NoticiasEntrevistasPublireportagens

DRIVING X: Fomos conhecer os personal trainers da condução!

A Driving X é uma empresa sediada em Cascais, que se dedica a ensinar a conduzir melhor. Esta empresa tem como CEO o piloto Pedro Nogueira que começou no Karting, passou pelos monolugares, correu nos sport protótipos, clássicos e troféus, pelo que tem já uma grande experiência no desporto automóvel. Dedica-se, agora, ao desenvolvimento de formações, que irão de encontro ao que necessitam os pilotos, os condutores do dia-a-dia ou mesmo as empresas.

A Driving X constrói experiências à medida de cada cliente, ousamos dizer que são os personal trainers da condução. Esta empresa foca-se essencialmente na condução defensiva, munindo os seus formandos de técnicas e estratégias que podem evitar acidentes, ajudar a conduzir com mais confiança ou simplesmente a conduzir de forma mais segura e melhor. Nos seus cursos ensinam os condutores a controlarem o automóvel em vários tipos de piso e situações. Há simulações de aquaplaning, rebentamento de pneus, entre outros. Durante uma aula podemos aprender a sair de um automóvel capotado, ficar a saber a importância de conduzir com as duas mãos no volante, ou de que forma podemos “diminuir o estrago” quando não conseguimos evitar uma colisão. Se esta formação se aplica a condutores comuns, pode ser aplicada a condutores profissionais, que acabam por ser dotados de muitas estratégias que os podem ajudar na execução do seu trabalho, evitando acidentes ou melhorando os consumos de combustível.

Contudo, a Driving X não fica por aqui, dando-se à “ousadia” de elaborar actividades em locais públicos, com o apoio da Associação Nacional de Segurança Rodoviária, que visam a sensibilização dos condutores para as reacções dos automóveis nos diferentes pisos, dando a oportunidade a quem passa de entrar num automóvel de estrada, com um piloto experiente ao volante.

As formações não se dedicam apenas a quem tem carta de condução B, uma vez que o piloto Pedro Nogueira elaborou um curso específico para os condutores de Micro Carros, que podem ser conduzidos por jovens de 16 anos que possuam a carta da sub-categoria B1. Nesta formação, os condutores aprendem tudo sobre a travagem de emergência em segurança, condução de precisão, mudança brusca de direcção para evitar obstáculos inesperados, e como lidar com situações potencialmente críticas, que surgem nas estradas diariamente. Esta é uma aprendizagem que os vai acompanhar na altura de guiarem um “verdadeiro automóvel” no dia-a-dia, deixando os pais mais descansados. Se há preocupação nas “afinações de condução”, há também uma preocupação acrescida na alteração de comportamentos, uma vez que os condutores mais jovens são quem mais utiliza o telemóvel durante a tarefa da condução. Por isso, a Driving X sensibiliza-os para esses maus-hábitos, que podem tornar-se perigosos para eles e para os restantes utilizadores da via pública.

A formação não é apenas procurada por particulares, sendo a Driving X aproveitada por empresas para sessões de coaching, onde os funcionários são obrigados a formar equipas para trocar rodas, para conduzir de olhos vendados, entre outras actividades, que ajudam a encontrar um verdadeiro líder e a criar um ambiente de confiança entre colaboradores.

Se há empresas, condutores comuns e motoristas a precisarem de formação de condução, há ainda quem queira ir à procura da milésima de segundo, por isso, a Driving X tem sessões adaptadas a pilotos que queiram melhorar a sua condução. Quer tenham experiência nos karts ou nos automóveis, contam com a ajuda de um piloto experiente a elaborar um plano de melhoria, que ajusta o tipo de automóvel à necessidade do piloto, ajudando-o a chegar ao lugar mais alto do pódio.

As tecnologias ainda não substituem o condutor, o que aumenta a importância da “peça” entre o assento e o volante. Se o condutor não estiver habituado a guiar automóveis com novos sistemas de segurança ou se não estiver habituado a guiar automóveis eléctricos, a Driving X tem também uma solução: travagens com e sem ABS, correcção da direcção, conduzir com e sem ESP, ou simplesmente aprender a aumentar a autonomia do automóvel eléctrico. Através das formações que se adaptam às necessidades de cada cliente, tudo isto é possível. No que toca aos eléctricos, a Driving X vai ao extremo de explicar como se deve guiar um automóvel eléctrico, para além de explicar as diferenças nas transferências de massas deste tipo de automóveis, entre outras características mais específicas no que toca à condução.

A frota de automóveis é completa, adequando-se a cada tipo de utilizador e curso. De acordo com Pedro Nogueira é importante que se tenha tempo para aprender, por isso, é de extrema importância que o automóvel se adeqúe à experiência do condutor.

Saiba mais sobre a Driving X aqui ou siga-os no facebook!

Artigo anterior

Abarth apresenta planos para a Época de Competição de 2020 de Ralis e de Fórmula 4

Artigo seguinte

Drivers Legion iniciam 2020 com Track Day no Autódromo de Portimão!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.