NoticiasTestes

KIA Proceed GT Line 1.0 T-GDI: A carrinha desportiva da familia!

Para muitos petrolhead constituir família significa trocar o carro mais desportivo de solteiro, por um automóvel mais espaçoso para preencher as necessidades da família. A Nova KIA Proceed mostra que não é preciso ter um automóvel aborrecido para transportar a esposa e os miúdos. Esta nova “shooting break” da KIA tem espaço para dar e vender e ainda consegue proporcionar prazer de condução.

Há muito tempo que as carrinhas não são sinónimo de automóveis aborrecidos. Tornaram-se praticas, bonitas, cada vez mais desportivas e com conduções semelhantes às de uma berlina. Contudo, quando nos apresentam a nova KIA Proceed, a nossa definição de carrinha familiar fica inserida noutros moldes, onde o aspecto desportivo nos faz tentar convencer a mulher de que este é o automóvel ideal!

A KIA Proceed rompe com as linhas tradicionais de uma carrinha. Temos um automóvel comprido e coupé, com uma grande bagageira. O estilo shooting break proporciona um vislumbre do desportivo que gostaríamos de ter enquanto solteiros, mesmo que sejamos agora obrigados a adoptar um automóvel espaçoso.

Esta nova aposta da marca Coreana dá nas vistas, não só pelo estilo deslumbrante, como também pelo aspecto premium recheado de pormenores dignos de um verdadeiro desportivo. Temos um capô baixo, desportivo e mergulhante, ópticas rasgadas, aplicações a preto brilhante e alumínio escovado no pára-choques dianteiro, grelha dianteira de dimensões generosas e lábio dianteiro saliente. A linha de cintura é muito elevada e curvilínea, o tejadilho é muito inclinado assim como o pára-brisas e ainda temos saias laterais com aplicações a preto e alumínio que acentuam o aspecto desportivo e moldura cromada em torno dos vidros laterais. Na traseira temos um spoiler de dimensões generosas e uma luz de 3º stop invulgar, um óculo traseiro inclinado que dá inicio à traseira elegante e saliente. Ainda na traseira temos ópticas delgadas que se unem por um feixe de LED, temos extractores de ar a preto brilhante nas extremidades do pára-choques e por último um difusor preto brilhante que alberga das saídas de escape simuladas.

No equipamento exterior temos ópticas Full-LED, faróis de nevoeiro, farolins LED, vidros traseiros escurecidos, jantes de 17 polegadas com 5 raios em “Y” envolvidas em pneus 225/45 R17, chave mãos-livres, retrovisores exteriores com recolhe eléctrica, luzes de boas-vindas, antena shark, portão traseiro automático, entre outros.

Passando ao interior a acessibilidade não é a melhor. Devido ao formato da carroçaria, um condutor mais alto pode ter alguma dificuldade na entrada na KIA Proceed. A inclinação contínua do tejadilho, faz com que tenhamos de ter uma atenção redobrada à cabeça na altura de entrar no automóvel. Esta situação aplica-se ainda mais quando falamos de condutores e passageiros de estatura mais alta, mesmo quando o assento do condutor e passageiro estão com a altura mínima, o espaço para entrar torna-se curto quando o corpo avança ou recua demais.

Os materais utilizados no interior surpreendem pela positiva e estão ao nível de alguns premium. Falamos de aplicações metálicas que são mesmo metal e material emborrachado acima do nível da cintura que ainda é adornado com pesponto, oferecendo um aspecto mais requintado e luxuoso e nas portas temos couro. Quando descemos da consola central, inicia-se uma pequena desilusão, uma vez que o preto brilhante utilizado no túnel central risca-se com alguma facilidade, dando a essa área do interior um aspecto descuidado que não condiz com a boa qualidade de construção e restantes materiais. O design convence bastante, uma vez que é desportivo, moderno e envolvente.

