Comunicados de ImprensaNoticias

TOYOTA GAZOO Racing vence o título mundial de fabricantes, Ogier e Ingrassia vencem o título pilotos

No icónico circuito de Monza, a TOYOTA GAZOO Racing World Rally Team conseguiu “o pleno” no campeonato mundial de Ralis da FIA, conquistando o título dos fabricantes com uma dobradinha na prova final de 2021, enquanto a vitória de Sébastien Ogier e Julien Ingrassia, permitiu à dupla alcançar o seu oitavo título mundial de pilotos e co-pilotos.

Ogier e Ingrassia enfrentaram os seus companheiros de equipa, Elfyn Evans e Scott Martin, no confronto final em Monza e ambas as duplas empenharam-se numa batalha épica pela vitória durante todo o fim-de-semana, trocando a liderança entre eles seis vezes.

Esta vitória foi a quinta da época para Ogier e Ingrassia, após vitórias em Monte Carlo, Croácia, Sardenha e Quénia. Foi a 54ª vitória da dulpa no WRC, naquele que foi o último evento das suas carreiras a tempo inteiro: Ogier disputará parcialmente o campeonato com a TOYOTA GAZOO Racing em 2022, enquanto Ingrassia sai do lugar de co-piloto após uma carreira preenchida de sucessos.

Evans e Martin asseguraram a quinta dobradinha da Toyota na época de 2021 e terminam em segundo lugar no campeonato, pelo segundo ano consecutivo, após vitórias em Portugal e na Finlândia. Juntamente com os seus companheiros de equipa, Kalle Rovanperä e o seu co-piloto Jonne Halttunen, foram fundamentais para o sucesso da Toyota no campeonato de fabricantes, após terem conseguido as suas primeiras vitórias na Estónia e na Grécia. Na fase final, a dupla foi um exemplo de trabalho em equipa, concentrando-se em terminar em nono da geral, para garantir o título de fabricantes.

Esta é a quinta vez que a Toyota ganha o campeonato de fabricantes – colocando a marca em terceiro lugar na lista de marcas com mais títulos de todos os tempos – e a segunda vez, desde que regressou ao mundial de ralis da FIA, em 2017 com o Yaris WRC. Esta foi a 26ª e última vitória alcançada pelo Yaris WRC, uma vez que terminou nesta prova a era dos “World Rally Car Car” dando lugar, em 2022, aos “Rally1” eletrificados com a tecnologia híbrida.

TOYOTA GAZOO Racing vence o título mundial de fabricantes, Ogier e Ingrassia vencem o título pilotos 14

Resumo do Rali de Monza
Os pilotos enfrentaram um início de prova exigente com duas especiais de manhã nas montanhas perto de Bergamo. O nevoeiro intenso limitou a visibilidade em alguns locais e os níveis de aderência do asfalto variavam muito, mas Ogier e Evans mostraram logo ao que vinham ao volante do Toyota Yaris WRC. De manhã, foi Ogier a vencer três das quatro especiais conseguindo uma vantagem de 6,5 segundos para Evans. Durante a tarde, no regresso ao mítico circuito de Monza, foi Evans que conseguiu ser mais rápido.

Com Ogier e Evans a competir pelo título de pilotos e a destacarem-se dos restantes pilotos, Kalle Rovanperä concentrou-se em garantir os pontos necessários para que a equipa pudesse alcançar o campeonato de fabricantes. No final de sexta-feira, Evans liderava com apenas 1,4 segundos de vantagem sobre Ogier, ambos a mais de 20 segundos do piloto em terceiro da geral, Rovanperä, cuidadoso, terminou o dia em nono. O piloto do programa de desafio da Toyota, Takamoto Katsuta terminou em sexto.

No sábado, os pilotos voltaram de manhã aos Alpes italianos, com os dois pilotos da Toyota a alternar a liderança na três primeiras especiais. Ogier regressou ao circuito de Monza à hora do almoço com uma vantagem de 5,2 segundos, no entanto, Evans anulou de imediato a vantagem ao vencer a primeira especial da tarde, com Ogier a ripostar com um tempo mais rápido na última especial do dia. Numa emocionante luta pelo título, Sébastien Ogier e Elfyn Evans terminaram o segundo dia de prova separados por apenas 0,5 segundos. Rovanperä e Katsuta mantiveram as suas posições à geral.

A prova no domingo era composta por três etapas muito técnicas perto de Monza, com as duplas rivais a conseguirem tempos idênticos na especial de abertura. Evans deixou o Yaris WRC ir abaixo na penúltima etapa e acabou por entregar a vitória a Ogier, que sabia que um pódio seria suficiente para garantir o título.

O piloto do programa de desafio Takamoto Katsuta terminou em sétimo lugar da geral com o seu co-piloto Aaron Johnston, superando um toque na penúltima especial, conseguindo o segundo tempo mais rápido na especial final do rali, após um excelente trabalho dos mecânicos da equipa para reparar o Yaris WRC em apenas 15 minutos.

Classificação Final do Rali de Monza (Domingo – para mais informação: www.wrc.com)
1 Sébastien Ogier/Julien Ingrassia (Toyota Yaris WRC) 2h39m08.6s
2 Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota Yaris WRC) +7.3s

3 Dani Sordo/Cándido Carrera (Hyundai i20 Coupe WRC) +21.3s
4 Thierry Neuville/Martijn Wydaeghe (Hyundai i20 Coupe WRC) +32.0s
5 Oliver Solberg/Elliott Edmondson (Hyundai i20 Coupe WRC) +1m32.0s
6 Teemu Suninen/Mikko Markkula (Hyundai i20 Coupe WRC) +2m22.6s
7 Takamoto Katsuta/Aaron Johnston (Toyota Yaris WRC) +2m34.5s
8 Gus Greensmith/Jonas Andersson (Ford Fiesta WRC) +2m50.2s
9 Kalle Rovanperä/Jonne Halttunen (Toyota Yaris WRC) +4m49.6s
10 Andrea Crugnola/Pietro Ometto (Hyundai i20 N Rally2) +9m06.9s

Artigo anterior

Astara distribui os SUV elétricos da Aiways em Espanha e Portugal

Artigo seguinte

Kia anuncia compromisso com neutralidade carbónica até 2045

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.