Noticias

Renault e Nissan podem tornar-se numa única marca!

A industria automóvel está recheada de alianças e aquisições de última hora. A aliança Renault Nissan pode tornar-se, num futuro próximo, uma única marca caso as negociações e os dados justifiquem essa “fusão”.

Carlos Ghosn está a pressionar a fusão entre as duas marcas de automóveis, que já são lideradas pelo mesmo director. As duas marcas compartilham mais do que apenas componentes e estão juntas quase a 100%.

Esta fusão, faria destas marcas, uma única das maiores marcas de automóveis do mundo. A Renault e a Nissan venderam 10,6 milhões de veículos no ano passado, o que é mais do que os 10,4 milhões vendidos pela Toyota e não ficou longe da Volkswagen que vendeu 10,7 Milhões de veículos. Carlos Ghosn pretende aumentar as vendas da aliança para 14 milhões até 2022, faltam apenas 4 anos!

O executivo libanês-francês nascido no Brasil actua como presidente da Renault, Nissan, Mitsubishi e a marca russa AvtoVAZ. Carlos Ghosn também gere directamente a Renault e a Mitsubishi como CEO de ambos. Ainda não se sabe como a Mitsubishi e a AvtoVAZ contribuiriam para a nova entidade, no entanto, a Nissan é actualmente o maior accionista da Mitsubishi, e a Renault é dona da maioria da Rostec, controladora da AvtoVAZ. Tanto a Nissan como a Renault têm outras marcas sob a sua “alçada”, incluindo Infiniti, Datsun, Alpine, Dacia e Renault Samsung Motors.

Os accionistas da Renault e da Nissan receberiam acções desta entidade, caso a fusão se desse conforme planeado. O maior obstáculo pode estar em convencer o governo francês a reduzir as suas acções na Renault, pois detém 15% da marca. O governo Francês tem apenas 13,68% de acções no grupo rival PSA que é gerido pelo Português Carlos Tavares.

Artigo anterior

KIA Stinger vai receber novas versões!

Artigo seguinte

Novo Mercedes C63 AMG será híbrido!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.