EnsaiosNoticias

Volvo XC40 T2 Momentum Plus: O essencial com todo o requinte!

Estivemos ao volante do Volvo XC40 T2 Momentum Plus, um automóvel que assume um nível intermédio na gama XC40, mas que nos deixa com água na boca, oferecendo mais do que o necessário, mantendo um grande nível qualitativo e de requinte. A motorização T2 de 129cv associada à caixa automática Geartronic de 8 velocidades não só é uma agradável surpresa, como é das combinações mais agradáveis e surpreendentes que testámos nos últimos tempos.

O Volvo XC40 é um automóvel que “fica bem”. É robusto, requintado e atraente, sem precisar de pacotes exteriores de embelezamento ou pacotes desportivos, que encarecem significativamente o automóvel e trazem um valor acrescentado que não vai muito além da estética. O Volvo XC40 é bonito por si só, sem ter de andar “armado ao pingarelho”, como acontece com alguns modelos premium do segmento.

A estética transpira Volvo com todos os detalhes que tornam esta marca inconfundível. Linhas direitas, capô longo, grelha típica da marca, óticas em martelo Tor e farolins traseiros delgados que acompanham o pilar “C” e se estendem até à linha da tampa do porta-bagagens. O carácter SUV está presente com as proteções plásticas da carroçaria, que se apoderam de parte do pára-choques dianteiro, pára-choques traseiro, arcos das rodas e laterais.

No equipamento exterior, este nível de equipamento Momentum Plus oferece óticas e farolins full-led, faróis de nevoeiro, chave mãos-livres, retrovisores com regulação e recolha elétrica, jantes de 18 polegadas envolvidas em pneus 235/55 e antena shark. A unidade ensaiada acrescentava os vidros traseiros escurecidos, um opcional com o custo de 400,00€.

Vamos deixar de admirar a estética e passar ao interior. É nesta passagem que começamos a perceber a diferença entre um automóvel premium e um automóvel de uma marca generalista, uma vez que a abertura e o fecho das portas produzem um ruido que transpira robustez e qualidade de construção, mas já lá vamos.

A acessibilidade aos lugares dianteiros é exemplar. Qualquer condutor ou passageiro consegue entrar e sair sem dificuldades, independentemente da sua estatura física. Nos lugares traseiros o acesso não é prejudicado pelo design da carroçaria, uma vez que a linha do tejadilho é praticamente direita, mas é prejudicado por uma abertura tímida das portas traseiras, que pode dificultar a entrada de uma pessoa idosa, de pessoas com maior estatura ou mesmo a instalação de cadeirinhas de crianças.

Uma vez no interior, sentimo-nos confortáveis em todos os lugares, que oferecem espaço suficiente para pernas, ombros e cabeça, até para as pessoas com uma estatura mais elevada como o exemplo que apresentamos na foto. O conforto é assegurado pelo bom apoio das pernas, apoios de cabeça ergonómicos e bons apoios laterais em todos os lugares. As crianças podem não gostar de circular nos lugares traseiros, não que sejam desconfortáveis, mas porque a linha de cintura elevada, que sobe até ao pilar “C” de forma acentuada na porta traseira, pode retirar a visibilidade para o exterior.

No que toca ao armazenamento, o Volvo XC40 é exemplar, com espaços de arrumação generosos nas portas dianteiras e traseiras, túnel central, apoio de braço central, bolsas nos bancos dianteiros e mesmo a bagageira, que nos brinda com 460 Litros de capacidade, que se estendem aos 1336 Litros com o rebatimento dos assentos traseiros.

A bordo do Volvo XC40 é fácil notar que estamos num automóvel Premium, pois a qualidade dos materiais e da construção é irrepreensível e este facto faz-se notar durante a circulação, com a insonorização exemplar e uma ausência de ruídos parasitas ou ruídos desagradáveis provenientes do exterior. A Volvo implementou material “slush” acima do nível da cintura, nas portas dianteiras e traseiras, e na zona da consola central e tablier, chegando mesmo ao cumulo de forrar o porta-luvas e as bolsas das portas dianteiras e traseiras.

