Comunicados de ImprensaNoticias

Mazda continua a estruturar o futuro

  • Novas parcerias para aumentar as capacidades de electrificação
  • Forte empenho visando o aumento de propostas electrificadas na Europa
  • Objectivo zero em acidentes fatais causados por novos modelos Mazda até 2040

Mazda continua a estruturar o futuro 15

A Mazda Motor Corporation anunciou uma nova actualização ao seu plano de gestão a médio prazo e ao nível política de gestão da Mazda, a implementar até ao ano de 2030. Este anúncio sublinha que a Mazda está a responder positivamente à muito elevada incerteza do ambiente de negócios e que está a renovar o seu compromisso rumo à neutralidade carbónica, que pretende alcançar em todas as suas operações até 2050.

Ao longo dos últimos anos registaram-se drásticas mudanças no ambiente em que os construtores automóveis operam, em particular na Europa, fruto do crescimento dos produtos eletrificados e da inerente regulamentação. Para poder responder de forma flexível a estas alterações futuras, a Mazda apresentou um plano de três fases a implementar até 2030.

Aceleração da eletrificação sob uma abordagem multi-soluções

A partir de hoje e até 2024, a empresa irá focar-se em alcançar uma maior resiliência frente às alterações ambientais, focando-se no fortalecimento do desenvolvimento tecnológico, das cadeias de fornecimento e dos esforços na redução de custos. Durante este período, a Mazda continuará a acelerar a eletrificação do seu catálogo, lançando produtos atraentes que cumpram as regulamentações dos respectivos mercados, implementando, por inerência, a abordagem Multi-Soluções da Mazda.

Na Europa, a empresa mostra-se muito orgulhosa pelo sucesso alcançado pelo Mazda MX-30 BEV[1], pelos incríveis resultados de vendas do recém-lançado Mazda CX-60 PHEV[2], já com mais de 20.000 unidades comercializadas, e pela chegada, no próximo ano, do Mazda MX-30 R-EV, bem como, a partir daí, de outros produtos eletrificados, incluindo o Mazda CX-80 com três filas de bancos.

Mazda continua a estruturar o futuro 16

Transição para a eletrificação

De 2025 a 2027, à medida que as regulamentações se tornam mais rigorosas, em especial na Europa, a Mazda continuará a dar os necessários passos na transição para a electrificação da sua gama. O processo irá abranger, não só, a melhoria e utilização das múltiplas tecnologias de electrificação e de fabrico da Mazda, como o lançamento global de novos veículos elétricos a bateria (BEV). 

Antecipação do lançamento de BEV para 2030 através de parcerias estratégicas

Esta transição estará concluída durante a terceira fase, até 2030.

A Mazda conseguirá esta transição para a eletrificação através de parcerias em diferentes áreas. Durante a apresentação, foi anunciado que a Mazda assinou um acordo colaborativo[3] para o desenvolvimento e produção de motores eléctricos altamente eficientes, em conjunto com os seus parceiros.

Como primeiro passo para a eletrificação de todos os seus modelos até 2030, a Mazda juntou-se a uma joint-venture[4] para desenvolver tecnologias de produção altamente eficientes e estabelecer um quadro de produção e de fornecimento para mecânicas eléctricas.

A administração da MC anunciou, igualmente, que concluiu um acordo de desenvolvimento conjunto[5] para o desenvolvimento de inversores, incluindo semicondutores em carboneto de silício, tendo também assinado um acordo de desenvolvimento conjunto[6] de tecnologias avançadas para motores eléctricos, também estabelecendo uma joint-venture com duas empresas parceiras[7], para aprendizagem e desenvolvimento de tecnologia associada a motores eléctricos.

A Mazda irá continuar a adquirir baterias das empresas com que tem parcerias. Para além dos seus actuais fornecedores, a Mazda concluiu, recentemente, um acordo com a Envision AESC para a aquisição de baterias destinadas à produção de veículos eléctricos no Japão. A médio prazo, uma vez que irá lançar novas propostas eléctricas a bateria, a Mazda irá considerar possibilidades de investimento no domínio da produção de baterias.

À medida que dá passos em frente em termos de evolução dos seus produtos, a Mazda irá continuar a melhorar a segurança desses mesmos produtos, colocando esforços no domínio do desenvolvimento de tecnologias avançadas de assistência à condução, centradas no ser humano, visando alcançar a marca de zero acidentes fatais causados por qualquer novo modelo Mazda, até 2040.

[1] Mazda MX-30 e-Skyactiv EV – Consumo de electricidade: 17,9 kWh/100 km; Emissões de CO2: 0 g/km. Valores combinados WLTP. Homologação segundo a norma WLTP (Regulamento (EU) 1151 / 2017; Regulamento (EU) 2007/715).

[2] Mazda CX-60 e-Skyactiv PHEV – Consumo de combustível: 1,5 l/100 km; Emissões de CO2: 33g/km
Mazda CX-60 e-Skyactiv D – Consumo de combustível: 4,9-5,3 l/100 km; Emissões de CO2: 127-139 g/km. Valores combinados WLTP; Homologação segundo a norma WLTP (Regulamento (EU) 1151 / 2017; Regulamento (EU) 2007/715).

[3] Inclui: Imasen Electric Industrial Co., Ltd., Ondo Corporation, Chuo Kaseihin Co., Inc., Hiroshima Aluminum Industry Co., Ltd., HIROTEC Corporation, Fukuta Electric & Machinery Co., Ltd. and ROHM Co., Ltd

[4] Inclui: Ondo, Hiroshima Aluminum Industry and HIROTEC

[5] Inclui: Imasen Electric Industrial and ROHM

[6] Inclui: Chuo Kaseihin and Fukuta Electric & Machinery

[7] Inclui: Fukuta Electric & Machinery

Artigo anterior

Mais Abarth que nunca, em EVolução: A Abarth torna-se elétrica e mais global

Artigo seguinte

Citroën anuncia abertura de encomendas e preços do novo ë-C4 X em Portugal

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.