Comunicados de ImprensaNoticias

Mazda participou na “Super Taikyu Race” com um combustível biodiesel de nova geração

O modelo de competição “Mazda Spirit Racing Bio concept Demio” cumpriu a “Super Taikyu Race” usando, em exclusivo, um combustível 100% biológico.

Os construtores Kawasaki Heavy Industries, Subaru, Toyota, Mazda e Yamaha anunciaram um compromisso na procura de novas soluções para produção, transporte e utilização de diferentes combustíveis, rumo à neutralidade carbónica.

Como parte do seu compromisso contínuo para alcançar a neutralidade carbónica, a Mazda Motor Corporation participou na “Super Taikyu Race 2021”, competição automóvel realizada no passado fim de semana no Circuito Internacional de Okayama (Japão), nela inscrevendo uma viatura equipada com um motor diesel convencional Skyactiv-D 1.5, mas com a particularidade de ter como fonte de energia um biofuel, concebido a 100% a partir de óleo de cozinha usado e gorduras de microalgas.

Para alcançar essa neutralidade carbónica, a Mazda acredita ser importante oferecer aos clientes uma variedade de opções, pelo que, com isto em mente, pretende expandir a sua gama de motores, investindo não só em propostas híbridas convencionais, modelos equipados com motores diesel e Veículos Eléctricos, mas também em modelos híbridos plug-in, ao mesmo tempo que irá promover iniciativas assentes em combustíveis renováveis, tais como combustíveis biodiesel de próxima geração.

Fabricados a partir de matérias-primas sustentáveis, como as gorduras de microalgas e o óleo de cozinha usado, os biodiesel de próxima geração não competem com a tradicional cadeia de fornecimento de alimentos pública, problema que se tem verificado com os combustíveis de base biodiesel actualmente existentes no mercado. Uma vez que aqueles também podem ser utilizados como alternativas ao gasóleo em veículos e equipamentos, sem obrigar a que se integrem quaisquer modificações, tal não obrigará à criação de infraestruturas adicionais para o abastecimento deste biofuel. Por conseguinte, espera-se que os combustíveis biodiesel possam ter um papel de destaque como excelente fonte de combustível líquido na promoção da neutralidade carbónica.

A Mazda e o “Hiroshima ‘Your Green Fuel’ Project”

A Mazda é membro do “Hiroshima ‘Your Green Fuel’ Project, uma iniciativa que está a decorrer na sua cidade natal e que se destina a popularizar e a divulgar a utilização de biocombustíveis de próxima geração, geridos conjuntamente pelo Hiroshima Council for Automotive Industry – Academia – Government Collaboration (Hirojiren)[1] e Euglena Co., Ltd.2[2]. O mesmo visa estabelecer um modelo de revitalização das áreas regionais, através da manutenção da totalidade da cadeia de valor dos combustíveis neutros em carbono, desde o fabrico e fornecimento de matérias-primas, até à utilização de combustível na envolvente de Hiroshima.

O projecto confirmou, em Agosto de 2020, que a performance deste combustível biodiesel estava em pé de igualdade com o gasóleo à base de petróleo, pelo que a Mazda começou a utilizá-lo em viaturas de serviço equipadas com motores diesel.

Um teste em 2021 para uma presença mais vincada em 2022

Contando com a colaboração da equipa NOPRO[3], a Mazda inscreveu o seu modelo de competição “Mazda Spirit Racing Bio concept Demio” na “Super Taikyu Race 2021”, viatura que, pelas suas características, foi integrada na classe “ST-Q”. Destaque-se o motor Skyactiv-D 1.5 nele instalado, bloco que, sem qualquer alteração, cumpriu com enorme êxito as 94 voltas em redor do circuito japonês de Okayama, assim demonstrando todo o seu potencial com a utilização deste biodiesel de nova geração, derivado inteiramente de biomateriais, denominado “Susteo” e fornecido pela Euglena.

Realizadas desde 1991 como jornadas de resistência para modelos de produção em massa, as “Super Taikyu Races” integram uma categoria “ST-Q”, aberta a viaturas desenvolvidas pelos fabricantes e aprovados pelo comité organizador do evento.

Acrescente-se que esta primeira abordagem antecipa a participação da Mazda, em 2022, em todas as rondas deste campeonato japonês de corridas de resistência. O combustível da Euglena deverá também ser usado nessa próxima temporada.

Cinco construtores com objectivos comuns e partilhados

No passado fim-de-semana, os construtores Kawasaki Heavy Industries, Subaru, Toyota, Mazda e Yamaha anunciaram que, em conjunto, irão abraçar um desafio destinado a expandir as opções de combustíveis combinadas com motores de combustão interna na “Super Taikyu Race”. Mais especificamente, pretendem expandir as opções de produção, transporte e utilização de combustíveis, pelo que as cinco empresas pretendem unificar e ir ao encontro de três iniciativas: participar em competições com combustíveis neutros em carbono; explorar a utilização de motores a hidrogénio em veículos de duas rodas e em outros veículos; e continuar a competir com mecânicas a hidrogénio.

[1] A Hirojiroen coordena a demonstração global do projecto, promove a utilização dos recursos locais como matérias-primas, promove projectos relacionados com energias renováveis na região e fornece combustíveis a empresas e organizações que utilizam combustível biodiesel em veículos oficiais e viaturas de serviço. O biodiesel é utilizado em alguns veículos de empresas públicas e privadas;

[2] A Euglena é uma empresa de bio-venture que desenvolve e comercializa alimentos e cosméticos que utilizam microalgas Euglena, etc., dedicando-se à pesquisa e produção de biocombustíveis e ao fornecimento de serviços de análise de genes. Colabora com a Mazda através do “Hiroshima ‘Your Green Fuel’ Project” e como fornecedora do biocombustível para a participação na “Super Taikyu Race”.

[3] Equipa de competição (Nogami Project Co. Ltd., Responsável: Toshihiko Nogami) que participa na “Super Taikyu Race“ desde 2015 com unidades Mazda Demio (nota: Mazda2 na Europa), equipadas com motores diesel Skyactiv-D 1.5

Artigo anterior

O caminho da Volvo para uma mobilidade sustentável

Artigo seguinte

Com a sua gama de furgões 100% elétricos, a PEUGEOT tem os olhos postos na liderança do mercado

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.