ArtigosEnsaios

Alfa Romeo Giulia Veloce 2.2 JTDM 210CV: Insano Romance!

Há quem diga que quem gosta realmente de automóveis, tem de gostar da Alfa Romeo. Há quem diga também que só fala mal da marca, quem nunca teve o privilégio de conduzir ou ter um. Cada vez que nos sentamos ao volante do Alfa Romeo Giulia, independentemente da sua motorização, é como se fosse a primeira. Queremos contemplar a sua beleza, admirar o seu pedigree e usufruir daquilo que a Alfa Romeo tem de melhor, o prazer de condução! É como um insano romance, que nos invade cada vez que nos sentamos ao volante de tamanha obra de arte com rodas.

O Alfa Romeo Giulia não deixa ninguém indiferente à sua passagem e independentemente da versão e da cor é sempre um automóvel imponente, pelas suas linhas suaves, carroçaria larga, altura ao solo baixa, capô longo, traseira curta e frente agressiva. Quando falamos do Alfa Romeo Giulia Veloce sabemos que temos entradas de ar maiores na dianteira, vidros traseiros escurecidos, faróis de bi-xénon e um difusor traseiro digno de um “GT” que alberga duas saídas de escape de tamanho generoso. A cereja no topo do bolo é quando esta versão Veloce conta com extras como pinças dos travões contrastantes com a carroçaria e as magnificas jantes de 19 polegadas “Performance” envolvidas em pneus 255/40 no eixo traseiro e 225/45 no eixo dianteiro.

Quando a combinação é a versão Veloce, com as jantes Performance de 19 polegadas, a cor da carroçaria Azul Misano e as pinças de travões em Amarelo, temos uma receita que ridiculariza praticamente todos os outros automóveis que circulam na estrada, passamos a ser o centro das atenções, mesmo ao lado de carros mais caros e “conceituados”. O Alfa Romeo Giulia grita enquanto passa: “Olhem para mim!” Fazendo com que coleccione olhares através do girar das cabeças.

O seu design transpira exactamente aquilo para qual foi concebido o novo Alfa Romeo Giulia, ser dinâmico, prazeroso e apaixonante.

No interior temos um design minimalista e focado no condutor onde sobressaem apenas o volante desportivo, a maneta da caixa de velocidades e as saídas de ar redondas de tamanho generoso. Na versão Veloce temos assentos em couro com maior apoio lombar, aplicações metálicas e interior preto. Na consola temos apenas os comandos do ar-condicionado as saídas da ventilação e no topo um ecrã de dimensões generosas que conta com o sistema de navegação e multimédia da Alfa Romeo. Os assentos são confortáveis e envolventes, a qualidade dos materais satisfaz, assim como a qualidade da montagem. Em termos de espaço viajamos à vontade nos lugares dianteiros e traseiros e temos uma bagageira com 480 Litros de capacidade.

O sistema de navegação e multimédia inclui rádio, MP3, entrada auxiliar, Bluetooth®, reconhecimento de voz avançado, comandos no volante e funcionalidade mãos-livres para chamadas telefónicas. Tudo aparece num ecrã de 8,8 polegadas (1.900€) com uma definição agradável. Na versão ensaiada tínhamos um sistema de som HARMAN / KARDON com 900Wats, 14 altifalantes e subwoofer. Este sistema pode ser manuseado por um botão rotativo.

O painel de instrumentos mantém os ponteiros analógicos das rotações e velocidade e temos ao centro um ecrã TFT de 7 polegadas (250€) que nos revela as várias informações relativas à viagem, consumos, sistemas de ajuda à condução, navegação, multimédia, telefone, entre outros.

Em termos de equipamento tínhamos chave mãos-livres, iluminação ambiente, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, espelho retrovisor interior electrocromático, sensores de estacionamento dianteiros, pedais desportivos em alumínio, ar-condicionado automático de dupla zona com saídas para os lugares traseiros, entrada USB nos lugares traseiros, assentos aquecidos, volante aquecido, entre outros.

