ArtigosEnsaios

Ford Kuga 1.5 TDCi ST Line: Qualidade americana!

O Ford Kuga é muito provavelmente o SUV mais imponente do seu segmento. Adopta um estilo desportivo, elegante, um carácter americano vincado, com qualidade e solidez. Este é o SUV que poucos conhecem e muitos gostavam de conhecer.

Não só pelo aspecto musculado, jovem e desportivo o Ford Kuga atrai. Também o facto de parecer estar num segmento superior ao que está na realidade convence. Poderá estar ao nível dos rivais do segmento mas conta com uma qualidade que ultrapassa as expectativas.

No design exterior contamos com uma grelha bastante “aberta”, ópticas “rasgadas” de dimensões generosas e faróis de nevoeiro colocados de forma meticulosa afim de vincar o aspecto mais desportivo e irreverente. As carroçaria é “atlética e corpulenta” fornecendo a ideia de robustez. A versão que ensaiamos contava com jantes de 18 polegadas. As laterais adoptam saias mais elaboradas e uma linha de cintura mais alta que aumenta a sensação de imponência. Também na traseira o Ford Kuga conta com farolins de grandes dimensões, um difusor de que alberga duas saídas de escape, um aileron traseiro bastante discreto e uma tampa da bagageira mais “recta” e conservadora, ao estilo americano.

De acordo com a Ford, o design dinâmico é também uma mais valia no que toca à aerodinâmica deste SUV americano.

No interior a qualidade e o espaço são a palavra de ordem. Não sendo uma marca premium, não deixa de se destacar das outras marcas generalistas relativamente ao segmento, adoptando um estilo moderno, com muita habitabilidade e espaço de arrumação. Os assentos são ergonómicos, assim como o volante e a maneta da caixa de velocidades, viaja-se confortavelmente em todos os lugares e a bagageira conta com 456 Litros de capacidade.

O design é cuidado e elaborado, cheio de detalhes e pormenores. As saídas da climatização são invulgares e típicas da Ford. O tablier é de grandes dimensões e faz-nos sentir como se estivéssemos a conduzir um mono-volume, aumentando a sensação de segurança.

O sistema de navegação e multimédia é digno da excelência, aparece num ecrã táctil de 8 polegadas e está ligado a 10 colunas Sony (opcional), o que proporciona uma vontade extra de estar dentro deste automóvel. O sistema de “infotainment” Ford Sync 3 conta com um software desenvolvido em conjunto com a Microsoft que oferece: controlo por voz, leitura de SMS em voz alta, chamadas directas para serviços de emergência, navegação, multimédia, entre outros. A qualidade de imagem e boa e o sistema é intuitivo.

Ainda no interior a qualidade da montagem e dos materiais é cuidada, não estando longe das marcas premium.

A Ford é uma das marcas mais antigas do mundo de automóveis. Embora não consiga agradar a gregos e troianos, consegue quase sempre ver realizado um bom produto, e o Ford Kuga não é uma carta fora do baralho. A posição de condução confortável a direcção precisa, a caixa de velocidades bem escalonada e o motor 1.5 Litros TDCi chegam e sobram para fazer uma família feliz.

Apesar dos 12,7 segundos dos 0 aos 100km/h, o motor 1.5 TDCi é um motor “ágil” nas recuperações, embora esteja totalmente focado nos consumos de combustível que andaram muitas vezes abaixo dos 6 Litros a cada 100km no nosso ensaio. A velocidade máxima é de 173km/h.

O chassi do Ford Kuga é bom, o que associado à boa direcção consegue um resultado final interessante. Esta receita traduz-se numa condução agradável e confortável, com excelente comportamento em todas as situações. A configuração de suspensão é mais rígida, mas é bem filtrada pelo conforto dos assentos assentos.

Os sistemas de segurança estão ao nível do segmento: Falamos do cruise-control adaptativo, aviso de transposição involuntária de faixa, aviso de ângulo morto, sistema de estacionamento semi-autónomo, reconhecimento de sinais de transito, alerta de fadiga do condutor, luzes de estrada automáticas e faróis direccionais, para uma melhor visibilidade em curva! Acrescenta também um sistema de travagem activa de emergência.

O Ford Kuga conta ainda com dois sistemas bastante interessantes. Alerta de Trânsito Cruzado que permite ao condutor ser alertado por veículos que não consegue ver quando realiza manobras de estacionamento. O outro sistema é o Ford My Key que permite ao proprietário do automóvel limitá-lo em termos de velocidade e volume do rádio, fazendo assim com que o mesmo se sinta menos preocupado quando cede o automóvel a outro condutor.

O Ford KUGA ST-Line ensaiado tem o custo de 34.552€ a versão Businees (base) está disponivel a partir dos 29.977€. Desconto de 2500€ com financiamento e 1000€ de oferta em opcionais. As emissões de CO2 do Ford Kuga rondam as 146g/km, por isso, paga de IUC: 176,72€.

Fotografias: José da Palma

Artigo anterior

Hyundai i30 N ataca Nurburgring uma ultima vez antes da produção! (vídeo)

Artigo seguinte

Novo KIA Picanto: Para a cidade como um peixe na água!

1 Comentário

  1. Manuel Rebelo
    2 Junho, 2017 a 11:44 — Responder

    O artigo tem um lapso, as emissões que refere (146g/km) deverão ser do motor 2.0 ou do 1.5 Ecoboost, o motor do ensaio 1.5 TDCI, emite 120g/km e paga IUC de 143.17€ (acabei dem pagar o imposto de um Kuga 1.5TDCI, e foi esse o valor de IUC que paguei).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *