Noticias

A Porsche já produziu 1 milhão de Cayennes!

O Porsche Cayenne foi inicialmente considerado “controverso e sem sentido”, mas ultrapassou recentemente 1 milhão de unidades produzidas, o que é um feito impressionante para a marca de Estugarda.

Apesar da concorrência de peso, o Porsche Cayenne tem partido corações ao longo dos anos, talvez seja por isso que é um dos modelos mais vendidos do seu segmento.

A unidade número 1 milhão é um Porsche Cayenne GTS vermelho Carmine, sai da Eslováquia, para um cliente da Alemanha.

A história do Cayenne começa com a primeira geração 955, um automóvel que salvou a Porsche de uma crise financeira, ao mesmo tempo que criou um novo segmento: SUVs de luxo rápidos. Podemos dizer que não haviam Range Rovers SVR´s, Stelvios Quadrifoglio ou mesmo Lamborghinis Urus, se a Porsche não tivesse lançado o icónico Porsche Cayenne.

Na década de 90, a Porsche não estava saudável no que tocava a volumes de vendas. A produção do Porsche Boxster contribuiu para uma melhoria no estado económico da marca, mas no início dos anos 2000 a Porsche estava “desesperada” por um modelo novo que “salvasse” a marca… O ditado: “A necessidade aguça o engenho”, deu origem a um automóvel que é tido nos dias de hoje como uma referência nos SUV desportivos.

O modelo que a marca estava a desenvolver teria de ser “potente, com uma condução dinâmica e adequado a todos os tipos de terreno. Um carro familiar de cinco lugares com ADN típico da Porsche. Desportivo. ”

“Foi uma decisão ousada conceber um SUV no final da década de 90, mas podemos dizer que foi uma decisão acertada visto que a Porsche foi capaz de superar todas as expectativas pouco tempo depois”, lembra Hans-Jurgen Wohler, ex-vice-presidente de produtos da Porsche. “Ferry Porsche disse uma vez que se construíssemos um veículo de todo-o-terreno que tivesse como base os nossos conceitos de qualidade, certamente venderia”, acrescenta Hans-Jurgen Wohler.

O Porsche Cayenne estreou-se em Setembro de 2002 no Salão Automóvel de Paris e a Porsche nunca deu um passo atrás com este modelo que já está na terceira geração.

Na existência do Porsche Cayenne houve modelos que marcaram “pontos altos”, falamos dos Porsche Cayenne Turbo e Turbo S, o GTS e até o Porsche Cayenne Diesel, que foi um sucesso na europa devido ao motor 3.0 V6 TDI com 240cv e 550 Nm de binário.

A segunda geração do Porsche Cayenne lançada em 2010, viu o tamanho da carroçaria ser aumentado e a sua frente a receber umas óticas inspiradas no Porsche Carrera GT, farolins traseiros mais longos e delgados, um exterior mais elegante, interior totalmente redesenhado e uma redução de peso na ordem dos 250kg. Esta geração oferecia mais conforto, maior ergonomia e maior facilidade de condução.

Mais tarde, o SUV da Porsche recebeu uma versão desportiva a diesel apelidada “S Diesel”, que contava com um motor V8 TDI. Outras motorizações modernas e electrificadas também chegaram ao modelo como as motorizações Hybrid e S E-Hybrid PHEV.

“A eletrificação tem um grande significado para nós, pois colocamos no mercado motores de oito e seis cilindros”, explica Hans-Jurgen Wohler. “O nosso híbrido foi um marco importante para o Cayenne na sua jornada de híbrido plug-in em 2014 com uma autonomia eléctrica de mais de 30 quilómetros.”

Na terceira geração estreia-se a carroçaria Coupé, mais elegante e adaptada às tendências actuais do mercado.

“Com este carro, apresentámos ao mercado um modelo que cria uma ligação ainda mais forte entre a utilização quotidiana de um SUV e as características de carro desportivo.”

Relativamente ao futuro, Hans-Jurgen Wohler acrescenta: “Os carros vão mudar nos próximos 10 anos. O Cayenne vai continuar a sua jornada e continuará a ser o melhor SUV do seu seu segmento. Posso entregar as rédeas ao meu sucessor. ”

Artigo anterior

Novo SEAT Leon conquista classificação de cinco estrelas nos testes de segurança Euro NCAP

Artigo seguinte

Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio eleito “Desportivo do Ano”

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.