ArtigosEnsaios

KIA Picanto X-Line 1.0 T-GDI: Aventura Urbana!

A febre dos crossovers alastra-se, começámos com os SUV, a moda das “calças arregaçadas” apoderou-se das carrinhas, utilitários, sedans e agora até há citadinhos com protecções da carroçaria e um aspecto “off-road”, falamos do novo KIA Picanto X-Line, que apesar de não deixar de ser um utilitário, aparece na sua versão “X” de uma forma bastante radical, recheada de equipamento.

A KIA pegou no KIA Picanto e fez dele uma “cobaia”, pois há já várias versões com características diferentes para o citadino Coreano. Temos as versões “normais” LX e EX, temos uma versão “GT Line” que oferece ao KIA Picanto o aspecto de um utilitário agressivo e cheio de vontade de pisar o alcatrão de um autódromo e temos agora a última versão em que a KIA transformou o Picanto num pequeníssimo crossover.

O KIA Picanto X-Line adopta um aspecto mais radical, cheio de protecções plásticas na carroçaria e pormenores dignos de um verdadeiro SUV desportivo. Jantes de 16 polegadas, envolvidas em pneus de baixo perfil 195/45, luzes de iluminação diurna LED na dianteira e traseira, difusor metálico que alberga uma saída dupla de escape, antena shark muito pouco comum no segmento e ainda pára-choques com um aspecto mais musculado. Os vidros traseiros escurecidos são de série, assim como os faróis de nevoeiro e os travões de disco atrás.

No interior os acabamentos são iguais aos das restantes versões, não há materiais emborrachados à semelhança dos restantes modelos do segmento, mas a utilização de peças únicas deverá evitar os ruídos parasitas que vão aparecendo ao longo dos anos. Contamos com espaço que chegue nos lugares dianteiros, mas os lugares traseiros são mais apertados como seria de esperar no segmento, a bagageira conta com 255 Litros de capacidade, estando próxima de alguns utilitários.

O equipamento faz toda a diferença nesta versão X-Line temos quase tudo o que teríamos num utilitário: vidros eléctricos nas quatro portas, sensores de chuva e luminosidade, alarme, sistema de monitorização da pressão dos pneus, ar-condicionado manual, assento do condutor com ajuste em altura, coluna de direcção ajustável em altura, Ligação USB + Aux, Rádio com leitor MP3, comandos no volante e Bluetooth (de série), colunas de som na dianteira e traseira, apoio de braço com arrumação (pouco comum no segmento), pedais em alumínio, entre outros.

Na versão ensaiada tínhamos o sistema de navegação e multimédia que é opcional, mas aparece num ecrã de dimensões generosas com 7 polegadas e traz câmara de ajuda ao estacionamento, reconhecimento de voz e compatibilidade Android Auto e Apple CarPlay. Ainda como opção podemos ter Travagem Autónoma de Emergência em cidade.

O KIA Picanto X é confortável, tem assentos com um bom apoio lombar e contamos com um pesponto simpático, no volante, assentos, travão de mão e apoio de braço. O volante também tem um formato mais desportivo que nos aumenta o prazer de guiar este pequeno grande automóvel, juntando a posição de condução agradável e os pedais em alumínio, temos uma ligeira sensação de estar ao volante de um carro de um segmento mais elevado.

O citadinho Coreano tem um comportamento exemplar, principalmente para aquilo que foi concebido, circular na cidade. A brecagem é surpreendente e permite-nos efectuar manobras com a maior das facilidades. As suspensões são confortáveis q.b, a direcção é leve e tanto a caixa de velocidades como o motor são bastante agradáveis, oferecendo a esta versão do KIA Picanto andamentos que satisfazem bastante.

Debaixo do capô estava o motor 1.0 Turbo GDI com 100cv e 172Nm de binário, a potência era enviada para as rodas dianteiras através de uma caixa manual de 5 velocidades. O KIA Picanto com esta receita acelera dos 0 aos 100km/h em apenas 10 segundos antes de atingir a velocidade máxima de 180km/h. Os consumos rondam os 5,8 Litros a cada 100km, num ensaio que foi realizado em percursos mistos e com algum trânsito.

Na segurança o KIA Picanto na versão (sem travagem autónoma) obteve as 3 estrelas nos testes EuroNCap, já a versão com a travagem autónoma em cidade obteve as 4 estrelas com 79% na protecção dos adultos, 64% na protecção das crianças, 54% na protecção de peões e 25% nas ajudas à condução (sem travagem autónoma) e 47% com travagem autónoma de emergência em cidade.

O pequeno grande citadino Coreano está disponivel a partir dos 10.130,00€ para a versão LX com o motor 1.0 CVVT. O KIA Picanto X-Line com o motor 1.0 T-GDi está disponivel a partir dos 13.580,00€. A versão ensaiada custa 14.930,00€ e ainda é possivel acrescentar opções como capas dos retrovisores de outras cores, listas desportivas na carroçaria, luzes de iluminação LED vermelhas nos lugares dianteiros e traseiros, LED reflectores nas portas com o LOGO da KIA, protector de bagageira em borracha, entre outros. O KIA Picanto 1.0 T-GDI tem 7 anos de garantia como toda a gama KIA e paga de IUC: 101,49€.

Artigo anterior

Estas são as novidades do salão automóvel de Genebra!

Artigo seguinte

Jeep Cherokee 2.0 Multijet 140cv: Maus caminhos em classe executiva!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *