Comunicados de ImprensaNoticias

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico

  • Caixa de velocidades avançada de vários modos para um prazer de condução enérgico e direto;
  • Unidade elétrica pura é responsável exclusiva pelo movimento na primeira relação de engrenagem;
  • Tecnologia da Aliança perfeitamente integrada na arquitetura do JUKE;
  • Números-chave: 5.0 a 5.2 litros por 100km* e emissões de 114 a 117g/km*;
  • Unidade de tração elétrica gere até 80% da utilização em ambientes urbanos;
  • Disponível para encomenda em Portugal a partir de 20 de junho com preços recomendados de venda a público a partir de 32.700 euros.
Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 19
Nissan JUKE Hybrid

O icónico crossover compacto Nissan JUKE está agora equipado com uma motorização híbrida avançada, oferecendo um desempenho eficiente e enérgico.

«A estratégia de eletrificação de produtos da Nissan está a ganhar força e o novo JUKE Hybrid representa mais um marco na nossa ambição estratégica de ter uma gama totalmente eletrificada até 2023», disse Guillaume Cartier, presidente da região AMIEO da Nissan.

O JUKE Hybrid estreia uma verdadeira caixa de velocidades híbrida multimodal que dá prioridade à eficiência, capacidade de resposta e um impulso harmonioso. Os condutores e passageiros apreciarão o seu arranque sempre 100% elétrico, a sua capacidade de condução envolvente e uma excelente eficiência de combustível, uma travagem regenerativa eficiente e uma bateria de alto desempenho.

Central para o desenvolvimento da nova motorização híbrida foi que deve complementar a personalidade ágil e dinâmica do JUKE, que se tem revelado tão popular entre os clientes da versão do motor de combustão interna [ICE].

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 20
Nissan JUKE Hybrid

Experiência de condução semelhante a um VE

Onde os híbridos tradicionais oferecem uma experiência pouco inspiradora, o sistema de unidade inteligente do JUKE Hybrid foi sintonizado para maximizar a quantidade de tempo que o JUKE passa no modo VE, que é o que os clientes mais apreciam. Um objetivo fundamental para os engenheiros da Nissan era reduzir a frequência do motor a ligar e desligar, o que os condutores consideram inconveniente e perturbador. Esta evolução aumenta o prazer de condução, bem como otimiza a eficiência.

Durante os testes finais, até 80% de utilização urbana foi conseguida em modo VE puro, com fases híbridas curtas para recarregar a bateria antes de voltar ao modo VE. O JUKE Hybrid não só arranca sempre em modo elétrico, como pode atingir velocidades até 55 km/h em VE puro, para que os condutores desfrutem de uma experiência de condução forte, constante, repetível e sustentada.

O sistema maximiza automaticamente o uso de modo elétrico, mas o JUKE Hybrid também está equipado com um interruptor dedicado que pode ser usado quando o condutor não quer que o motor de combustão funcione, como em áreas residenciais ou de hospitais e de escolas, parques de estacionamento, drive-through e em engarrafamentos. Embora o estado da bateria permita a carga, forçará o JUKE Hybrid a funcionar como um automóvel apenas elétrico.

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 21

Motor eficiente graças às sinergias da Aliança

Mergulhar nos detalhes do que torna a motorização do JUKE Hybrid tão distinta, o know-how interior é um testemunho dos pontos fortes de engenharia combinados encontrados dentro da Aliança.

A motorização híbrida do JUKE consiste num motor de combustão interna da Nissan de última geração, desenvolvido especificamente para trabalhar numa aplicação híbrida de motorização. Produz 69kW (94cv) e 148Nm de binário.

No lado elétrico, a Nissan forneceu o motor elétrico principal que produz 36kW (49cv) e 205Nm de binário, enquanto a Renault forneceu o motor de arranque/gerador de alta tensão de 15kW, o inversor e a bateria arrefecida por líquido de 1,2kWh, bem como a caixa de velocidades altamente inovadora.

O resultado é uma motorização que fornece 25% mais potência do que a opção atual do motor a gasolina, com uma redução do consumo de combustível de até 40% no ciclo urbano e até 20% ao longo do ciclo combinado (dados sujeitos a homologação).

Caixa de velocidades multimodal inteligente

A chave para o prazer de condução no coração do Nissan JUKE Hybrid é uma avançada caixa de velocidades multimodal de baixa fricção que proporciona uma utilização ótima da potência propulsiva, seja elétrica, do motor a gasolina ou de ambos.

Para reduzir o atrito, esta caixa de velocidades utiliza embraiagens de patilhas em vez de anéis sincronizadores convencionais para deslocar as 4 engrenagens “ICE” e 2 engrenagens “VE”. Além disso, para reduzir o atrito, esta caixa de velocidades não utiliza uma embraiagem. Todos os arranques do automóvel são 100% elétricos, e os dois motores VE são usados em combinação para sincronizar as engrenagens, proporcionando uma aceleração suave, conectada e responsiva.

A caixa de velocidades é controlada por um algoritmo avançado, gerindo os pontos de mudança, a regeneração da bateria, bem como a avançada arquitetura em série-paralelo. A motorização pode navegar perfeitamente através de diferentes requisitos de hibridização (série, paralelo, série-paralelo) de acordo com os requisitos de aceleração e potência, tudo sem qualquer intervenção do condutor. Como resultado, não há nenhuma sensação de “elástico”, que é percebida negativamente pelos clientes dos híbridos tradicionais, e o condutor desfruta de uma aceleração forte, tranquilidade, velocidade de cruzeiro refinada e baixas emissões – o melhor de todos os mundos.

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 22

Travagem regenerativa

Ao abrandar, o motor elétrico funciona como gerador e captará energia cinética, transformando-a em eletricidade para ser armazenada na bateria de propulsão híbrida.

A função avançada de Travão Cooperativo Regenerativo combina travagem regenerativa e travagem de fricção tradicional para alcançar uma sensação de pedal natural e uma recuperação energética eficiente. O condutor desconhece os ajustes entre os dois sistemas, garantindo que o retorno através do pedal do travão permanece constante e intuitivo.

O JUKE Hybrid também conta com um seletor de modo de condução, permitindo ao condutor escolher entre os modos Eco, Normal e Sport. Não só o modo de acionamento altera o esforço de direção, o funcionamento do controlo climático e a resposta do pedal do acelerador, no caso da nova motorização híbrida, como também altera o comportamento de travagem regenerativa e o estado de carga da bateria. No modo Sport, por exemplo, a regeneração sob travagem é definida para um nível elevado de modo a maximizar a energia elétrica para uma aceleração eficaz. No modo Eco, reduzirá a procura do sistema de ar condicionado para maximizar a eficiência.

e-Pedal para condução urbana sem esforço

Tal como acontece com o VE puro Nissan LEAF, o JUKE Hybrid está equipado com o sistema e-Pedal Step da Nissan que, quando ativado, permite que o progresso do automóvel seja controlado utilizando apenas o pedal do acelerador. Quando o pé é retirado do acelerador, é aplicada uma travagem regenerativa moderada (até 0,15g) que desacelera o JUKE até aproximadamente 5km/h. A travagem adicional pode por vezes ser necessária para desacelerar e é sempre necessária para conseguir uma paragem total (a função de retenção automática pode ser selecionada por conveniência). A utilização do e-Pedal torna-se rapidamente intuitiva e o efeito é reduzir a carga de trabalho do condutor durante a sua utilização urbana e, ao fazê-lo, proporciona uma experiência de condução suave e relaxante, ao mesmo tempo que maximiza as oportunidades de regeneração da bateria, melhorando ainda mais a experiência de VE.

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 23

Alterações estilísticas

design desportivo de crossover coupé do JUKE permanece na versão híbrida. Foi dada muita atenção a todos os detalhes e feitas uma série de pequenas alterações para otimizar a sua eficiência aerodinâmica; e para identificar o JUKE Hybrid como a versão eletrificada. Os logótipos “Hybrid” foram aplicados nas portas da frente e na tampa da mala.

A grelha frontal do JUKE Hybrid passa a ostentar o novo símbolo da marca Nissan e conta ainda com uma tira de material de brilho preto na junção com o capô, colocando-o em linha com outros modelos eletrificados da Nissan.

