NoticiasZoom Eco

Marcas nipónicas juntam-se na criação de uma empresa de fornecimento de Hidrogénio!

A Toyota a Nissan e a Honda juntaram-se ao governo japonês na abertura de uma empresa de fornecimento de hidrogénio, que prevê a implementação de várias estações de abastecimento deste combustivel alternativo.

A empresa será inaugurada já na próxima primavera, tem um objectivo inicial de abertura de 160 estações até 2020, nessa altura espera-se que hajam cerca de 40.000 automóveis movidos a hidrogénio. A empresa também deverá desenvolver novas formas de melhorar os custos e a eficiência da entrega de hidrogénio aos clientes.

Existem 11 empresas como base da nova empresa de hidrogénio, a maioria provenientes do setor da energia. Algumas destas empresas são: JXTG Nippon Oil & Energy, Idemitsu Kosan, Iwatani Corporation, Tokyo Gas, Toho Gas, Air Liquide Japão, Toyota Tsusho Corporation e o centro de desenvolvimento da Japan Inc.

Já no próximo mês deverá existir um conselho global para promover o hidrogénio como energia do futuro, neste conselho deverão existir marcas de automóveis e empresas ligadas à área das energias.

A guerra entre os automóveis eléctricos e os automóveis a hidrogénio está agora a começar, contudo, estão umas boas quantidades de veículos eléctricos já disponíveis no mercado e mais uns quantos à espera de serem lançados. No que toca ao hidrogénio existem muito menos automóveis implementados e ainda menos são os que estão para serem lançados. A outra questão é a quantidade de postos de carga espalhados pelos vários países do mundo, que continuam em constante crescimento e implementação.

Artigo anterior

O Hyundai i30 N já percorre a Autobahn a 250km/h! (Vídeo)

Artigo seguinte

MINI recebe novo logótipo em 2018!

3 Comentários

  1. 19 Dezembro, 2017 a 22:17 — Responder

    Esta sim há-de ser a fonte energética do futuro.
    O grande problema que empresas como a PLUG e a Ballard (BLDP) que já fornecem sistemas de funcionamento a baterias de hidrogénio está na necessidade de utilização de platina para extração do hidrogénio. Atualmente a BLDP já está a a vender autocarros movidos a hidrogénio para a Europa e sobretudo para a China.
    Logo que consigam um elemento substituto que seja barato temos uma fonte inesgotável de energia e que se pode tornar absurdamente barata pois a extração de hidrogénio da água (H2O) gerará Hidrogénio por um lado e Oxigénio por outro.
    Por sua vez, já sabemos que a combustão do Hidrogénio nada mais gera do que energia e… água (potável)!
    Pois o busilis da questão será quando conseguiremos criar um sistema autosuficiente e de ciclo vicioso de extração > armazenamento (H) libertação para a atmosfera de oxigénio > combustão > criação de água… enfim, precisamos de um novo Ford do século XXII que faça isto dar uma cambalhota a sério e não são os elétricos não.
    Só que provavelmente um sistema auto-suficiente talvez não seja propriamente o sonho da indústria automóvel e muito menos dos investidores das petrolíferas…?

    • 20 Dezembro, 2017 a 13:40 — Responder

      Exmo. Jacinto Alves,
      Ficámos perplexos com o seu conhecimento e não podiamos estar mais de acordo! É um privilégio ter leitores assim.

      Cumprimentos

  2. Jacinto Alves
    5 Janeiro, 2018 a 14:38 — Responder

    Já agora, volto a este assunto com um link do site da Ballard Power Systems para o mundo automóvel com o fantástico Audi A7 H-Tron, mas não deixem de clicar nos outros links e ver a grande aposta do hidrogénio no futuro e que passa pela (já em curso) venda de veículos pesados de mercadorias (Amazon) e passageiros (sobretudo para a China)
    Automotive: http://www.ballard.com/markets/automotive
    BUS: http://www.ballard.com/markets/transit-bus
    Truck: http://www.ballard.com/markets/truck

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.