Noticias

Nissan GT-R50 Italdesign ataca o circuito Tazio Nuvolari!

A estreia do Nissan GT-R50 estava prevista para o Salão Automóvel de Genebra em Março, porém, este evento foi cancelado e muitas marcas tiveram de alterar os seus planos.

As duas marcas decidiram apresentar o Nissan GT-R50 Italdesign ao público, no circuito ‘Tazio Nuvolari’ em Cervesina, Itália. A escolha do local, deveu-se ao facto de ser onde a Italdesign realiza todos os testes dinâmicos aos seus veículos, incluindo ao GT-R50.

O evento de lançamento da edição comemorativa do icónico Nissan GT-R foi transmitido online, a repetição pode ser vista aqui!

Foi apresentado pela primeira vez como protótipo em 2018 e recebeu agora uma versão de produção, bastante limitada às 50 unidades.

As primeiras unidades do Nissan GT-R50 Italdesign serão entregues aos proprietários no final de 2020 e início de 2021. De acordo com a Italdesign, a procura é muita e já foram pagas muitas reservas.

Actualmente, clientes em todo o mundo estão a personalizar as suas unidades, com isto, tornam o seu modelo ainda mais exclusivo. É ainda possível optar por uma decoração inspirada nos GT-R que ficaram para a história da marca. Relembramos que ainda há unidades disponíveis.

“Este é um dia muito especial, após semanas extremamente difíceis para todos. Depois de termos cancelado a estreia deste automóvel no Salão Automóvel de Genebra e, após a paragem da nossa produção, devido à pandemia do COVID-19. No início de maio, voltámos a 100% e pudemos confirmar as entregas das primeiras unidades para o final deste ano e início de 2021, conforme planeado ”, disse Jörg Astalosch, CEO da Italdesign.

Para comemorar os 50 anos do Nissan GT-R em 2019 e da Italdesign em 2018, o Nissan GT-R50 da Italdesign tem como base o Nissan GT-R Nismo 2020. Portanto, a potência provém de um motor 3.8 Litros V6 Turbo afinado pela Nismo para debitar 720cv de potência e 780Nm de binário.

O Nissan GT-R50 da Italdesign tem um valor que ronda os 990.000€, ou seja, cinco vezes mais que o GT-R Nismo que lhe serve de base.

Artigo anterior

Duas décadas do Hyundai Santa Fe

Artigo seguinte

Novo Mazda MX-30: Produção do primeiro VE arrancou na fábrica de Ujina Nº1

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.