Noticias

Novo Toyota Corolla chega a Portugal com preços a partir dos 21.299,00€!

A CarZoom esteve na apresentação nacional do Toyota Corolla. Aquele que é o familiar compacto mais vendido do mundo foi renovado e traz novos argumentos que não deixam ninguém indiferente. Nova plataforma, novas motorizações e um design concebido para os Europeus!

O Toyota Corolla foi lançado em 1966 e desde então tem vindo sempre a crescer no que toca às vendas a nível mundial. Actualmente o modelo histórico para a marca tem já mais de 45 milhões de unidades vendidas.

A nova proposta da Toyota é dotada com varias alternativas em termos de carroçarias e motorizações, ressuscitando um nome que traz muitas histórias para contar, além da confiança.

O novo Toyota Corolla tem a versão hatchback de 5 portas, versão carrinha e versão sedan, numa tentativa de agradar a Gregos e Troianos e preencher as necessidades de cada cliente. Contamos com duas carroçarias hatchback e carrinha com um estilo mais jovem e extrovertido, enquanto a versão sedan adopta um design mais sóbrio e conservador. As diferenças estão à vista, assim como as melhorias no design face ao antecessor “Auris”.

No aspecto exterior da versão hatchbak e carrinha temos uma frente mais futurista e agressiva, com uma grelha dianteira preta de grandes dimensões com um lábio dianteiro criado pela interrupção das linhas do pára-choques e temos o emblema da Toyota a azul reforçando a motorização híbrida. O capô é mergulhante, o pára-brisas é inclinado e o tejadilho desce ligeiramente até à traseira. A linha de cintura é elevada q.b, deixando espaço para os vidros laterais que permitem uma maior visibilidade e entrada de claridade no interior. A traseira elegante e subida, deixa pouco espaço ao óculo traseiro, tem farolins rasgados e um pára-choques que influência as linhas de design da tampa da bagageira que lhe dão alguma continuidade. No caso do hatchback em certas versões temos embelezadores que imitam duas saídas de escape.

Já a versão sedan tem linhas mais sóbrias, com uma grelha dianteira mais pequena, uma linha de cintura mais subida e direita, um capô mais vincado e ópticas e farolins com um design mais conservador. Na traseira as aberturas do pára-choques são mais evidentes e conferem um estilo mais especifico.

No interior temos mais espaço e um grande salto de qualidade no que toca aos materiais e montagem. Temos materiais emborrachados em praticamente todo o tablier, aplicações em couro na consola central e forros das portas e ainda temos direito a assentos mais ergonómicos e desportivos que oferecem maior conforto e apoio lombar. Outros acabamentos incluem pesponto no tablier e portas, aplicações a preto brilhante, cromadas e alumínio escovado.

No que toca a espaço na bagageira a carrinha tem 581 Litros, a versão berlina de 5 portas tem 313 Litros, enquanto o sedan tem 368 Litros.

O design está mais limpo, não há botões em excesso, temos entradas USB e auxiliares bem disfarçadas e um apoio de braço com pouca arrumação, mas que não é demasiado “saliente” ao ponto de incomodar a condução, para compensar o porta-luvas tem um espaço generoso de arrumação. A pega do volante está melhor e o sistema de navegação e multimédia melhor colocado no topo da consola central.

No equipamento das versões mais “abastadas” temos ar-condicionado automático de dupla-zona com saídas para os lugares traseiros, assentos aquecidos em couro, painel de instrumentos digital, sistema de navegação e multimédia em ecrã de 9 polegadas, portão traseiro automático (carrinha), ópticas Full-Led, farolins LED, chave mãos-livres, modos de condução (Eco, Normal e Sport), controlo por voz, cruise-control adaptativo, aviso de transposição involuntária de faixa, aviso de ângulo morto, câmara de ajuda ao estacionamento, Head-Up Display, entre outros.

No que toca ao sistema de navegação e multimédia este já se encontra preparado para o Android Auto e Apple CarPlay, mas continua a ser algo lento e a requerer alguma habituação, não sendo dos sistemas de navegação e multimédia mais intuitivos. As informações relativas ao sistema híbrido ajudam-nos a uma melhor condução e aproveitamento deste tipo de automóvel.

O painel de instrumentos digital é dos mais completos do segmento, tem informação para dar e vender, tanto ao nível de consumos e dados de viagem e manutenção, como multimédia, ajuda ao estacionamento, sistemas de ajuda à condução e informações acerca do fluxo de energia e aproveitamento da travagem regenerativa.

A posição de condução está melhor, estamos agora mais próximos do chão, o que não aflige quem gosta de guiar com uma posição mais elevada, devido à configuração do assento e coluna de direcção. A pega do volante está melhor, o que nos aumenta o prazer de condução.

No que toca ao comportamento há agora menos deslizamento da carroçaria, um pisar mais firme e comunicativo da estrada e uma direcção mais directa. O centro de gravidade está mais baixo cerca de 10mm, a carroçaria sofreu um aumento de rigidez na ordem dos 60%, enquanto a suspensão sofre agora menos 40% de fricção e é independente no eixo traseiro.

No campo das motorizações temos uma motorização de entrada de gama a gasolina 1.2 Litros Turbo disponível no hatchback e carrinha nas versões Active, Comfort e Comfort+Pack Sport. Esta motorização tem 116cv de potência às 5600rpm e 185Nm de binário entre as 1500rpm e as 4000rpm. Com esta motorização a aceleração dos 0 aos 100km/h ocorre em cerca de 10 segundos e a velocidade máxima é de 200km/h. Estes valores variam consoante a carroçaria carrinha ou hatchback. Os consumos anunciados rondam os 5,6 Litros a cada 100km.

Há também duas novas motorizações híbridas 1.8 Litros e 2.0 Litros. A primeira está disponível nas 3 carroçarias, enquanto o motor 2.0 Litros volta a estar disponível apenas na versão carrinha e hatchback. O motor 1.8 Litros tem 122cv de potência combinada com 142Nm de binário, a potência é enviada para as rodas através da tradicional caixa CVT a que a Toyota já nos habituou. Com esta receita podemos esperar uma aceleração dos 0 aos 100km/h em 10,9 segundos e uma velocidade máxima de 180km/h. Os consumos anunciados rondam os 3,5 Litros a cada 100km. Esta motorização está disponível nas versões Active, Comfort, Comfort+Pack Sport, Square Collection e Exclusive.

A grande novidade é o motor híbrido com 2.0 Litros que surge com uma potência de 180cv e 191Nm de binário, que são enviados para as rodas através de uma caixa automática shiftmatic de 6 velocidades. Com esta receita a aceleração dos 0 aos 100km/h ronda os 7,9 segundos e a velocidade máxima mantém-se nos 180km/h. Os consumos combinados anunciados são de 3,8 Litros a cada 100km. Esta motorização está disponível nas versões Square Collection, Exclusive e Luxury.

No que toca a preços o hatchback está disponível a partir dos 21.299,00€ e a carrinha está disponível a partir dos 22.499,00€, ambos na versão Active com o motor 1.2 a gasolina. O motor 1.8 Híbrido começa nos 25.990,00€ na carroçaria hatchback e 27.190,00€ para a versão carrinha com as versões topo de gama a custarem 31.815,00€ e 33.215,00€ respectivamente. O sedan está disponível apenas com a motorização híbrida 1.8 Litros com preços a começar nos 28.250,00€. A motorização híbrida 2.0 Litros tem o custo de 2.870,00€ a mais face ao motor 1.8 Litros.

Artigo anterior

1 dos apenas 14 Porsche 968 Turbo S produzidos está à venda!

Artigo seguinte

Campeões do mundo na Apresentação do Estoril Classics 2019

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.