nas estradas de serra, ou mesmo a visitar alguns locais históricos. Não há quem nos tire o sorriso do rosto, mesmo quando apertam as dores nas costas, causadas por mais de 300 quilómetros percorridos num fim-de-semana, ao volante de um pedaço de história das duas rodas, que merecerá sempre mais um “novo modelo”, uma nova abordagem e uma nova história.

Fotos: João Santos

Artigo anterior

Hyundai Motor Group desenvolve tecnologias aplicadas ao Ar Condicionado para manter ar puro no interior dos veículos

Artigo seguinte

Procura de automóveis elétricos leva Kia a atingir a sua quota de mercado mais alta de sempre na Europa

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.