No equipamento interior desta versão GT Line há assentos desportivos específicos desta versão, ar-condicionado automático de dupla-zona com saídas para os lugares traseiros, carregador de smartphone por indução, botão start da ignição, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, sensores de estacionamento dianteiros, pedais em alumínio, volante desportivo “GT Line” em couro, cruise-control, limitador de velocidade, controlo por voz, tejadilho panorâmico (opcional 950€), sensores de chuva e luminosidade, travão de parque eléctrico, sistema de navegação e multimédia em ecrã de 8 polegadas com boa definição e computador de bordo em ecrã TFT de 3,5 polegadas.

O sistema de navegação e multimédia do KIA Ceed é dos melhores do segmento, para além de contar com serviços conectados e actualizações durante 6 anos, está preparado para o Android Auto e para Apple CarPlay, é extremamente fácil de utilizar, mesmo para quem não está habituado a este tipo de sistemas. Tem também a vantagem de ser extremamente completo, ao oferecer informações de trânsito em tempo real e aplicações.

Na Kia Proceed viaja-se relativamente à vontade nos lugares dianteiros e traseiros. Os assentos são ergonómicos, apesar do estilo desportivo não têm um apoio lombar excessivo, que pode prejudicar pessoas com maior estatura física.

O painel de instrumentos apresenta informações de forma clara e o computador de bordo é extremamente completo, dando-nos dados de viagem e consumos, dados de manutenção do automóvel, alertas dos sistemas de ajuda à condução, monitorização de pressão dos pneus, dados da multimédia e da navegação, configurações do automóvel, entre outros.

No lugar do condutor sentimo-nos totalmente envolvidos, pois temos uma consola central focada na tarefa da condução, comandos intuitivos e bem colocados e a cereja no topo do bolo são os pedais desportivos em alumínio e o volante com uma pega extraordinária. A visibilidade para trás não é a melhor, devido ao curto óculo traseiro, mas nada que nos aflija.

Se pensam que a KIA Proceed é um automóvel feito apenas de um excelente design enganam-se redondamente. Das marcas generalistas, esta é a carrinha que mais prazer nos deu conduzir nos últimos tempos e há explicação para isso. Para além do interior envolvente, a direcção é directa, a caixa de velocidades é agradável, o chassi é muito competente e as suspensões têm uma afinação capaz de proporcionar conforto e um comportamento desportivo q.b, tornando a KIA Proceed num automóvel extremamente comunicativo no que toca a reacções à condução.

Debaixo do capô da versão que ensaiámos estava o motor 1.0 Turbo GDI de 3 cilindros a gasolina. Este motor tem 120cv de potência às 6000rpm e 172Nm de binário entre as 1500rpm e as 4000rpm. Este motor oferece andamentos satisfatórios, devido ao regime alargado de binário, em que se sente uma reposta agradável desde regimes mais baixos até ao final dos médios regimes. A potência é enviada para as rodas dianteiras através de uma caixa manual de 6 velocidades agradável de utilizar e bem escalonada.

Apesar de ser o motor de entrada de gama, este é agradável de conduzir, embora não seja um motor propriamente económico. Com boa vontade no nosso ensaio conseguimos médias de 7,5 Litros a cada 100km, mas basta colocar o pé direito em posição mais horizontal e os consumos disparam para valores acima dos 8 Litros.

Com esta receita a KIA Proceed atinge os 100km/h em 11,1 segundos e a velocidade máxima é de 190km/h.

Na segurança a KIA Proceed contava com aviso de transposição involuntária de faixa com correcção de volante, luzes de máximos automáticas, monitorização da pressão dos pneus, sistema de alerta do condutor, aviso de colisão frontal, sistema de ajuda ao arranque em subida, entre outros.

No que toca a preços a KIA Proceed começa nos 25.090,00€ (preço com campanha de lançamento). A versão ensaiada tinha pintura metalizada e tejadilho panorâmico, por isso, tem o preço de 26.488,00€. (Preço Campanha). Não podemos deixar de realçar os 7 anos de garantia e os 6 anos de serviços conectados. A KIA Proceed com o motor 1.0 Turbo GDI paga de IUC: 102,81€.

Artigo anterior

Novo Audi RS 4 Avant já chegou a Portugal!

Artigo seguinte

SPOTICAR: A nova marca de veículos usados do Grupo PSA!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.