ArtigosEnsaios

Toyota Yaris 1.5 GSPORT: Introdução GRMN!

Estivemos ao volante de um dos Toyota Yaris mais exclusivos de Portugal, o Toyota Yaris 1.5 GSPORT, uma versão com uma ligeira introdução ao “estilo Gazoo Racing” que oferece ao Toyota Yaris um aspecto mais “despachado”.

O Toyota Yaris GSport é bastante semelhante ao Toyota Yaris normal. Mantém a carroçaria de 5 portas e ganha pintura bi-tom, badges “GSport” nos guarda-lamas e na traseira, uma grelha preta e um lábio dianteiro vermelho que se destaca das cores mais escuras da carroçaria. Na traseira temos também um pára-choques com um difusor vermelho, um spoiler mais desportivo e uma ponteira de escape também mais desportiva. Outros destaque incluem os vidros traseiros escurecidos, jantes de 16 polegadas com 2 tons, antena shark, luzes de iluminação diurna LED e farolins LED.

O formato da carroçaria mantém-se continuamos a ter uma grelha dianteira de dimensões generosas com ópticas rasgadas, temos uma traseira alta, linha de cintura alta, farolins rasgados e um capô mergulhante. Se achamos que nesta versão o Toyota Yaris podia ter um aspecto mais “musculado” e desportivo, perdemos essa ideia quando o guiamos e percebemos que já assim é um automóvel que dá nas vistas, até porque estamos habituados a ver Toyotas Yaris que passam bem mais despercebidos.

No interior as alterações são mínimas, temos soleiras das portas acabadas a preto com inscrição do modelo, temos um volante com “inscrição” GSPORT e pesponto branco e… Mais nada! Os assentos, maneta de caixa de velocidades, tablier e consola central são iguais aos comuns Toyota Yaris. Temos por isso um tablier com uma linha mais conservadora, com saídas de ar embutidas, o sistema de navegação e multimédia ao centro colocado de forma acessível, temos 3 botões rotativos na consola central para regulação do sistema de climatização e temos à nossa esquerda os botões que nos permitem ligar e desligar ajudas, desligar start&stop, ajustar retrovisores, entre outros.

O espaço a bordo é o típico de um utilitário, temos espaço nos lugares dianteiros e viajamos relativamente à vontade nos lugares traseiros, para o que é habitual no segmento. A bagageira do Toyota Yaris conta com 286 Litros, que com o rebatimento dos assentos traseiros chega aos 770 Litros. A montagem do interior é boa, o que faz com que não hajam ruídos parasitas apesar da abundância de plásticos mais rijos, que é normal no segmento.

No que toca ao equipamento, nesta versão contávamos com ar-condicionado manual, sistema de navegação com um dos maiores ecrãs do segmento, volante multi-funções, painel de instrumentos com computador de bordo em ecrã TFT, entrada USB e Aux, cruise-control e ainda maneta da caixa de velocidades e travão de mão em couro com pesponto branco.

O sistema de navegação e multimédia é de fácil utilização e tem boa imagem, por vezes é um pouco lento, mas nada que nos aflija, está preparado para Android Auto e Apple CarPlay e tem uma série de aplicações interessantes como o registo dos consumos de combustivel por exemplo. Já o computador de bordo é extremamente completo, fornece-nos a informação necessária e menos necessária, dados de consumos e viagem, multimédia, ajudas à condução, entre outros.

A posição de condução do Toyota Yaris não é propriamente desportiva, mas o conforto está garantido, os assentos tem bom apoio lombar, não é exagerado e oferece conforto. O volante tem uma boa pega, assim como a maneta da caixa de velocidades. Apesar de ser uma versão com um aspecto mais “desportivo”, os pedais não permitem brincadeiras por ai além, temos o acelerador mais no fundo e afastado do travão, o que nos dificulta o “brincar ao ponta-tacão”, mas não é impossivel! Os comandos estão “à mão” à excepção dos comandos das ajudas à condução, colocados do lado esquerdo e pouco visíveis.

A condução do Toyota Yaris GSPORT é igual à do Toyota Yaris convencional. A suspensão é firme, a caixa é bem escalonada e tem um manuseamento extremamente agradável, mas temos uma direcção pouco comunicativa, boa para manobras em cidade, pois não cansa, não tão convincente na altura de “dar fogo à peça”, em que o automóvel se torna pouco “empático” com o condutor.

O motor 1.5 Litros a gasolina de 4 cilindros deixou-nos com água na boca, pois contraria a tendência dos motores de baixa cilindrada com turbo, que deixam de ser “redondos” e só tem cavalagem em determinadas rotações. Este motor da Toyota tem 111cv de potência, tem 136Nm de binário que é baixo para o automóvel e obriga-nos a recorrer à caixa muitas vezes, devido a esse binário estar disponivel demasiado tarde. A parte positiva, é que este é um motor bastante redondo, algo que já não estamos habituados. Este é um motor que dá gosto conduzir, não só por conseguir oferecer andamentos satisfatórios, como também por ter uma sonoridade prazerosa nas rotações mais elevadas. A Toyota também contraria a ideia de que é preciso um motor de baixa cilindrada com recurso à sobrealimentação para ter consumos baixos. Este motor 1.5 a gasolina de 4 cilindros satisfaz plenamente no que toca aos consumos que podem facilmente rondar os 6 Litros a cada 100km, o que é sem duvida melhor do que alguns motores sobrealimentados de 3 cilindros turbo que para além de anémicos nas rotações mais baixas tem consumos dignos de desportivos. Não é o caso desta motorização 1.5, que é comedida q.b.

Na segurança, o Toyota Yaris GSport ensaiado contava com alerta de colisão frontal, aviso de transposição involuntária de faixa, máximos automáticos, monitorização da pressão dos pneus, entre outros. Este utilitário nipónico obteve nos testes EuroNCap as 5 Estrelas quando saiu esta geração em 2011/2012. Nessa altura obteve 89% na segurança dos adultos, 81% na segurança das crianças, 60% na protecção de peões e 86% nas ajudas à condução. Não nos podemos esquecer que desde 2011 até agora houve alterações que tornaram este utilitário ainda mais seguro!

Esta versão GSport estava disponivel por 19.995,00€. Mas o motor 1.5 VVT-iE pode ser adquirido noutras versões, uma vez que não estava disponivel apenas para a versão GSport. É possivel adquirir, por exemplo, a versão mais equipada Square Colection com o motor 1.5 a partir dos 22.010,00€. O Toyota Yaris com esta motorização paga de IUC: 134,98€.

Artigo anterior

Hennessey celebra o automóvel 10.000 com um Ford Mustang de 800cv!

Artigo seguinte

Henrique Van Uden: Entrevistámos o vencedor do KIA Racing Opportunity!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.