ArtigosEnsaios

Alfa Romeo Giulia Veloce 280: Introdução Quadrifoglio!

Já ensaiamos dois Alfa Romeo Giulia, ambos diesel 2.2 de 180cv com caixa manual e automática. Chegou a altura de escrevermos sobre o Alfa Romeo Giulia Veloce com 280cv que é neste momento a 2ª versão mais espigada de uma das melhores berlinas do mundo! Se achavam que os diesel com 180cv eram verdadeiras divindades, este Alfa Romeo Giulia Veloce é um orgasmo tantrico!

O primeiro Alfa Romeo Giulia saiu em 1962. Era uma magnifica berlina, com uma grelha de dimensões generosas e 4 faróis. Ao centro constava o magnifico triângulo da marca italiana, que facilmente de assemelhava ao mais belo decote de uma senhora. Existiam várias versões e todas elas transpiravam performance, desde o Alfa Romeo Giulia 1300 Super, até à versão mais espigada Giulia Ti Super que se ficou pelas 501 unidades. Trazia o característico trevo de 4 folhas nas laterais da carroçaria e parava o transito por onde passava. Este era o “Giulia Quadrifoglio” dos anos 60, tinha apenas 110cv de potência.

O Alfa Romeo Giulia actual é também ele de fazer parar o transito, especialmente se tiver as jantes de 19 polegadas da versão ensaiada. Estas jantes são autênticas obras de arte, estão quase ao nível de um quadro de Picasso. Concebidas pelos mais experientes “artesãos” italianos, que são os designers da equipa de Marco Tencone. Para colocar a “cereja no topo do bolo”, adicionamos uma pintura vermelha aos estribos dos travões.

Poderíamos falar do aspecto exterior do Alfa Romeo Giulia durante horas e horas a fio. Quem nos conhece, sabe o quanto não ficamos indiferentes a tamanha beleza divina. No entanto, podem “averiguar” a nossa opinião acerca do design nos 2 ensaios realizados às versões diesel aqui e aqui.

Não existe outra forma de falar sobre automóveis potentes e bonitos, senão com a verdadeira paixão de um petrolhead por estes fenómenos divinos criados pela natureza humana e industrial. É o caso do Alfa Romeo Giulia Veloce, um automóvel dotado de elegância, que não deixa ninguém indiferente, principalmente quando chega a altura de esmagar o pedal do acelerador.

“A magnifica Giulia” é dotada de pormenores minuciosos, que despertam nos verdadeiros amantes de automóveis uma emoção que se sente à flor da pele.

O Alfa Romeo Giulia Veloce difere das outras versões, devido às entradas de ar maiores no pára-choques dianteiro e vidros laterais escurecidos com caixilhos brilhantes e faróis bi-xénon de 25 W. A traseira inclui um difusor mais desportivo e diferente das restantes versões.

No interior contamos com espaço, acolhimento e envolvência. Tudo está à nossa mão, envolvendo-nos num dos mais belos prazeres da vida… A condução! Os assentos desta versão Veloce contam com mais apoio lombar, o volante é em pele perfurada e as aplicações em metal são de série.

O sistema de navegação e multimédia inclui rádio, MP3, entrada auxiliar, Bluetooth®, reconhecimento de voz avançado, comandos no volante e funcionalidade mãos-livres para chamadas telefónicas. Tudo aparece num ecrã de 7 polegadas com excelente definição de imagem. Este sistema poderá ser manuseado por um botão rotativo.

Na segurança a Alfa Romeo dotou o Giulia Veloce de uma série de sistemas de ajuda à condução. Mas o melhor “seguro contra todos os riscos”, é o sistema de travagem. O Alfa Romeo Giulia Veloce reclamou o prémio da melhor distância de travagem do segmento: dos 100 aos 0 km/h em 38 metros! Além do excelente sistema de travagem contamos com: manutenção de faixa, aviso de ângulo morto e travagem activa de emergência.

