NoticiasComunicados de Imprensa

Volvo Cars com nova parceria ambiental

A Volvo Cars anuncia o estabelecimento de uma nova parceria com a cidade de Gotemburgo, na Suécia.

Esta cidade tem como meta tornar o seu impacto ambiental neutro até 2030. Dentro desse objetivo, criou a iniciativa Gothenburg Green City Zone no qual a Volvo Cars surge como entidade parceira.

A Gothenburg Green City Zone pretende estabelecer uma área dentro da maior cidade portuária da Escandinávia que seja totalmente livre de emissões, com uma variedade de meios de transporte ambientalmente neutros e com uma infraestrutura conectada que serão posteriormente testados.

Ao utilizar uma cidade real como campo de testes, a Volvo poderá acelerar o desenvolvimento de tecnologias e serviços nas áreas da eletrificação, mobilidade partilhada, condução autónoma, conectividade e segurança. Como parte do teste, a Volvo pretende operar taxis robot dentro dessa zona que serão monitorizados pela sua solução de mobilidade M.

“Basicamente, iniciamos um projeto que pretende limitar o número de automóveis na cidade – o que está totalmente alinhado com o propósito da nossa empresa. Isso já é comprovado pelo nosso investimento no serviço de mobilidade proporcionado pela M, que desenvolveu inteligência artificial capaz de melhorar a eficiência e a utilização. Queremos estar envolvidos na criação das cidades do futuro e mantê-las habitáveis. Esta iniciativa dá a oportunidade de fazer isso e, ao mesmo tempo, assumir responsabilidades na nossa própria cidade.” Håkan Samuelsson –  CEO – Volvo Cars

Exemplos de tecnologias a serem testadas são: soluções e serviços de geo-habilitação garantindo que os automóveis na zona operam apenas no modo elétrico e permanecem dentro dos limites de velocidade, infraestrutura de tráfego capaz de se conectar a recursos de segurança ativa em automóveis e compartilhar informações entre os utilizadaores das estradas

“Queremos usar o nosso conhecimento e tecnologia para ajudar a criar uma cidade do futuro que seja eletrificada, conectada, compartilhada e neutra para o clima. Esta é uma oportunidade de dar o exemplo, testando novas tecnologias e serviços num ambiente real em grande escala, onde podemos mostrar que se é possível aqui, é possível em qualquer lugar.” Henrik Green –  Chief Technology Officer – Volvo Cars

Outros exemplos potenciais incluem hubs de mobilidade totalmente elétricos, uma rede de carregamento completa e fácil de usar para viaturas elétricas e táxis de condução autónoma.

O principal obstáculo à transição climática não é a falta de tecnologias compatíveis com o clima e inteligentes, mas sim a capacidade para as implementar. A transformação requer uma abordagem holística para promover a inovação e uma colaboração profunda e contínua entre todas as partes interessadas.

A Volvo Cars ao integrar a iniciativa desde o inicio poderá garantir que os seus serviços de mobilidade eletrificada estejam presentes. Eles serão desenvolvidos em ambiente real, aumentando o impacto nos objetivos de sustentabilidade.

Em 2020, a M foi capaz de comprovar, por meio da sua tecnologia de Inteligência Artificial, que era possível reduzir o congestionamento diminuindo as emissões em Gotemburgo.

A Volvo Cars tem objectivos semelhantes ao da cidade sueca pois pretende ter um impacto climático neutro até 2040. Para realizar essa meta, a empresa definiu uma série de objetivos a serem cumpridos até 2025, onde se inclui uma redução de 40% da pegada de emissões de CO2 por veículo. Por essa data a marca espera que 50% das suas vendas mundiais sejam de automóveis elétricos, com a restante quota a ser preenchida por modelos híbridos.

A iniciativa Gothenburg Green City Zone arranca na Primavera de 2021 e aumentará gradualmente no futuro.

Artigo anterior

MØBILIZE, a nova marca dedicada aos serviços de mobilidade e de energia

Artigo seguinte

Hyundai Motor revela o design do seu novo SUV crossover Hyundai Bayon

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.