Noticias

Grupo FCA poderá vender Alfa Romeo e Maserati.

A economia do Grupo FCA não está a passar por uma boa fase. Para fazer frente aos tempos mais difíceis o grupo FCA poderá vender a Alfa Romeo, a Maserati, e ainda a Magnetti Marelli.

De acordo com um relatório da Forbes, a venda das 3 marcas serve para colmatar algumas dividas com valores que tem tendência a subir e a prejudicar o estado financeiro do grupo.

A FCA fechou o ano de 2016 com uma divida de 6,6 biliões de Euros. O que não ajudou foram algumas chamadas de automóveis à oficina para corrigir alguns erros e as multas por parte de alguns reguladores governamentais.

Para melhorar a situação financeira do grupo deixaram de ser vendidos o Dodge Dart e o Chrysler 200 sedan mais pequenos, para se dar lugar à produção de SUV´s e automóveis mais rentáveis. No entanto, não se sabe ainda se será suficiente para evitar a venda das 3 marcas.

O Grupo FCA foi criado em 2014, quando o grupo Fiat “resgatou” o grupo Chrysler da falência, a fusão resultou no actual FCA Group. A Janeiro de 2015 a Ferrari tornou-se uma “empresa à parte”.

O lançamento do Alfa Romeo Stelvio e do Maserati Levante poderão ajudar a FCA economicamente, uma vez que fazem de um dos actuais segmentos mais vendidos.

A Volkswagen é uma das marcas que sempre revelou interesse em adquirir a Alfa Romeo. Com o escandalo das emissões de CO2 também a Volkswagen foi “obrigada” a apertar o cinto.

A Magneti Marelli é um fornecedor de componentes electrónicos não apenas para as marcas do Grupo FCA, mas também para outras marcas concorrentes. A Magnetti Marelli realiza dezenas de biliões de negócios a cada ano, e sua venda apenas poderia ser suficiente para restaurar a rentabilidade no grupo FCA.

Tiago Neves

Artigo anterior

BMW M1 "perdido" num celeiro há 34 anos!

Artigo seguinte

Aston Martin DB4 GT Lightweight: O Inglês que bateu o pé à Ferrari!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.