O design da grelha em si é agora uma malha com uma abertura menor para otimizar a eficiência aerodinâmica, possibilitada graças aos requisitos de arrefecimento reduzidos da versão híbrida. Foram também efetuadas modificações na carroçaria abaixo do para-choques para melhorar o fluxo de ar e, exclusivamente para o híbrido, adicionado um obturador de grelha de radiador, para que o fluxo de ar seja automaticamente ajustado de acordo com as necessidades de arrefecimento, reduzindo o arrasto aerodinâmico.

O defletor traseiro, montado acima da janela traseira, foi redesenhado para um fluxo de ar mais limpo atrás do automóvel. E na frente das rodas dianteiras, os deflectores de ar foram remodelados e reposicionados para limpar o fluxo de ar, enquanto o eixo traseiro ganhou uma cobertura que suaviza o fluxo aerodinâmico sob o automóvel. Todas juntas, estas modificações visuais difíceis de reconhecer à primeira vista, poupam aproximadamente 2g de CO2 por 100km, refletindo o compromisso da Nissan com melhorias de eficiência. As poupanças chegam a atingir os 5g em algumas versões ICE.

As novas jantes de liga de 17″ de dois tons serão introduzidas na gama JUKE ao mesmo tempo que a versão híbrida, bem como as jantes de dois tons derivadas do Nissan ARIYA.

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 24

Atualizações interiores

No interior do habitáculo, o painel de instrumentos é novo com o mostrador direito a afixar a velocidade e o mostrador esquerdo a potência, com a agulha a mover-se entre a “Carga”, quando a regeneração de energia está a ocorrer, através do “Eco” quando a propulsão é elétrica e “Potência” quando o motor de combustão interna e o motor elétrico se combinam. Dentro da parte inferior do mostrador esquerdo, há um medidor que mostra o estado de carga da bateria.

Uma representação visual do fluxo de potência pode ser exibida no ecrã combinado de 7″ entre os dois mostradores, mostrando todos os diferentes fluxos de energia numa animação simples e clara, maximizando a compreensão do condutor sobre o funcionamento do sistema.

O botão para e-Pedal está posicionado na consola central, atrás do botão do travão de estacionamento elétrico, enquanto o botão para ativar o modo VE a 100 por cento está entre duas das aberturas centrais de ventilação. Quando o modo e-Pedal e VE são ativados, os lembretes visuais aparecem na parte inferior do ecrã.

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 25

A capacidade da mala é de 354 litros, uma ligeira redução de 68 litros em relação à versão a gasolina, em consequência da colocação da bateria de 1,2kWh. Com os bancos traseiros dobrados, o espaço da mala continua a ser o melhor da classe com 1.237 litros, enquanto o espaço para os joelhos no banco traseiro permanece inalterado em 553mm.

Nissan JUKE volta a inovar com uma motorização avançada que junta eficiência e desempenho enérgico 26

«A introdução do novo JUKE Hybrid é mais uma adição chave para a gama eletrificada da Nissan. Estamos no meio de uma ofensiva de produtos eletrificados que coloca igual ênfase na ecoeficiência e no prazer de condução. Como todos os nossos produtos eletrificados, o JUKE Hybrid reescreve as regras no seu segmento graças à inovação arrojada que proporciona mais desempenho e mais eficiência», disse Arnaud Charpentier, vice-presidente de Estratégia de Produto e Preços para a região AMIEO da Nissan.

E acrescentou: «Os clientes do JUKE Hybrid vão adorar que a personalidade ágil e enérgica do JUKE tenha sido melhorada com a introdução desta opção de motorização eletrificada avançada e refinada. Oferece melhor desempenho, bem como uma eficiência impressionante, sem comprometer o divertimento».

O JUKE Hybrid estará disponível para encomenda a partir de 20 de junho, em toda a rede de concessionários oficiais da marca em Portugal, com preços recomendados de venda a público a partir de 32.700 euros, sem incluir campanhas.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RESUMIDAS

Motor de 1,6 litros + e-motor

Potência

cv(kW)

94 (69) + 49 (36)

Consumo combinado*

l/100km

5.0 a 5.2

Emissões combinadas*

g/km

114 a 117

*Sujeito a homologação, WLTP

Artigo anterior

Novo PEUGEOT 408 será revelado a 22 de junho

Artigo seguinte

Polestar cumpre promessa de crescimento

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.