EnsaiosNoticias

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico!

A CarZoom esteve ao volante do Mazda CX-30 e-SKYACTIV X, um SUV coupé de segmento C que traz consigo uma motorização e-SKYACTIV X Micro Híbrida com 186cv de potência. Como é hábito na Mazda, este SUV podia ser apelidado como premium. Desde o seu design exterior à qualidade do interior, percebemos que estamos perante um automóvel robusto, bem construído e capaz de virar cabeças. As suas inegáveis linhas asiáticas são modernas e requintadas com um bom Mazda deve ser.

O Mazda CX-30 é um automóvel com um design limpo e leve, a ausência de “vincos” na carroçaria é notável e resulta em linhas fluídas e modernas. O capô apresenta declives ligeiros nas extremidades, mas é bastante liso, quando desce até à grelha típica da Mazda que se deixa sublinhar por um friso cromado requintado. Ainda na dianteira, o aspeto SUV é proporcionado pelos guarda-lamas salientes e musculados, arcos de roda plásticos e um pára-choques dianteiro proeminente que assume o plástico aventureiro na área inferior. As óticas assumem o papel importante no design e dão ao Mazda CX-30 o look nipónico que o torna desportivo e facilmente identificável, em conjunto com a grelha, como um Mazda.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 24

Nas laterais encontramos portas altas e robustas, vidros laterais tímidos e um tejadilho curvo com um spoiler preto, que oferece dinamismo. As ilhargas são musculadas e as rodas recebem arcos plásticos que voltam a pronunciar a sigla SUV. As embaladeiras recebem as proteções plásticas de carroçaria que protegem a mesma de riscos provocados por projeção de pedras. As jantes de dimensões generosas preenchem ao máximo as cavas das rodas, assumindo uma posição mais desportiva e menos SUV.

A traseira tem um óculo bastante inclinado e uma tampa de bagageira saliente fazendo com que pareça que estamos perante um automóvel mais desportivo e de segmento superior. O pára-choques traseiro apresenta dimensões generosas e é maioritariamente plástico. O aspeto desportivo é acentuado pelas duas saídas de escape cromadas e, mais uma vez, pelos farolins traseiros com uma assinatura luminosa muito própria que reflecte a nacionalidade e identidade da marca.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 25

Ainda no exterior destacamos chave mãos-livres, vidros traseiros escurecidos, jantes de 18 polegadas envolvidas em pneus 215/55, óticas e farolins full-led e portão traseiro elétrico.

O acesso ao interior deste Mazda CX-30 não é muito amigo das pessoas de maior estatura, já que a abertura das portas traseiras não é a mais generosa, o que dificulta um pouco a passagem dos pés para o interior. Embora o Mazda CX-30 tenha uma traseira mais desportiva e com um tejadilho mais curvo, este não prejudica a entrada da cabeça. O acesso aos lugares dianteiros faz-se sem qualquer constrangimento.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 26

Uma vez no interior do Mazda CX-30, a primeira coisa que notamos é o design. Trata-se de um interior com extremo bom gosto e requinte, muito simplista sem ser pobre. Temos um consola digital muito moderna, apenas com comandos da climatização e um ecrã do sistema de multimédia perfeitamente enquadrado, saídas da climatização focadas no condutor e passageiro que se aproveitam na perfeição o design do tablier e painel de instrumentos e temos ainda o próprio tablier e as quartelas das portas com vários materiais de qualidade e vários tons neutros que se associam ao metal de claro contraste.

Os materiais utilizados estão mesmo ao nível dos premium, encontramos verdadeiros metais, pretos acetinados de qualidade, couro com pesponto contrastante e botões robustos que transmitem qualidade de construção.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 27
´
A bordo, não há quaisquer ruídos parasitas. A velocidades mais altas em autoestrada a deslocação do ar pouco se faz sentir quando comparado com alguns concorrentes. Podemos afirmar que o conforto a bordo está garantido.

Os 5 lugares sentados são simpáticos. Os adultos viajam bem nos lugares dianteiros como seria de esperar e até nos lugares traseiros viajam relativamente à vontade. Há espaço suficiente para os joelhos e cabeça. Na acomodação de 3 adultos nos lugares traseiros, o maior desconforto reside ao nível dos ombros, uma vez que os 3 adultos viajam mais apertados.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 28

Ao nível do espaço para armazenamento de objetos, o Mazda CX-30 oferece um porta-luvas pouco generoso, um apoio de braço central com bastante espaço de arrumação, bolsas das portas que têm espaço suficiente para carteiras, chaves, garrafas de água pequenas e mais qualquer coisa. Nos lugares tarseiros as bolsas traseiras dão para colocar uma garrafa de água e a bolsa situada nas costas do banco do passageiro dianteiro é particularmente útil para colocar papeis ou revistas.

O espaço para a bagageira é de 430 Litros com 5 lugares sentados, cresce até aos 1406 Litros com o rebatimento dos bancos traseiros. Para além da bagageira, é possível aumentar a capacidade de armazenamento do Mazda CX-30 colocando uma bagagem de tejadilho ou um atrelado, já que o Mazda CX-30 suporta até 75kg no tejadilho e pode transportar atrelados com travão até 1300kg.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 29

Embora simplista, o Mazda CX-30 está bem equipado, principalmente na versão Excellence, que nos oferece retrovisores exteriores com aquecimento e recolha automática, sistema de navegação e multimédia num ecrã TFT de 8,8 polegadas, ar-condicionado automático de dupla-zona, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, Head-Up Display, sistema de som premium BOSE e um painel de instrumentos de concilia o analógico com o digital.

