Noticias

BMW Efficient Dynamics é para continuar!

A “filosofia” Efficient Dynamics da BMW teve início em 2007 e desde então esteve focada na redução de emissões e CO2 e consumo de combustível, sem redução do prazer de condução!

Nos dias de hoje este conceito Efficient Dynamics está presente no ADN de todos os modelos da marca Bávara e constitui uma das principais razões pelas quais a BMW consegue cumprir as exigentes normas de emissões de CO2 que já estão implementadas e as que serão implementadas no futuro.

Em apenas 13 anos, a BMW foi capaz de reduzir o consumo dos seus automóveis em 40%, enquanto as emissões dos automóveis de 2020 estão a caminhar para uma redução de 20% face a 2019. Esta redução significativa de emissões de CO2 deve-se em parte à electrificação de modelos.

A abordagem Efficient Dynamics optimiza todas as características de um automóvel da BMW. O active air vents control, por exemplo, está agora na terceira geração, relembramos que este sistema controla a passagem de ar na grelha dianteira, para optimizar a aerodinâmica, que consequentemente vai optimizar o consumo de combustível. As “palhetas” da grelha dianteira abrem quanto o veículo precisa de ar no radiador e fecham para reduzir o coeficiente de arrasto. O novo BMW iX3 (com lançamento previsto para o final deste ano) será também equipado com as novas jantes aerodinâmicas da BMW, estas jantes reduzem a resistência aerodinâmica em 5%, face a umas jantes convencionais.

Falando em aerodinâmica, o modelo da BMW com menor “resistência” ao ar, é o novo BMW Série 3 que tem apenas 0,23 de Coeficiente de resistência aerodinâmica.

Outros progressos na eficiência incluem um design leve e inteligente e motores térmicos com tecnologia híbrida leve de 48V. No ano passado foram estreadas 4 versões do BMW 520d que irão chegar também aos BMW Séries 3, X3 e X4 ainda este ano.

A evolução da BMW não fica por aqui, uma vez que a marca pondera o investimento no BMW i Hydrogen NEXT como a próxima alternativa tecnológica na gama de motorizações. No entanto, a marca Bávara pode demorar ainda algum tempo a disponibilizar um automóvel com esta tecnologia.

Artigo anterior

Lexus reforça alternativa digital

Artigo seguinte

Novo desportivo híbrido da Hyundai "apanhado"!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.