EnsaiosNoticias

Mazda 3 CS 2.0 SKYACTIV-G Excellence: Requinte num segmento “C”!

O Mazda 3 Sedan chegou para provar que é possível ter um sedan de segmento “C” elegante e imponente. Em termos de design está ao nível Mazda 3 de 5 portas, por isso, é um automóvel agradável à vista, que acrescenta mais espaço de bagageira, sem perder o que a versão mais curta tem de melhor.

O aspecto exterior do Mazda 3 Sedan convence, à semelhança do que acontece com a restante gama da marca nipónica, com a sua linguagem de design apelidada “Kodo”. O Mazda 3 Sedan consegue ser ainda mais imponente que o seu irmão de 5 portas, devido ao facto de ser mais comprido, mas também por ser de um segmento cada vez mais em “vias de extinção”.

Na dianteira temos uma grelha generosa sublinhada por um apontamento cromado e flanqueada por duas ópticas rasgadas. A grelha inferior tímida, realça as linhas da grelha principal e alarga a dianteira. O capô é longo e mergulhante. Passando às laterais notamos guarda-lamas e ilhargas salientes q.b, uma linha de cintura elevada e janelas laterais tímidas. O tejadilho é inclinado, fazendo com que o portão traseiro pareça uma extensão desta inclinação do tejadilho, sem perder o aspecto sedan. Na traseira temos um pára-choques musculado, dupla saída de escape e ópticas delgadas com assinatura luminosa inconfundível.

Ainda no exterior temos ópticas full-led, farolins LED, chave mãos-livres, jantes de 18 polegadas envolvidas em pneus 215/45, moldura cromada dos vidros laterais, entre outros.

O acesso aos lugares dianteiros não é dificil. Já o acesso aos lugares traseiros vê-se ligeiramente prejudicado pela tímida abertura de portas, ainda assim, não podemos dizer que seja dificil, uma vez que há altura q.b para entrar, devido ao facto dos assentos traseiros se encontrarem em sintonia com a zona de abertura da porta.

Chegamos ao interior e há espaço nos lugares traseiros e dianteiros q.b, quer para os ombros, quer para as pernas, embora as pessoas mais altas possam sentir o tejadilho próximo da sua cabeça, quando circulam nos lugares traseiros. Apesar da curvatura do tejadilho, as pessoas mais altas conseguem movimentar-se relativamente à vontade nos lugares traseiros. A bagageira tem 450 Litros de capacidade.

A qualidade dos materiais e da montagem convence, uma vez que não há ruídos parasitas a bordo, há boa insonorização e um aspecto visual de bradar aos céus. Entramos no Mazda 3 e somos surpreendidos com materiais premium e um cuidado na construção, pouco comum numa marca generalista.

O aspecto minimalista ressuscita o “menos é mais”. A Mazda com o couro, pesponto e boa selecção de cores, consegue tornar o interior harmonioso, desportivo, confortável e acolhedor tanto para os passageiros, como para o condutor que é brindado com uma envolvência invulgar. O tablier tem camadas, as saídas da climatização fazem-nos lembrar os desportivos nipónicos dos anos 90 e os cromados acentuam as linhas elegantes do interior, sem “ferir a vista”. Há materiais emborrachados ou revestidos a couro ao redor dos passageiros dianteiros. Onde quer que toquemos sejam botões ou materiais a agradabilidade estará sempre presente.

Na lista de equipamento de série há ar-condicionado automático de dupla-zona, travão eléctrico de estacionamento, head-up-display, sistema de ajuda ao estacionamento com câmara dianteira, traseira e 360º, botão start da ignição, forro do tejadilho preto, sistema de navegação e multimédia em ecrã de 8,8 polegadas, painel de instrumentos parcialmente digital, sistema de som premium BOSE, reconhecimento por voz, cruise control, assento do condutor com regulação eléctrica e memória, assentos dianteiros aquecidos, portas USB e Aux, tomada de 12 volts, patilhas no volante para troca de caixa, volante multi-funções, botão rotativo para operar o sistema de navegação e multimédia, modo “Sport” da caixa de velocidades entre outros.

O sistema de som BOSE oferece uma experiência de áudio do melhor que há no segmento, devido aos estudos realizados pela Mazda em conjunto com a BOSE, que determinaram a melhor forma de garantir um bom som a bordo do Mazda 3. Mas não é apenas o som que torna o interior do Mazda 3 tão agradável, a Mazda estudou de forma meticulosa a melhor forma do Mazda 3 estar conectado ao condutor, através dos assentos, dos comandos ergonómicos e até da iluminação dos botões no interior.