É a performance que nos faz acelerar o ritmo cardíaco, aumentar a força da respiração e arrepiar os pelos dos braços. Por isso, o Alfa Romeo Giulia Veloce guarda debaixo do capó um motor 2.0 Litros Turbo com 280cv de potência e 400Nm de binário. Esta receita é suficiente para o fazer ultrapassar a barreira dos 100km/h em apenas 5 segundos, antes de atingir uma velocidade máxima de 240km/h.

É realmente impressionante a potência e a aceleração, mas ainda não é aqui que encontramos a verdadeira essência do Alfa Romeo Giulia…

A essência encontra-se quando atacamos estradas sinuosas onde facilmente ganhamos confiança ao volante deste automóvel italiano. Apesar de contar com uma potência capaz de colar os olhos à nuca, é também capaz de curvar a velocidades absolutamente improváveis relativamente à grande maioria dos automóveis.

Este é um automóvel que se guia com a frente, enquanto a traseira se desloca sobre carris, quase parece um carro de corrida, com pneus slick. O poder de tracção é impressionante e o chassi é dos melhores que já experimentámos. Juntamos estes elementos, a um motor, caixa automática rápida e travagem absolutamente formidáveis, que simbolizam o conjunto perfeito.

A distribuição do peso é de 50/50 e podemos juntar a este “pormenor”, o sistema de tracção integral Q4, que foi concebido para proporcionar uma gestão do comportamento dinâmico quase instantaneamente. O objectivo deste sistema é oferecer segurança, eficiência e performance. Com a caixa de transferência activa e o diferencial do eixo dianteiro (FAD), o sistema Q4 está “constantemente em alerta” e vai assim alterando o comportamento dinâmico do Alfa Romeo Giulia consoante a situação. O sistema combina todas as vantagens da tração integral, com a eficiência de combustível e o prazer de condução.

A caixa automática ZF com 8 velocidades é bastante rápida, tanto nos modos normal e all-weather como no modo “Dynamic”. Não tem problemas quando toca a arrancar em cruzamentos, nem se torna pouco obediente quando usamos e abusamos da caixa nas estradas mais sinuosas. Esta caixa mostra “trabalho”, sem se negar a uma redução ou subida de caixa.

O botão “DNA” também está disponivel no Alfa Romeo Giulia Veloce. Altera algumas definições ao nível da resposta da caixa de velocidades, resposta do acelerador e também ao nível da direcção. Com o pack “Performance AT8” passamos a contar com um diferencial autoblocante mecânico e suspensão adaptativa.

Os 3 modos de condução:
No modo All-Weather contamos com os sistemas de ajuda à condução em modo de “alerta” de forma a conseguirmos circular com maior segurança num piso mais escorregadio. Também o acelerador fica mais lento, para evitar reacções bruscas. No modo “Dynamic” extraímos o melhor do que o Giulia tem para oferecer, coloca a direcção mais comunicativa e com um melhor feedback, o acelerador por sua vez torna-se mais sensível e a caixa torna-se mais rápida. No modo “normal” o automóvel reúne as condições ideais para uma utilização quotidiana, a potência está ao serviço do pé direito de uma forma menos brusca que no modo sport e a direcção apesar de comunicativa não se sente tão firme.

No centro do botão rotativo do “DNA” podemos ajustar a dureza da suspensão adaptativa, claro que para isso é necessário contar com o pack AT8 Performance como autoblocante mecânico e suspensão adaptativa. Ainda assim, não esperem contar com uma suspensão suave. O Alfa Romeo Giulia foi concebido para homens de barba rija, que transpiram gasolina e tem óleo a passar nas veias. Este é um desportivo puro e duro que por acaso tem 5 lugares, nos quais se viaja à vontade tanto na dianteira como “lá atrás”, a bagageira tem 480 Litros de capacidade.

Relativamente à economia é possível “fazer a festa” com um consumo de 10 Litros a cada 100km. Para realizar estes consumos, convém ter atenção ao pé direito. Se quisermos esmagar o pedal do acelerador a fundo, convém não olhar para o computador de bordo.

O Alfa Romeo Giulia Veloce ensaiado custa 62.750,00€
Paga de IUC: 232,35€

Fotos: José da Palma

Artigo anterior

Hyundai i10 1.0 MPI: Espaço para a cidade!

Artigo seguinte

Esta é a história mais recente.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *