Comunicados de ImprensaNoticias

Novos sistemas de assistência obrigatórios a partir de julho: Os automóveis Opel estão preparados

  • A segurança em primeiro lugar: Muitos sistemas de assistência já propostos de série no bem-sucedido Corsa.
  • Melhor visão: Iluminação Intelli-Lux Pixel HD com mais de 50.000 elementos no novo Grandland.
  • Sempre um passo à frente: Os modelos Opel sempre apresentaram tecnologias inovadoras.

Novos sistemas de assistência obrigatórios a partir de julho: Os automóveis Opel estão preparados 17

A partir de 7 de julho de 2024, a União Europeia tornará obrigatórios sistemas de assistência adicionais para os novos registos de automóveis de passageiros (classe M1) e veículos comerciais ligeiros (classe N1). O objetivo é reduzir o número de acidentes nas estradas e, assim, salvar vidas. A Opel está bem posicionada neste domínio. Para os modelos de automóveis de passageiros, do Corsa ao Combo, do Mokka e Astra ao Grandland, bem como para a nova geração de veículos comerciais ligeiros (VCL) Opel Combo, Vivaro e Movano, o fabricante oferece numerosos assistentes eletrónicos avançados que tornam a mobilidade mais segura para os condutores e passageiros, bem como para todos os outros utilizadores da estrada. Os novos furgões VCL da Opel serão futuramente equipados com até 21 sistemas de assistência – liderando o segmento. E mesmo no pequeno bestseller Corsa, muitos sistemas já estão integrados de série, muito antes dos requisitos legais. “A segurança em primeiro lugar” é o lema da Opel no desenvolvimento de novos veículos: isto é mais uma vez demonstrado pelo novo Opel Grandland, recentemente introduzido, que estará brevemente disponível para encomenda, por exemplo, com a sua iluminação Intelli-Lux Pixel HD líder de mercado. A segurança é uma tradição na Opel e tem-no sido ao longo de 125 anos de produção automóvel em Rüsselsheim.

Novos sistemas de assistência obrigatórios a partir de julho: Os automóveis Opel estão preparados 18

Travagem de emergência, assistente de manutenção na faixa de rodagem, assistente de velocidade: já de série na Opel

Para além dos sistemas que há muito são exigidos por lei, os automóveis novos matriculados a partir de julho também têm de ter assistentes adicionais a bordo. Estes incluem o assistente de travagem de emergência, o assistente de velocidade inteligente, o sistema de aviso de saída da faixa de rodagem, o assistente de marcha-atrás e a deteção de sonolência. Uma luz de travagem de emergência e um gravador de dados do tipo “caixa negra” também fazem parte das características obrigatórias no futuro.

Há anos que a Opel oferece muitos dos sistemas mencionados nos seus modelos. As características de segurança da marca com o Blitz não são uma questão de classe de veículo. Mesmo o mais pequeno do portefólio, o automóvel pequeno mais vendido na Alemanha há vários anos, o Opel Corsa, oferece inúmeros sistemas de assistência de série. A extensa gama de assistentes eletrónicos modernos já inclui:

  • Alerta de colisão frontal com travagem automática de emergência e deteção de peões: Monitoriza a distância para o veículo da frente. Se o Corsa se aproximar demasiado depressa de um veículo da frente ou de um peão, o condutor é informado através de um sinal sonoro de aviso e de uma indicação no ecrã de informação do condutor. Em caso de risco de colisão, o sistema inicia uma travagem de emergência e, a velocidades inferiores a 30 km/h, até à imobilização total. O sistema também está disponível em combinação com a deteção de ciclistas.
  • Controlo de velocidade de cruzeiro inteligente com limitador: Em conjunto com o reconhecimento de sinais de trânsito, o sistema permite ajustar rapidamente a velocidade.
  • Assistência à manutenção na faixa de rodagem: Se o condutor sair involuntariamente da faixa de rodagem (entre 65 e 180 km/h), surge uma luz indicadora no ecrã de informação ao condutor. O assistente de manutenção na faixa de rodagem também chama a atenção para o perigo, contrariando temporariamente a direção de forma suave. Como opção, o Corsa e os restantes modelos também podem ser equipados com o Assistente ativo de manutenção na faixa de rodagem. Este mantém ativamente o veículo na posição previamente selecionada dentro da faixa de rodagem, através de uma contra direção suave e contínua (é obrigatório ter as duas mãos no volante).
  • Deteção de sonolência: O sistema deteta sinais de fadiga no condutor com base no comportamento da direção e na duração da viagem e emite um aviso visual e acústico que aumenta em três fases.
  • Luz de travagem adaptativa e
  • Assistente de estacionamento na retaguarda.

Novos sistemas de assistência obrigatórios a partir de julho: Os automóveis Opel estão preparados 19

Os sistemas adicionais proporcionam uma visão ainda mais abrangente durante as manobras, incluindo a combinação de sensores de estacionamento dianteiros e traseiros com aviso audiovisual e a câmara de visão traseira de 130 graus ou, opcionalmente, de 180 graus (também a câmara de 360 graus no Astra e no Grandland). Além disso, o alerta de ângulo morto lateral, que é de série ou opcional, dependendo do nível de equipamento, aumenta ainda mais a segurança com um símbolo no respetivo espelho exterior que avisa da aproximação de veículos. Adicionalmente, o assistente automático de velocidade com função de paragem, opcional, assegura que a velocidade definida e a distância para o veículo da frente são mantidas de acordo com a situação do trânsito. O automóvel trava automaticamente se necessário e volta a acelerar assim que a distância para o veículo da frente aumenta novamente. Em combinação com a transmissão automática, o sistema também tem uma função Stop & Go, para que o veículo seja automaticamente travado até à paragem em caso de perigo e possa seguir autonomamente o veículo da frente, mesmo em engarrafamentos.

O bestseller da classe dos compactos, o Opel Astra, e o topo de gama SUV Grandland combinam muitos dos assistentes acima mencionados no sistema Intelli-Drive e expandem a gama para incluir o sistema de alerta de tráfego transversal traseiro. Este sistema utiliza sensores de radar para detetar objetos em movimento ao fazer marcha-atrás (desde peões e ciclistas a motociclos, automóveis e camiões) e avisa com sinais visuais e acústicos.

Uma iluminação ótima da estrada à frente é crucial para uma viagem segura e descontraída em condições de visibilidade reduzida. A Opel tem sido pioneira nesta área há vários anos com a sua tecnologia Intelli-Lux adaptativa, que está agora a ser utilizada pela primeira vez no novo Combo. A mais recente inovação de iluminação de Rüsselsheim está a celebrar a sua estreia no novo Opel Grandland: a luz Intelli-Lux Pixel Matrix HD, líder de mercado. Pela primeira vez, o sistema tem mais de 50.000 elementos e permite uma distribuição de luz de alta resolução. Dependendo da situação do tráfego, a câmara deteta os utilizadores da estrada à frente e o tráfego em sentido contrário, e a luz Intelli-Lux Pixel Matrix HD filtra-os de forma ainda mais precisa do que as anteriores tecnologias de luz matricial. O sistema proporciona uma distribuição de luz ainda mais brilhante e uniforme, sem encandeamento para os demais utilizadores.

Novos sistemas de assistência obrigatórios a partir de julho: Os automóveis Opel estão preparados 20

Segurança para todos: Novos Grandland, Astra, Corsa e Co. na melhor tradição Opel

Oferecer os mais elevados padrões de segurança para todos – é isso que a marca Opel sempre defendeu. Isto começou há 125 anos com o Opel Patentmotorwagen “System Lutzmann”, que tinha uma direção controlada por corrente para um funcionamento suave e preciso. Nos anos e décadas seguintes, seguiram-se desenvolvimentos como o Opel 10 PS com travões às quatro rodas e a carroçaria monobloco totalmente em aço do Opel Olympia 1935.

O Opel Rekord C foi também uma inovação em 1967 – com molas helicoidais no eixo traseiro, travões de disco à frente, servofreio e, acima de tudo, a direção de segurança Opel, em que a coluna de direção rebatível protegia contra ferimentos graves na cabeça e no peito em caso de colisão. Já em 1973, o fabricante equipou todos os modelos com cintos de segurança de série. No Opel Astra F, os tensores dos cintos de segurança asseguravam que o cinto era apertado até 16 centímetros em milésimos de segundo em caso de impacto, mantendo assim o passageiro em segurança no seu lugar.

Em 1993, o Corsa B celebrou uma dupla estreia de segurança acrescida: reforços duplos de vigas de aço nas portas para proteção contra impactos laterais e o airbag de tamanho normal para o condutor minimizaram ainda mais o risco de ferimentos. Em 1995, a Opel foi o primeiro fabricante de automóveis alemão a introduzir airbags de tamanho normal para o condutor e passageiro da frente como equipamento de série em todos os automóveis novos.

Artigo anterior

Nissan ARIYA: o crossover 100% elétrico renova competitividade e está disponível a partir de 34.106 euros

Artigo seguinte

Polestar acrescenta tração traseira à gama Polestar 3

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.