NoticiasComunicados de Imprensa

Melhor segundo semestre da Historia em Vendas e Resultados Financeiros

A Volvo Cars apresentou hoje os seus Resultados Financeiros de 2020. 

Numa conferência de imprensa realizada on-line, a empresa deu a conhecer com maior detalhe os indicadores financeiros respeitantes ao seu último ano fiscal.

O grande destaque vai para a performance verificada no 2º semestre do ano quer em termos de volume de vendas quer de lucros, demonstrando assim o sucesso na mitigação e recuperação do impacto causado pela pandemia no início do ano.

A receita líquida, para esse período, foi de 151 biliões de coroas suecas (aproximadamente 14,93 mil milhões de euros) e o lucro operacional de 9,5 biliões de coroas suecas  (aproximadamente 0,94 mil milhões de euros). Estes resultados representam um aumento de 4,9% e de 8,2% em relação ao período homólogo. A margem de lucro operacional foi de 6,3%

Este resultado reflete o melhor 2º semestre de sempre da história da Volvo Cars, alavancado pela performance da linha de modelos eletrificados Recharge. De Julho a Dezembro, as vendas mundiais foram de 391.751 unidades, um aumento de 7,4% quando comparadas com o mesmo período em 2019.

Para o total de 2020, a receita líquida foi de 263 biliões de coroas suecas (aproximadamente 26 mil milhões de euros) e o lucro operacional de 8,5 biliões de coroas suecas  (aproximadamente 0,84 mil milhões de euros). A Volvo Cars conseguiu reduzir custos fixos o que, em combinação com o crescimento, teve uma influencia positiva no cash flow e na liquidez da empresa.

Em 2020, a percentagem de vendas de modelos eletrificados – gama Recharge no total das vendas mundiais mais que duplicou em relação a 2019. Na Europa, o seu peso na percentagem das vendas totais foi mesmo de 30% fazendo da Volvo a marca líder na região em veículos recarregáveis.  Em Portugal essa taxa foi ainda superior, tendo atingido os 53%.

Na China e nos Estados Unidos, os dois maiores mercados individuais para a Volvo, a empresa apresentou resultados anuais de vendas superiores ao ano transacto, recuperando assim na totalidade dos efeitos  provocados pela pandemia na primeira metade do ano.

A pandemia fez acelerar também o processo de vendas online da Volvo, que continuará a ser uma área chave em 2021. Em 2020, o número de subscrições vendidas online mais que duplicou. As taxas de conquista foram elevadas neste canal, o que suportou o aumento global de market share da marca como um todo.

Com investimentos em novas tecnologias e em novos produtos a decorrer, a empresa espera atingir, em 2021, uma expansão de capital semelhante a 2020 com o nível de cash flow a manter-se forte. Espera-se ainda uma redução das emissões de CO2 por automóvel, em linha com a ambição já anunciada pela empresa de conseguir o seu nível em 40% até 2025.

“A nossa acção foi decisiva para limitar o impacto da pandemia. Após reatarmos, de forma segura, as nossas operações, conseguimos recuperar rapidamente tendo registado o melhor segundo semestre da nossa história. É bastante promissor assistir ao aumento da procura da nossa linha de automóveis eletrificados Recharge, algo que esperamos que se venha a manter em 2021.”

Håkan Samuelsson – Presidente e CEO – Volvo Cars

Os resultados financeiros da empresa podem ser consultados com detalhe no seguinte link

Artigo anterior

Red Bull revela o Ferrari de Alex Albon para o DTM!

Artigo seguinte

Preços indicativos de comercialização EQA

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.