Se gostamos de estar em locais acolhedores, o interior Volvo XC40 é provavelmente um bom local para se estar, com todo o conforto, espaço e comodidade.

Para além de todas as mais-valias já mencionadas, não faltam equipamentos como: ar-condicionado automático de dupla zona com saídas para os lugares traseiros, sensores de chuva e luminosidade, travão elétrico de estacionamento, auto-hold, 2 entradas USB, entrada Aux e entrada de 12 Volts, portão traseiro elétrico, encostos de cabeça anti-chicotada, painel de instrumentos digital, sistema de navegação e multimédia Volvo Sensus implementado num ecrã de 9 polegadas, iluminação ambiente, entre outros. A unidade ensaiada tinha os pacote Power Seats que acrescentavam a regulação elétrica e extensão manual do apoio das pernas para ambos os assentos dianteiros e o pacote Lounge que acrescentava o tejadilho panorâmico com abertura, câmara 360º, sistema de som premium Harman Kardon e sistema de ajuda ao estacionamento dianteiro, traseiro e lateral. Os pacotes mencionados tinham o custo de 824,00€ e 2.706,00€, respetivamente. A lista de opcionais ainda não acabou nesta unidade ensaiada, uma vez que tínhamos ainda carregamento de smartphone por indução com o custo de 211,00€ e o fecho elétrico das portas traseiras com o custo de 86,00€.

O sistema de navegação e multimédia dos Volvo é provavelmente um dos melhores do mercado, não só na qualidade de imagem e na apresentação muito cuidada, como também pela facilidade de utilização e da quantidade de aplicações que satisfazem até os utilizadores mais exigentes. Para além do Apple CarPlay e do Android Auto, este sistema fornece aplicações como TuneIn, Spotify, Wikipédia, gravador de áudio, entre outros. É através deste sistema de navegação e multimédia que também controlamos a maioria das funcionalidades, o ar-condicionado e os 4 modos de condução, mas também os sistemas de segurança, as configurações de entrada e saída do veículo, painel de instrumentos e estado do automóvel.

O painel de instrumentos de 12,3 polegadas parece “herdar” a boa qualidade do sistema de navegação e multimédia, uma vez que apresenta informações de forma clara e com uma imagem digna de um home cinema. O painel de instrumentos permite-nos adequar vários temas ao nosso gosto, mais desportivos ou mais consensuais e faculta informações de viagens, estado do veículo, multimédia, sistemas de segurança e ainda a navegação 3D.

Todos os lugares proporcionam conforto, mas o lugar do condutor é onde queremos estar. A posição de condução é elevada e oferece uma visibilidade digna de registo para a dianteira devido a pilares A e B finos, que privilegiam a visibilidade do condutor. O mesmo não podemos dizer da visibilidade para a traseira, que deixa a desejar com um “Pilar C” de dimensões generosas e um óculo traseiro tímido.

Ainda no lugar do condutor, constatamos que todos os comandos estão acessíveis, para além disso, o volante tem uma pega ergonómica, assim como o punho da caixa de velocidades. Os 4 modos de condução preenchem as expectativas dos condutores mais exigentes, uma vez que se sente realmente as alterações ao comportamento do automóvel em cada um destes modos. De acordo com a Volvo, o modo Comfort é ideal para a utilização diária e proporciona um comportamento mais “neutro” no que toca à resposta do pedal do acelerador e direção, o pedal do acelerador permite-nos ter resposta do motor sem estarmos a gastar combustível em excesso e a direção é comunicativa quanto baste, sem que se torne difícil estacionar ou efetuar manobras a baixa velocidade. O modo Dynamic diminui a assistência na direção, tornando-a mais pesada e comunicativa, o pedal do acelerador torna-se mais sensível para nos oferecer acelerações mais rápidas. O modo Eco diminui a resposta do pedal do acelerador e performance da climatização, para otimizar os consumos de combustível. Chegamos ao fora de estrada e selecionamos o modo “Off Road”, que só funciona a baixa velocidade e permite-nos abordar descidas mais acidentadas sem sequer tocar no pedal do travão, uma vez que o Hill Descent control se encarrega do abrandamento.

