ArtigosEnsaios

Ford Fiesta 1.0 Ecoboost ST Line: Espírito ST!

Ainda há pouco tempo o Ford Fiesta tinha um aspecto menos engraçado e era preciso um motor 1.25 Litros para debitar uns vivos 75cv de potência. Nos tempos que correm, a Ford aposta tudo nos motores Ecoboost e na nova linha “ST Line” que proporcionam um aspecto atraente, prestações vivas e consumos excepcionais.

Não podemos esquecer que a actual geração do Ford Fiesta está de saída, pois conta já com quase 10 anos. Ainda assim continua a dar cartas no segmento, não só ao nível do aspecto atraente mas também ao nível da qualidade e das motorizações premiadas em vários cantos do mundo.

A versão “ST Line” oferece ao Ford Fiesta um aspecto mais musculado e atraente, que convence não só os maiores “petrolheads” como também as pessoas que o vêem a passar na rua. O estilo “WRC Junior Academy” junta-se a uma civilizada carroçaria de 5 portas mais apropriada para o uso quotidiano, mas podemos ser “fieis” ao desporto e adoptar a carroçaria de 3 portas.

Esta nova aposta “ST” veio seguir as linhas mais desportivas, mas não extremas adoptadas por outras marcas, naquilo que é uma espécie de fenómeno do mercado automóvel. Este corte desportivo assentou que nem uma luva a este modelo que conta quase com uma década, oferecendo-lhe jantes de 17 polegadas com pneus 205/40, uma frente mais desportiva dotada com uma grelha preta de grandes dimensões e um pára-choques mais desportivo, tejadilho preto (opcional), capas dos retrovisores, saias laterais e um pára-choques traseiro que alberga um difusor digno do WRC. O aileron traseiro quase serve de mesa de pequeno almoço e faz-nos lembrar automóveis da marca que noutros tempos utilizavam grandes asas traseiras. Os “badges” “ST Line” estão presentes um pouco por toda a carroçaria.

Quando chegamos ao interior temos um design com uma quantidade de botões algo “exagerada”. No entanto, o Ford Fiesta é um modelo de confiança, na medida em que encontramos materiais agradáveis ao toque, construção cuidada e feita para durar. Ao contrário do que acontece alguns utilitários do segmento. Nesta versão ST Line, recebemos um volante em pele perfurada, uma maneta da caixa de velocidades em alumínio, pedais em alumínio e assentos com melhor apoio lombar e decoração mais desportiva. As soleiras das portas também mereceram os “dizeres” ST Line.

O Ford Fiesta é possuidor de um interior que ainda consegue dar cartas no segmento e que nos oferece tudo o que precisamos. O espaço nos lugares dianteiros e traseiros é suficiente. A bagageira conta com 290 Litros de capacidade.

O sistema de navegação e multimédia do Ford Fiesta é pouco intuitivo, a imagem já viu melhores dias, mas não podemos dizer que funcione mal. Antes pelo contrário, contamos com um sistema de som da Sony, um GPS bastante “orientado”, entradas USB, Aux e ligação bluetooth. Juntamos ar-condicionado automático, ajuda ao estacionamento traseiro e apoio de braço com porta-objectos.

A posição de condução é fantástica, sentimos-nos envolvidos nos assentos com pesponto vermelho e em total conexão com o volante desportivo ergonómico e com pele perfurada. Talvez seja pela boa posição de condução e fantástico chassi que gostámos e continuamos a gostar bastante deste utilitário.

O comportamento do Ford Fiesta é formidável, tem um dos melhores, senão o melhor chassi do segmento, que lhe proporciona um comportamento em curva digno de registo. O facto desta versão ST Line ensaiada contar com as jantes 17, também ajuda a “aprimorar” o comportamento e a diversão de conduzir um Ford Fiesta que nos faz lembrar os do WRC Academy.

A este maravilhoso factor acrescentamos uma das mais recentes motorizações da marca americana. Pensávamos que só os italianos seriam loucos o suficiente para colocar um motor 1.7 Litros a debitar 240cv. Mas a Ford provou que sabe como fazer motores ao lançar as novas motorizações 1.0 Litros Ecoboost. Já eram conhecidos os motores 1.0 Litros com 100 e 125cv, mas desta vez a marca americana decidiu colocar “a carne toda no assador”. Este motor Ecoboost 1.0 Litros da versão ensaiada debita 140cv de potência vivos que não se negam a nada, quando toca a esmagar o pedal do lado direito.

Também a caixa manual de 5 velocidades é bem escalonada e não retira o prazer de condução em prol da economia de combustivel, como acontece em alguns utilitários do segmento. No que toca a performance, contamos com uma aceleração dos 0 aos 100km/h em apenas 9 segundos e uma velocidade máxima de 201km/h.

Não podiamos deixar de elogiar os consumos que rondaram os 6,2 Litros no nosso ensaio, sem deixar de fazer o gosto ao pedal do acelerador de vez em quando. Pelo que, se estivermos com a preocupação dos consumos poderá ser automóvel para baixar dos 6 Litros.

O Ford Fiesta é um utilitário de confiança, económico, divertido, bem equipado e com um preço interessante. A versão que ensaiamos contava com todos ou quase todos os extras e tinha o valor de 19.557,00€ (s/despesas). Paga de IUC: 100,08€

Dados técnicos:

Modelo: Fiesta
Motor: 1.0 Litros Ecoboost
Potência: 140cv
Velocidade Máxima: 201km/h
Aceleração 0 – 100 km/h: 9 segundos
Capacidade depósito de combustível: 42 Litros
Lugares: 5
Espaço de Bagageira: 290 Litros
Posição do motor: Colocado na dianteira transversalmente
Cilindrada: 998cc
Binário: 210Nm
Tracção: Dianteira
Tipo de Caixa: Manuel 5 velocidades
Travagem: Discos ventilados na dianteira / Discos traseiros
Emissões de C02: 104g/km
Peso bruto: 1550kg
Pneus: 205/40 R17
Jantes: 17 polegadas

Artigo anterior

Encontro de Ferrari FXX K no circuito de Monza! (Vídeo)

Artigo seguinte

Volkswagen apresenta Up GTI em Worthersee!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *