ArtigosEnsaios

Mitsubishi Outlander PHEV: Polivalência ecológica!

Estivemos ao volante de um automóvel verdadeiramente impressionante. Estamos a falar do Mitsubishi Outlander PHEV que é um carro que nos satisfaz em todos os aspectos. Um verdadeiro salto, que demonstra a quem ainda tinha duvidas que a marca nipónica sabe como conceber automóveis dignos de registo!

O design dos automóveis da Mitsubishi está longe de ser deslumbrante. No entanto, também não podemos dizer que sejam automóveis desagradáveis, muito pelo contrário. O novo Mitsubishi Outlander é um automóvel elegante, com classe, que inspira robustez à sua passagem.

Equipado com ópticas FULL LED, vidros traseiros escurecidos, aplicações em alumínio, barras longitudinais, Luzes de Stop em LED, faróis de nevoeiro e jantes de 18 polegadas com pneus 215/70. O Mitsubishi Outlander conta com um ar premium capaz de “envergonhar” alguns SUV “premium” do segmento. Os “bagdes” PHEV e EV não deixam enganar. Esta é a versão ecológica do Mitsubishi Outlander!

Ao equipamento acima mencionado adicionamos chave mãos-livres, portão traseiro automático, câmaras de ajuda ao estacionamento, luz de stop para a travagem regenerativa, alerta acústico para peões e sensores de chuva e luminosidade.

O Mitsubishi Outlander não convence apenas pelo design exterior arrojado. A qualidade dos materiais e construção surpreende pela positiva, com um “luxo” bastante notável no interior. Existe uma utilização cuidada nos materiais e isso faz com que o ambiente a bordo seja verdadeiramente agradável. A isto juntamos um espaço a perder de vista, “amplitude” suficiente para viajarmos perfeitamente à vontade, com tudo o que precisamos… Até porque a bagageira conta com 463 Litros de capacidade.

Os assentos são ergonómicos e confortáveis, assim como o volante que tem uma boa pega. Os comandos podiam estar mais à mão, não faz sentido o botão do computador de bordo estar à esquerda do volante inserido no tablier. O sistema de navegação e multimédia envolve alguma habituação, mas é bom, apresenta bons gráficos e várias funções como: controlo por voz, demonstração do aproveitamento de energia, gráfico da travagem regenerativa e carga da bateria, autonomias e médias de combustivel, assim como funções normais de navegação, climatização (dupla-zona), multimédia, rádio e manutenção.

Já o painel de instrumentos apresenta muita informação de fácil leitura que se torna muito útil, principalmente quando toca a aproveitar a energia e o sistema de travagem regenerativa. Do lado esquerdo contamos um ponteiro que nos ajuda a poupar combustível. Consoante a aceleração e travagem, o ponteiro desce até ao modo “charge” (travagem e descidas), eco para uma utilização económica ou power quando queremos usufruir de toda a potência do Mitsubishi Outlander.

Junto ao selector da caixa contamos com 2 modos de condução. O modo “Save” e o modo “Charge”. No modo “Save” o Mitsubishi Outlander Plug-in Hybrid evita a utilização do motor eléctrico de forma a que consigamos poupar ao máximo a carga existente na bateria. Já o modo “Charge” faz com que o motor a gasolina seja o mais utilizado, não só para mover o SUV nipónico como também para carregar as baterias.

O modo “EV” é o modo totalmente eléctrico que nos permite efectuar cerca de 50km sem qualquer ruído ou emissões de CO2. O ideal é carregar o Outlander PHEV todos os dias durante a noite, para que assim consigamos viagens no modo totalmente eléctrico ou quem sabe consumos bastante simpáticos que podem facilmente andar baixo dos 5 litros. O tempo de carga pode ir dos 25 Minutos (carga rápida a 80%) ou 6 horas e 30 minutos numa tomada doméstica.

A potência “total” do Mitsubishi Outlander é de 203cv. Conta com 2 motores eléctricos com uma potência combinada de 82cv e um motor a gasolina com 121cv. O binário combinado é de 327Nm.

O Mitsubishi Outlander gasta tão pouco que conta com um depósito de gasolina de apenas 45 Litros. As médias no nosso ensaio rondaram os 5 Litros a cada 100km com carga na bateria, carga que pode aumentar significativamente se “jogarmos” com as patilhas que se encontram por trás do volante…

O mais (+) e o menos(-) é a força da travagem regenerativa. Nas descidas podemos aumentar a força da travagem regenerativa ou reduzi-la. Sem carregar no pedal do travão o Mitsubishi Outlander vai ficar seguro pela travagem que pode ser coordenada através das patilhas e assim carregar mais ou menos as baterias. Alertamos para o facto das baterias terem uma garantia de 8 anos ou 160.000km o que é bom.

Este SUV Nipónico conta com uma condução agradável e relaxante. A direcção é directa q.b, a caixa é também ela agradável e os motores chegam e sobram para oferecer andamentos entusiasmantes ao grande Outlander. Para tornar a condução mais segura o SUV Nipónico conta com sistema de Motores Gémeos 4 rodas motorizes que coopera com o sistema S-AWC que optimiza o binário e a tracção fornecidos a cada roda. Permitindo uma aceleração mais eficaz e uma condução mais segura.

A suspensão tem uma excelente afinação que permite ao Outlander um bom comportamento em curva, sem existir um “adornar” exagerado por parte da carroçaria. Ao mesmo tempo é confortável o suficiente para que os passageiros não sintam em “demasia” as irregularidades do piso.

O Mitsubishi Outlander é um automóvel bastante inteligente. Não só pelos baixos consumos, mas também pelos benefícios fiscais no IVA e IRC, pela versatilidade, espaço e fiabilidade que é bastante conhecida na marca. A isto acrescentamos o equipamento e o preço da versão ensaiada de 44.280,00€. Preço IUC: (Sob Consulta)

Fotos: José da Palma

Dados técnicos:

Modelo: Outlander
Motor: 2.0-LITROS 16-VÁLVULAS DOHC MIVEC
Potência: 197cv (combinado)
Capacidade depósito de combustível: 45 Litros
Lugares: 5
Espaço de Bagageira: 463 Litros
Posição do motor: Frontal colocado na transversal
Cilindrada: 1998cc
Binário: 332Nm
Tracção: Integral
Tipo de Caixa: Variação continua
Travagem: Discos ventilados na dianteira / Discos traseiros
Direcção: Pinhão e Cremalheira (Assistida Elétronicamente)
Emissões de C02: 41g/km (anunciado)
Peso: 2370kg
Pneus: 215/70R18
Jantes: 18 Polegadas

Artigo anterior

Fomos ao passeio do MX-5 Club Portugal!

Artigo seguinte

BMW 550d xDrive 2018: 4 Turbos e 400cv num diesel!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *