EnsaiosNoticias

Toyota RAV4 Hybrid: Espaço e ecologia!

Estivemos ao volante do Toyota RAV4 Hybrid, um automóvel que privilegia o conforto a bordo, o espaço, eficiência de combustivel e a ecologia. Falando de um Toyota, sabemos que está garantida a fiabilidade, a boa assistência e a durabilidade.

A actual geração do Toyota RAV4 está no mercado desde 2013, recebeu o novo restyling em 2015 e parece estar ainda de “boa saúde”. Contamos com uma aparência robusta, atraente, jovem e contemporânea. Ainda no exterior contamos com luzes de iluminação diurna LED, faróis de nevoeiro, protecções plásticas na carroçaria, antena shark, um pequeno aileron, capas dos retrovisores pretas para um maior contraste, vidros traseiros escurecidos, farolins LED, jantes de 18 polegadas acabadas a preto envolvidas em pneus 235/55 e “badges” hybrid que não nos deixam esquecer que se trata de um modelo ecológico.

Damos destaque também aos espelhos retrovisores aquecidos, portão traseiro eléctrico e iluminação “Follow-me-Home”.

No interior, a qualidade dos materiais não é de excelência, mas a qualidade da montagem esta garantida e compensa os materiais menos bons. Houve cuidados na implementação de um “simpático” pesponto no tablier e material agradável ao toque nas portas. Sabemos que quem procura um automóvel espaçoso, não vai ficar desiludido com o Toyota RAV4, pois este tem espaço para dar e vender, viajamos à vontade nos lugares dianteiros e traseiros e temos uma bagageira a perder de vista com 501 Litros de capacidade, que podem chegar aos 1633 Litros com o rebatimento dos assentos traseiros.

Para além de viajarmos à vontade viajamos com bastante conforto, a suspensão tem uma configuração bastante condescendente, os assentos são confortáveis. O volante no caso do condutor é ergonómico, os comandos encontram-se à mão e temos uma série de equipamento a bordo como: ar-condicionado automático de dupla zona, 6 colunas de som, chave mãos-livres, rebatimento eléctrico dos retrovisores através de um botão, modos de condução, botão start de ignição, painel de instrumentos em ecrã TFT, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro e sistema de navegação e multimédia.

O sistema de navegação e multimédia do Toyota RAV4 é bastante completo, temos uma série de aplicações e funcionalidades como: busca de postos de combustivel e estacionamento, aplicação AHa, Coyota, loja de aplicações e mais importante ainda, gráficos do sistema híbrido. Através do sistema de navegação e multimédia, conseguimos ver os registos de viagens e consumos, e ainda conseguimos ver o estado da bateria do sistema híbrido, se a mesma está a ser utilizada ou a ser carregada. Infelizmente o sistema é algo lento.

O painel de instrumentos é também bastante completo, uma vez que para além dos dados da viagem e informações sobre os sistemas de segurança, também nos permite ter exactamente o mesmo monitor de energia que temos no sistema de navegação e multimédia. Este monitor de energia ajuda-nos a adoptar uma condução mais ecológica, que consequentemente, nos fará sorrir quando olharmos para os consumos de combustivel. Destacamos também as informações de multimédia, navegação, bússola, monitorização da pressão dos pneus, entre outros. Ainda no painel de instrumentos, temos o tradicional “manómetro” que nos indica consoante a pressão no pedal do acelerador e travão, se o motor está num regime económico, num regime mais elevado ou simplesmente a produzir energia através da travagem, que por sua vez aumenta a carga da bateria do motor eléctrico.

O Toyota RAV4 Híbrido tem um motor 2.5 litros a gasolina de 4 cilindros associado a um motor eléctrico, a potência combinada é de 197cv e 410Nm de binário. A potência chega às rodas dianteiras através de uma caixa automática de variação contínua com várias relações no modo sequencial. Esta receita oferece ao Toyota RAV4 uma aceleração dos 0 aos 100km/h em apenas 8,3 segundos e uma velocidade máxima de 180km/h. O mais surpreendente desta “combinação” são os consumos que no nosso ensaio rondaram os 6,3 Litros a cada 100km, com consumos mistos com e sem trânsito.

Apesar de ter uma boa aceleração dos 0 aos 100km/h, uma caixa disponivel e boas recuperações, o Toyota RAV4 não foi feito para andar depressa, uma vez que o seu comportamento que privilegia o conforto não é o melhor na altura de imprimir um ritmo mais despachado. Também a caixa de variação contínua é ideal para uma condução despreocupada e ecológica, privilegia os consumos, e não é tão agradável quando estamos atrasados para ir para o trabalho, o barulho torna-se algo incómodo.

Os modos de condução disponíveis são o Eco, Normal e Sport. Estes modos de condução ajustam a direcção e resposta do acelerador. Sabemos que no modo “Eco” a resposta ao acelerador não será tão imediata em prol do consumo de combustivel. No modo normal temos uma resposta de motor ideal para uma circulação mais despreocupada, em que o Toyota RAV4 consegue ter uma resposta dinâmica sem prejudicar em demasia o consumo de combustivel. O modo Sport torna a direcção mais firme para um melhor feedback da estrada e a resposta ao acelerador fica bastante mais célere, para uma condução mais despachada.

Tal como acontece nos outros modelos híbridos da Toyota, também o RAV4 consegue circular em modo totalmente eléctrico até aos 50km/h, isto se a bateria tiver carga suficiente para suportar esse modo que é accionado através da pouca aceleração ou através do botão “EV” colocado junto aos botões dos modos de condução.

Na segurança, o Toyota RAV4 conta com reconhecimento de sinais de trânsito, aviso de ângulo morto, sensores de chuva e luminosidade, cruise control adaptativo, ajuda ao arranque em subida, máximos automáticos, aviso de transposição involuntária de faixa, retrovisor interior com escurecimento automático, monitorização da pressão dos pneus, reconhecimento por voz, entre outros. Obteve nos testes de segurança Euro NCap em 2013 uma classificação de 5 estrelas com 89% na segurança dos adultos, 82% na segurança das crianças, 66% na segurança dos peões e 66% nas ajudas à condução.

O Toyota RAV4 está disponivel a partir dos 37.190,00€ a versão ensaiada com pintura metalizada fica por 37.950,00€. O Toyota RAV4 emite cerca de 117g/km de CO2, infelizmente o motor 2.5 a gasolina obriga-o a pagar quase tanto de IUC como um automóvel não híbrido, pelo que temos de desembolsar anualmente para esse imposto 201,58€.

Fotos de: José da Palma

Artigo anterior

10 Motivos para andar de Kart!

Artigo seguinte

CUPRA patrocinador do Campeonato Mundial de Superbikes

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.