O comportamento do Volvo XC40 é exemplar, a direção é comunicativa q.b, o chassi é equilibrado e a configuração das suspensões é condescendente, sem criar adornos e efeitos de “chicote” inesperados. O condutor sente que tem sempre controlo sobre o XC40 que tem um comportamento seguro, previsível e estável em qualquer situação.

Debaixo do capô da unidade ensaiada estava um motor 1.5 Litros de 3 cilindros Turbo a gasolina com 129cv de potência às 5000rpm e 245Nm de binário entre as 1620rpm e as 3000rpm. Este motor trabalhava em conjunto com uma caixa de velocidades automática Geartronic de 8 velocidades. Este conjunto é absolutamente surpreendente e magnifico, deixando-nos a pensar que não precisamos de um modelo mais “vitaminado” para sermos felizes.

Este motor chega e sobra, ainda para mais quando está associado a esta caixa de velocidades automática que garante que o Volvo XC40 tem sempre força para subidas, ultrapassagens, ou simplesmente para circular a um ritmo mais despachado. Esta caixa de velocidades é rápida, não se nega a reduções rápidas ou subidas de rapor para diminuição de consumos, deixando-nos várias vezes a pensar se estamos mesmo ao volante de um SUV com apenas 129cv de potência e um motor de 3 cilindros.

Um conjunto que tinha tudo para correr mal quando olhássemos para o consumo a cada 100km, revela-se uma vez mais surpreendente, uma vez que no nosso ensaio realizámos uma média de 6,8 Litros a cada 100km, com percursos mistos com e sem trânsito, durante os 6 dias do nosso ensaio.

O Volvo XC40 mantém a principal preocupação da marca sueca, a segurança! Neste nível de equipamento Momentum Plus, o Volvo XC40 vem equipado com alerta de colisão frontal, travagem ativa de emergência, sistema de manutenção na via, sistema de ajuda ao arranque em subida, encostos de cabeça anti-chicotada, espelhos retrovisores exteriores e interior anti-encandeamento, monitorização da pressão dos pneus, entre outros. Na unidade ensaiada contávamos com câmara de ajuda ao estacionamento 360º proveniente do pack Lounge e também com alerta de ângulo morto com o custo de 554,00£.

Nos Testes Euro NCAP o Volvo XC40 obteve uma classificação exemplar de 5 estrelas com 97% na proteção dos adultos, 87% na proteção das crianças, 71% na proteção dos peões e 76% nas ajudas à condução.

O Volvo XC40 T2 está disponível a partir dos 39.000,00€ para esta versão com caixa automática Geartronic e a partir dos 34 894,80€ para a versão com caixa manual. A unidade ensaiada tem o preço de 46.287,00€, emite 179g/km de CO2 e paga de IUC: 171,69€.

Fotos: João Santos

Artigo anterior

Porsche ergue experience center no Japão!

Artigo seguinte

Lançamento do Novo Tipo Cross e das gamas Tipo e Panda, completamente renovadas

5 Comentários

  1. 28 Janeiro, 2021 a 19:17 — Responder

    Parabéns pela sua galeria e pela sua excelente imagem, já tenho um T 3, estou muitíssimo satisfeito, obrigado João Veiga

    • Tiago Neves
      28 Janeiro, 2021 a 19:43 — Responder

      Boa tarde João.
      Ficamos muito gratos pelo seu comentário!

    • Tiago Neves
      27 Fevereiro, 2021 a 20:23 — Responder

      O mérito das fotografias é todo do nosso fotógrafo João Santos.
      Não depreciando o excelente trabalho do nosso fotografo, somos obrigados a admitir que há automóveis que lhe “facilitam a vida”, este Volvo XC40 é um deles!
      Obrigado pelo comentário João!

  2. JF
    24 Fevereiro, 2021 a 16:36 — Responder

    Excelente review, das mais completas que já li!

    • Tiago Neves
      27 Fevereiro, 2021 a 20:22 — Responder

      Boa tarde Joana!
      Agradecemos muito o seu generoso elogio!
      Cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.