A vista do condutor é agradável, para além de um interior bonito e envolvente, o painel de instrumentos é “incomum”, concilia o analógico e o digital e apresenta todas as informações necessárias com excelente organização e definição. Os três mostradores em circulo apresentam à esquerda um conta rotações analógico, à direita a temperatura do motor e nível do depósito de combustível. Ao centro temos o mostrador digital que permite ao condutor optar pelas informações que quer que sejam apresentadas: sistemas de ajuda à condução, velocímetro analógico, dados de consumos e viagem, etc.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 30

Além do painel de instrumentos, o condutor dispõe de um Head-Up display com informações projetadas no pára-brisas: velocidade, sistemas de ajuda à condução, reconhecimento de sinais de trânsito ou informações da navegação.

A multimédia e a navegação têm um grafismo muito agradável e um funcionamento extremamente intuitivo. O ecrã parece mais pequeno do que realmente é, tem 8,8 polegadas que estão bem “disfarçadas” num sistema que está perfeitamente enquadrado no topo da consola central, sem retirar visibilidade. O botão rotativo funciona muito bem, evita as dedadas inestéticas nos ecrãs, como acontece na maioria dos automóveis, e ainda se torna mais rápido do que um “touch”, uma vez que não nos obriga a retirar os olhos da estrada com tanta frequência.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 31

As funcionalidades disponíveis são fáceis de decorar: multimédia, navegação, telefone, as definições e dados do veículo. As funcionalidades não abundam, no entanto, este sistema propõe tudo aquilo que a maioria dos condutores valoriza, o essencial, e está preparado para Android Auto e Apple CarPlay que permite ao condutor utilizar as suas aplicações favoritas de navegação ou música, por exemplo.

É no lugar do condutor que o Mazda CX-30 faz mais sentido. Como bom Mazda que é, oferece uma posição de condução envolvente e confortável que permite ao condutor estar 100% conectado com a condução deste automóvel. Os bancos são confortáveis, oferecem bom apoio para as pernas, bom apoio lombar e lateral, o volante tem uma boa pega embora seja algo fina e os comandos são ergonómicos e simples.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 32

No que toca à visibilidade para o exterior, o Mazda CX-30 tem um pára-brisas amplo, mas um Pilar “A” algo espesso que pode dificultar a visibilidade para os flancos dianteiros, o pilar “C” é também generoso, o que faz com que este automóvel não seja um exemplar de boa visibilidade. Todavia, tem câmara de ajuda ao estacionamento que é uma preciosa ajuda nas manobras de estacionamento.

Debaixo do capô está o motor Mild-Hybrid eSKYACTIV-X 2.0 Litros de 4 cilindros. Este motor apresenta-se com 186cv de potência às 6000rpm e com 240Nm de binário às 4000rpm, na unidade ensaiada, este motor trabalhava em conjunto com uma caixa manual de 6 velocidades, bem escalonada e com um manuseamento prazeroso.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 33

Este motor eSKYACTIV-X, apesar dos seus 186cv, não é exatamente um “motor de corrida”. Na verdade, é bastante “redondo”, linear e prazeroso mas, só se torna performante nas rotações mais elevadas e não é um motor propriamente capaz de nos deixar os olhos colados à nuca. Apesar disso, tem uma sonoridade entusiasmante, oferece muito prazer de condução devido à subida de rotação muito linear e equilibrada e oferece ainda baixíssimos consumos que rondam os 6 Litros a cada 100km em percursos mistos.

A aceleração dos 0 aos 100km/h ocorre em 8,6 segundos e a velocidade máxima é de 204km/h.

A Mazda ainda propõe esta motorização com caixa de velocidades automática e também com tração integral, para além de motorizações com menor potência e preços mais simpáticos. A organização da gama do Mazda CX-30 é extremamente completa, embora seja algo confusa no que toca a níveis de equipamento e opcionais.

MAZDA CX-30 e-SKYACTIV X: Requinte Nipónico! 34

Ao nível da segurança, o Mazda CX-30 é um automóvel muito completo com: Alerta de tráfego frontal, sistema de monotorização de fadiga do condutor, sistema inteligente de apoio à travagem em marcha-atrás, sistema de apoio em transito, controle de estabilidade e de força G, monitorização da Pressão dos pneus, apoio Inteligente à travagem em cidade com detecção de peões, alerta de ângulo morto, alerta de tráfego traseiro em manobras de marcha-atrás, reconhecimento de sinais de trânsito, assistente de posição na via, apoio inteligente à travagem, controlo de velocidade com radar e assistente inteligente de velocidade, e ainda sistema de aviso em caso de acidente E-Call.

Para além de todos os equipamentos de segurança já mencionados, o Mazda CX-30 obteve as 5 estrelas nos testes Euro NCAP em 2019 com um resultado verdadeiramente impressionante na proteção dos adultos com 99%, 86% na proteção das crianças, 80% na proteção de peões e 77% nas ajudas à condução.

No que toca a preços, o Mazda CX-30 está longe de ser o automóvel mais barato do segmento, no entanto, é possível optar “N” níveis de equipamento e motorizações que podem adequar o preço às expectativas. A unidade ensaiada Mazda CX-30 2.0 e-Skyactiv X 186 cv Excellence tinha o preço base de 42.837,60€. Paga de IUC: 206,86€

Este automóvel pode ser configurado em: mazda.pt

Leia aqui o nosso ensaio ao Mazda MX-5

Artigo anterior

A FIAT já propõe versões eletrificadas de todos os modelos da sua gama

Artigo seguinte

Volvo Cars cresce a dois dígitos em novembro

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.