É no lugar do condutor que é fácil sentirmo-nos em casa, os assentos envolventes seguram-nos o corpo numa condução mais empenhada, enquanto os restantes comandos se encontram todos à mão, as patilhas do volante são grandes e fixas, tal como nos automóveis de corrida e o volante e maneta da caixa de velocidades tem uma pega de excelência.

O prazer de condução é típico Alfa Romeo e no caso do Alfa Romeo Giulia significa uma das direcções mais directas do mercado, uma das suspensões mais firmes e bem afinadas, distribuição de peso 50/50 e ainda uma caixa ZF de 8 velocidades rápida, “obediente” e que nos permite realizar reduções de velocidade como se estivéssemos ao volante de um automóvel de corridas. A travagem é incansável e o chassi é digno da excelência. Todos estes factores fazem com que o Alfa Romeo Giulia tenha um comportamento em curva quase inacreditável e ao nível de alguns dos melhores desportivos do mercado.

No modo All-Weather contamos com os sistemas de ajuda à condução em modo de “alerta” de forma a conseguirmos circular com maior segurança num piso mais escorregadio. Também o acelerador fica mais lento, para evitar reacções bruscas. No modo “Dynamic” extraímos o melhor do que o Giulia tem para oferecer, coloca a direcção mais comunicativa e com um melhor feedback, o acelerador por sua vez torna-se mais sensível e a caixa torna-se mais rápida. No modo “normal” o automóvel reúne as condições ideais para uma utilização quotidiana, a potência está ao serviço do pé direito de uma forma menos brusca que no modo sport e a direcção apesar de comunicativa não se sente tão firme.

No centro do botão rotativo do “DNA” podemos ajustar a dureza da suspensão adaptativa, claro que para isso é necessário contar com o pack AT8 Performance com autoblocante mecânico e suspensão adaptativa. A suspensão consegue oferecer conforto no modo All-Weather e normal, contudo, no modo Dynamic e suspensão mais dura, podemos pensar em contratar um osteopata. Em termos de comportamento dinâmico a suspensão adaptativa tem um papel importante no desempenho do Alfa Romeo Giulia Veloce, que se torna uma autentica carroça em termos de conforto, mas permite-nos curvar “sob carris”.

O diferencial Q4 trabalha em prol da tracção que é conseguida através da transferência de potência do eixo traseiro para o eixo dianteiro, de forma a que não hajam surpresas e a que a saída de curva consiga ser sempre mais rápida e eficaz.

O motor diesel 2.2 JTDM tem 4 cilindros, 210cv de potência, 470Nm de binário e é bastante disponivel e capaz de oferecer andamentos vivos ao sedan italiano, ou não estaríamos a falar da versão diesel mais potente. Esta receita oferece uma aceleração dos 0 aos 100km/h em apenas 6,8 segundos, melhor do que alguns desportivos gasolina com potências semelhantes e temos também uma velocidade máxima de 235km/h.

Apesar da caixa automática, do motor de cilindrada generosa e potência disponivel, o Alfa Romeo Giulia Veloce 2.2 JTDM de 210cv tem consumos que podemos chamar simpáticos, a rondar os 7,1 Litros a cada 100km, percursos mistos com e sem trânsito e posição do acelerador mais na horizontal ( de vez em quando!)

Na segurança, o Alfa Romeo Giulia Veloce tem de série aviso de transposição involuntária de faixa, leitura de sinais de trânsito, monitorização da pressão dos pneus, alerta de colisão frontal, travagem activa de emergência, entre outros. Como opção temos o aviso de ângulo morto, cruise-control adaptativo e luzes de máximos automáticas. Nos testes Euro NCAP o Alfa Romeo Giulia obteve as 5 estrelas com 98% na protecção dos adultos, 81% na protecção das crianças, 69% na protecção dos peões e 60% nas ajudas à condução.

No que toca a valores, o Alfa Romeo Giulia Veloce com o motor de 210cv a diesel está disponivel a partir dos 56.150,00€. A versão ensaiada encontra-se perto dos 64.000,00€. Paga de IUC: 255,71€.

Artigo anterior

Os modelos mais vendidos da Volkswagen já estão de acordo com as novas normas de emissões!

Artigo seguinte

Opel vai lançar 8 novos modelos até 2020!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.