O sistema de navegação e multimédia está muito melhor e mais evoluído. Os gráficos são excelentes e a utilização continua a ser intuitiva. Temos agora navegação 3D em tempo real, bluetooth, multimédia, reconhecimento de voz melhorado, manual de instruções no sistema, informação da condução relativamente à economia de combustível, histórico de consumos e dados relativos à manutenção. Não podíamos deixar de mencionar o Android Auto e Apple Car Play.

A simbiose perfeita entre o digital e o analógico volta a estar presente no painel de instrumentos, que adopta um conta-rotações, temperatura e combustível a analógico e o velocímetro a digital se pode transformar em informações dos dados de viagem e consumos, sistemas de segurança, multimédia, navegação, entre outros.

O Mazda 3 Sedan convence pela positiva no que toca ao comportamento dinâmico. O chassi tem uma rigidez notável, que se associa a um amortecimento condescendente q.b, este conjunto proporciona conforto a bordo, mas também um comportamento previsível e estável, que se traduz numa condução prazerosa. Não podíamos deixar de responsabilizar a maravilhosa direcção, por parte de todo o prazer de condução proporcionado pelo Mazda . A direcção é precisa e dá ao condutor um feedback de tudo o que se passa na estrada, tornando esta conexão homem-máquina ainda mais intensa.

A posição de condução também contribui para a evolvência do condutor, que encontra comandos acessíveis e intuitivos, assim como uma boa pega de volante e boa visibilidade, conseguida através de pilares delgados.

Debaixo do capô está o motor 2.0 SKYACTIV-G a gasolina de 4 cilindros, que debita 122cv de potência às 6000rpm e 213Nm de binário às 4000rpm. Este motor é muito “redondo”, entregando a potência de forma muito linear e equilibrada, o condutor por sua vez só pode ficar com um sorriso de orelha a orelha, com o ruído envolvente nas rotações mais elevadas. A caixa automática de 6 velocidades é muito suave no modo automático, com transições que pouco se fazem sentir e que ocorrem atempadamente, quando a condução é descontraída ou económica, não há passagens “fora de época” ou “solavancos”. No modo manual continuamos a ter trocas rápidas q.b e rapidez à acção do condutor. No modo “Sport” a caixa liberta as rotações mais elevadas, para que possamos dar “fogo à peça” livremente.

A aceleração dos 0 aos 100km/h acontece em 10,8 segundos e a velocidade máxima é de 202km/h.

Os consumos são surpreendentes, uma vez que conseguimos circular abaixo dos 6 Litros a cada 100km, em percursos mistos com e sem trânsito. Numa condução menos comedida, os consumos podem subir para os 7,5 Litros a cada 100km, o que não nos choca, tendo em conta o facto de estar debaixo do capô um motor 2.0 Litros a gasolina com 122cv.

O “G-Vectoring Control”, é um sistema de vectorização de binário que já estava presente na anterior geração, mas que foi agora actualizado e permite um comportamento ainda mais previsível, melhor inscrição e saída de curva, e ainda mais conforto. Este sistema aplica travagem na roda que pode perder tracção, de forma a corrigir a trajectória do automóvel e tornar a “tarefa mais fácil” para o condutor, aumentando assim a segurança, melhorando o comportamento em curva e diminuindo a fadiga de quem está atrás do volante.

Entrando no campo da segurança temos leitura de sinais de trânsito, cruise control adaptativo, sistema de ajuda ao arranque em subida, alerta de tráfego cruzado, travagem activa de emergência, aviso de ângulo morto, aviso de transposição involuntária de faixa com correcção de volante, luzes de máximos automáticas, entre outros. Nos testes Euro NCAP o Mazda 3 obteve as 5 estrelas com 98% na protecção dos adultos, 87% na protecção das crianças, 81% na protecção dos peões e 73% nas ajudas à condução.

O Mazda 3 Sedan está disponível a partir dos 26.421,00€ na versão evolve com o motor 2.0 SKYACTIV-G de 122cv. Já a versão ensaiada Excellence 2.0 SKYACTIV-G com a caixa automática de 6 velocidades e pintura metalizada, fica por 34.110,00€. Paga de IUC: 238,66€.

Fotos: João Santos

Artigo anterior

Hyundai lançou MoceanLab

Artigo seguinte

Gil Antunes brilha no Rali das Camélias

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.