ArtigosEnsaios

Nissan Qashqai 1.5 dCi: O “lider” foi renovado!

O Nissan Qashqai foi renovado, está agora mais apelativo e completo, reunindo uma robustez e qualidade digna de registo, com motores simpáticos e económicos, que nos deixam com um sorriso de orelha a orelha. A Nissan empenhou-se em manter o Qashqai na liderança do segmento!

O modelo nipónico está mais atraente do que nunca, através de novas ópticas em LED, uma nova grelha, novos farolins, novos pára-choques dianteiro e traseiro entre outros pormenores que o tornam mais apelativo.

A linha de cintura mantém-se elevada e elegante e as novas protecções metálicas embutidas no pára-choques traseiro oferecem ao Nissan Qashqai um aspecto mais robusto e radical.

Ainda no exterior, contamos com novas jantes de 19 polegadas com 2 tons envolvidas em pneus de baixo perfil 225/45, uma antena Shark, barras de tejadilho cromadas, assinatura luminosa em LED na dianteira e traseira, assim como luzes de pisca em LED nos retrovisores. Contamos ainda com um spoiler traseiro e vidros traseiros escurecidos.

No interior, apesar de ter sofrido “apenas” um restyling, temos obrigatoriamente de falar do aumento na qualidade dos materiais e na boa qualidade de construção que se mantém. O espaço existe e está bem aproveitado, tanto na habitabilidade dos passageiros nos lugares dianteiros e traseiros como também nos espaços de arrumação. O Nissan Qashqai, continua a contar com os mesmos 430 Litros de bagageira que se estendem até aos 1585 Litros através do rebatimento dos assentos.

Os assentos são ergonómicos, nos lugares traseiros e dianteiros, oferecem bom apoio lombar e conforto, mesmo com os pneus de baixo perfil. A suspensão mais condescendente do novo Qashqai, ajuda no aumento do conforto que se faz sentir no interior.

No que toca ao design do habitáculo, continua a ser funcional, teve algumas evoluções nomeadamente no volante e na qualidade dos materiais como já tínhamos falado, contudo, permanece algo antiquado face à concorrência.

No que toca ao equipamento de série, contamos com o sistema de navegação e multimédia Nissan Conect, ar-condicionado dupla-zona, sistema de som premium Bose, computador de bordo em panel TFT de 5 polegadas embutido ao centro do painel de instrumentos, assentos aquecidos com memória (opcional), chave mãos-livres, botão de ignição, tejadilho panorâmico (opcional), entre outros.

O sistema de navegação e multimédia da Nissan aparece num ecrã táctil de 7 polegadas conta com uma boa imagem e algumas aplicações como TripAdvisor, Twitter e Eurosport. Este sistema é intuitivo, tem controlo por voz, mas precisa já de algumas “actualizações”, relativamente à concorrência.

O painel de instrumentos tem uma boa imagem e oferece informações como: indicações pormenorizadas (navegação), monitorização da pressão dos pneus, comandos de bluetooth, velocidade, consumo de combustivel e autonomia, consumo médio e instantâneo com gráficos pormenorizados, bússola e controlo das ajudas à condução.

A posição de condução é agradável e permite-nos viajar com conforto e máxima visibilidade, o Nissan Qashqai reúne as características necessárias a uma condução prazerosa e pouco fatigante.

O comportamento dinâmico satisfaz, o chassi é bom, a direcção é directa q.b e a configuração das suspensões apesar de condescendente, não deixa de ser eficiênte. Apesar de não ser um automóvel de corridas, o Nissan Qashqai reúne um comportamento exemplar. O fora-de-estrada é possivel desde que seja em sítios onde não haja pedras, nem grandes buracos, apesar da suspensão ser boa, as jantes de 19 polegadas e os pneus de baixo perfil, estão longe de serem os ideais para esse tipo de aventuras, ainda para mais se falarmos dos pneus Michelin Pilot Sport que equipavam a versão ensaiada.

O motor 1.5 dCi de 110cv satisfaz bastante, é equilibrado, económico e consegue oferecer uma resposta dinâmica q.b ao Nissan Qashqai. Este motor associado à caixa de 6 velocidades é um verdadeiro “mimo” de se conduzir, a caixa é bem escalonada e agradável na sua utilização. Os consumos no nosso ensaio rondaram os 5,6 Litros, em parte devido às jantes de 19 polegadas e aos pneus com a característica mais desportiva, que a nosso ver não se justifica para o tipo de automóvel.

Em termos de performance, o Nissan Quashqai 1.5 dCi de 110cv consegue uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 11,9 segundos e a velocidade máxima é de 182km/h. Para quem acha que o motor 1.5 dCi não é suficiente, podemos dizer que o motor 1.6 dCi acelera dos 0 aos 100km/h em 9,9 segundos e atinge apenas mais 8km/h de velocidade máxima.

No que toca à segurança, o Nissan Qashqai conta com aviso de transposição involuntária de faixa, aviso de ângulo morto, sistema de ajuda ao arranque em subida, sensores de estacionamento traseiro com câmara 360º e câmara dianteira e traseira, reconhecimento de sinais de trânsito, sistema de monitorização da pressão dos pneus, sensores de chuva e luminosidade e espelho retrovisor interior com escurecimento automático.

Nos testes EuroNCap o Nissan Qashqai obteve em 2014 as 5 estrelas na segurança, com 88% na segurança dos adultos, 83% na segurança das crianças, 69% na segurança dos peões e 79% nas ajudas à condução.

O Nissan Qashqai está disponivel a partir dos 26.150,00€ para o motor a gasolina 1.2 de 115cv na versão Acenta e as versões diesel começam nos 30.650,00€ para a versão N-CONNECTA 17″ BUSINESS com o motor 1.5 dCi de 110cv. A versão ensaiada Tekna Premium (mais equipada) com o motor de 110cv está disponivel a partir dos 35.150,00€. Já o motor diesel mais espigado com 130cv está disponivel a partir dos 32.100,00€ para a versão Acenta. O Nissan Qashqai paga em ambas as motorizações diesel 145,05€ de Imposto Único de Circulação e tem uma garantia de 3 anos ou 100.000km.

Artigo anterior

Aston Martin prepara rival para o Tesla Roadster!

Artigo seguinte

A Hyundai foi das marcas que mais cresceu em Portugal!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *