Ensaios

Mitsubishi Space Star: O Top do Low-Cost!

No fim-de-semana passado ensaiamos o Mitsubishi Space Star. Um automóvel simpático, com um bom nível de equipamento por um preço nada exagerado, dotado de fiabilidade e com um motor de 3 cilindros bastante interessante.

O aspecto exterior do Mitsubishi Space Star está longe de ser feio, tem um design desportivo vincado pelo spoiler traseiro com luz de stop em LED, luzes diurnas, vidros traseiros escurecidos, jantes de 15 polegadas com pneus 175/55 R15 que nos transmitem uma ideia de “baixo perfil” e jantes com um design bastante desportivo e atraente.

Mitsubishi Space Star 1

O interior, existe uma qualidade de materiais que se adequa ao preço do automóvel, no entanto, tem uma boa qualidade de montagem, o que é fundamental a longo prazo, no que toca a barulhos parasitas e problemas. De um modo geral, o interior é acolhedor, tem uma boa conjugação de cores, linhas sóbrias e espaço para as pernas, 2 adultos conseguem ir sentados nos assentos traseiros sem problemas. O painel de instrumentos, fornece a informação necessária e tem um desenho algo interessante, a “folha eco” vai colocando luz verde consoante a nossa aceleração, para nos ajudar a poupar combustível. Os comandos de rádio no volante, ajudam-nos a focar na condução e o rádio não é mau, é apenas, um pouco confuso no que toca ao emparelhamento do bluetooth.

O Mitsubishi Space Star conta com botão de ignição, a chave é mãos livres e tem sensores de chuva e de luminosidade. O ar-condicionado automático é de série, assim como o cruise control e os retrovisores eléctricos.

Os 235 litros de espaço na bagageira, não dão de certeza para transportar um frigorífico, no entanto o rebatimento dos assentos traseiros ajuda-nos com o transporte de objectos um pouco maiores. Ainda assim continua a ter uma bagageira mais pequena que a dos concorrentes.

Mitsubishi Space Star 6

A posição de condução é agradável e transmite boa visibilidade, o Mitsubishi Space Star agarra-se bem à estrada e não precisa de pedir licença a uma roda para mexer a outra.

Falando do motor 1.2 de 3 cilindros com 80cv e sistema de start&stop, podemos dizer que nunca pensamos ficar tão surpreendidos. O consumo médio é bastante baixo, ronda os 5 Litros. O andamento é de fazer inveja a alguns dos concorrentes que possuem motores sobrealimentados, e para além de não ser sobrealimentado é tipicamente japonês. Quando damos asas à rotação torna-se realmente nervoso e não precisamos de recorrer à caixa de velocidades para ultrapassar, os 106Nm de binário chegam e sobram.

Mitsubishi Space Star 28

O depósito é de 35 Litros, o pé escolhe se fica vazio mais depressa ou mais devagar, porque quando nos entusiasmamos com o barulho do motor, os consumos naturalmente acompanham o esmagamento do pedal direito.

Na segurança, o Mitsubishi Space Star conta com sistema de ajuda ao arranque em subida, 6 air bags, sistema de sinalização de travagem de emergência e monitorização da pressão dos pneus.

Mitsubishi Space Star 11

A versão ensaiada e única, tem um preço chave na mão de 13.770,00€, um preço campanha que ronda os 11.750€(com financiamento), garantia de 5 anos ou 100.000km e paga de imposto único de circulação (sob consulta).

Tiago Neves

Artigo anterior

Hyundai revela novas fotos do Hyundai IONIQ

Artigo seguinte

Volvo S60 chega aos mercados em 2017!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.