Artigos

Estivemos na apresentação Europeia do Jeep Compass!

Fomos convidados para a apresentação Europeia da nova aposta da Jeep para o mercado nacional. Chama-se “Compass”, chega em Outubro e vai fazer a vida negra aos seus concorrentes segmento, através de um design imponente e capacidades dignas de registo quando se adoptam caminhos mais acidentados.

A Jeep sempre primou por uma postura bastante “premium” e uma capacidade de Todo-o-terreno fabulosa, com boa reputação em todo o mundo. O Jeep Compass veio para dar cartas nos SUV de segmento “C”, com o objectivo de destronar o actual “rei” do segmento Nissan Qashqai e para elevar os patamares de qualidade e capacidade em fora-de-estrada.

O novo Compass adopta um design jovem, elegante e imponente, com a grelha típica da marca, novas luzes de iluminação diurna em LED e pára-choques com dimensões mais reduzidas, concebidos para um melhor ângulo de ataque na dianteira e traseira. A estes elementos juntamos uma carroçaria “bicolore”, jantes de grandes dimensões e protecções plásticas nos para-choques e saias laterais. Por baixo de todo o Jeep Compass existem protecções metálicas com cerca de 3mm de espessura, para que estejamos mais “à vontade” quando chega a altura dos “desvios” mais radicais.

No interior contamos com bons acabamentos e um design simples e agradável. Apesar dos muitos botões na consola central, é um automóvel bastante intuitivo em todo o seu funcionamento e com muito boa imagem. Tanto o ecrã touch de dimensões generosas bem colocado no topo da consola, como no painel de instrumentos que conta com um ecrã LCD, com informação para dar e vender apresentam-se de forma clara, de fácil utilização e com muita informação interessante para consultar.

O sistema UConnect da FIAT herdou da Jeep algumas aplicações focadas no Todo-o-Terreno e na navegação, encontramos a navegação com informação do transito em tempo real, distribuição da tracção, do binário, aceleração, inclinação da carroçaria e até carga da bateria. Temos uma aplicação de auxilio à poupança de combustivel e o que seria já de esperar deste sistema: Rádio, Multimédia, Climatização (Dupla Zona) e até assentos e retrovisores aquecidos que podem ser controlados a partir do sistema de navegação e multimédia.

No espaço, o Jeep Compass surpreende, não à primeira vista, porque a maioria dos espaços de arrumação se encontram algo “escondidos”. À primeira vista, parece ter falta de locais para arrumação. A arrumação nas portas não é generosa, assim como a do apoio de braço, que deixa um pouco a desejar. No entanto, tanto o porta-luvas é generoso, como o assento do passageiro esconde uns quantos litros de arrumação.

O espaço a bordo é bom tanto nos lugares traseiros como nos lugares dianteiros. Contamos com entradas USB e 12v para os lugares traseiros e ainda saídas da climatização. A bagageira conta com 368 Litros com o fundo falso. Quando retiramos o fundo falso, conseguimos 438 Litros de capacidade, que se estendem aos 1251 Litros através do rebatimento dos assentos traseiros.

Para Portugal estarão disponíveis 4 versões: Sport, Longitude, Limited e TrailHawk. Nas motorizações estarão disponíveis 3 motorizações no total, 1 a gasolina e 2 a diesel.

Na gasolina contamos com o motor 1.4 Litros de 140cv ou 170cv, estando o de 140cv disponivel apenas com a caixa manual de 6 velocidades e o de 170cv disponivel apenas com a caixa automática de 9 velocidades.

Nas motorizações a diesel, podemos contar com o já conhecido bloco 1.6 Litros de 120cv com 320Nm de binário, associado a uma caixa manual de 6 velocidades e tracção dianteira. A outra motorização divide-se em 2 níveis de potência 140 e 170cv, o modelo de 140cv poderá estar conectado a uma caixa manual de 6 velocidades ou a uma caixa automática de dupla embraiagem e tracção integral. Já o modelo de 170cv só estará disponivel na caixa automática de 9 velocidades com tracção integral.

Para os modelos com tracção integral aparece um sistema que funciona automaticamente, colocando a tracção nas quatro rodas quando é estritamente necessário. Durante o nosso ensaio com o Jeep Compass TrailHawk 4×4 de 170cv, houve várias subidas de terra que conseguimos realizar apenas com a tracção na dianteira, em caminhos irregulares com algumas pedras e pequenas valas. Este sistema coloca a tracção nas rodas traseiras de forma suave e quase sem nos apercebermos. O gráfico da tracção permite-nos saber se a tracção integral está ou não a ser utilizada.

Para além do modo “automático” da tracção, podemos contar com 5 modos de condução muito específicos para cada situação: Neve, Areia, Lama e Rochas, em que a tracção será utilizada de forma a que o Jeep Compass consiga passar com alguma “leveza”.

Surge ainda a tracção integral em “baixas” para terrenos e situações mais complicadas e o sistema de ajuda à descida em que passamos a preocupar-nos apenas com a direcção, deixando a travagem para o Compass. Este tipo de sistemas são incomuns no segmento e proporcionam ao Compass, uma capacidade em fora de estrada, acima da concorrência.

A circulação em estrada é também ela agradável, embora a suspensão tenha uma configuração algo rígida que se nota ao passar em terreno mais firme e acidentado. O Jeep Compass certifica-se do conforto e segurança a bordo, uma vez que a Jeep não deixou passar ao lado um tema tão importante. O chassi é concebido com apenas uma cabine reforçada que permite uma maior durabilidade e resistência em acidentes de viação, é também mais leve do que os vários elementos, comuns na maioria dos automóveis.

O motor 2.0 Litros diesel de 170cv está associado à caixa de 9 velocidades que é afinada em prol do conforto, pelo que não ficamos encostados ao assento quando esmagamos o pedal do acelerador a fundo. No que toca a consumos não conseguimos ter uma ideia, devido ao facto deste teste ter sido realizado fora de estrada.

Ainda na segurança a Jeep dotou o Compass de sistemas como alerta de proximidade, alerta de transposição de faixa com correcção de volante, cruise-control adaptativo, reconhecimento de sinais de transito e aviso de ângulo morto. Os air-bags estão por todo o lado!

O Jeep Compass chega a Portugal em Outubro, no que toca a preços, ainda pouco ou nada sabemos. Só nos resta aguardar, por este SUV que promete!

Artigo anterior

Motor rotativo da Mazda celebra 50 anos!

Artigo seguinte

Esta é a história mais recente.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *