Ensaios

Alfa Romeo Giulia 2.2 JTDM: Esculpido pelo Divino!

É difícil acreditar que algo tão perfeito e único como o Alfa Romeo Giulia tenha sido criado pelo homem. Finalmente a Alfa Romeo renasce em força para voltar a apaixonar aqueles que olham com desdém. Ninguém fica indiferente a tamanha beleza divina!

Foi desenhado pela equipa de design da Alfa Romeo liderada por Marco Tencone. Seria possível este automóvel ter sido concebido fora de Itália? Creio que não! Os italianos desde sempre tem uma sensibilidade para o design e para o requinte. São diferentes dos outros países, faz parte da sua cultura.

_s1a8603-2

O Alfa Romeo Giulia daria um excelente ícone para a cultura italiana. Cultura essa que desde sempre impressionou o mundo com os grandes estádios e coliseus, as grandes esculturas, monumentos e a excelente gastronomia. Assim é o Alfa Romeo Giulia, impressiona à sua passagem e o seu design sublime deixa-nos com água na boca. Tem um carácter sem igual!

A frente é digna de um museu e a traseira é absolutamente fantástica. Podemos dizer que temos um automóvel de design perfeito. Conta com ópticas rasgadas que albergam o nome da marca e começam em torno da inconfundivel grelha triangular da Alfa Romeo. Mais abaixo contamos com duas entradas de ar que lhe acentuam o toque desportivo e viril. O capo é longo e a traseira é curta, apesar de ser um sedan. As jantes de 18 polegadas a cinza escuro contrastam com a côr da carroçaria e tentam esconder os estribos dos travões pintados a vermelho com as palavras “Alfa Romeo”. A sensibilidade italiana para o design continua nas laterais onde as saias sobressaem assim como a moldura escura em torno dos vidros. Na traseira a tampa da bagageira cria um pequeno “spoiler” e os farolins carregam um desenho semelhante às ópticas dianteiras. As duas saídas de escape inseridas no difusor preto acentuam mais uma vez o instinto desportivo.

_s1a8665-2

O interior tem um design bastante simples e funcional, sem perder a elegância e o requinte. O tablier adopta um formato pouco comum, em que desce do condutor até ao passageiro, albergando duas saídas de ar redondas de tamanho bastante generoso. Todo o interior é focado na condução e inclinado para o condutor. O recorte desportivo do volante oferece-lhe uma pega perfeita. O botão da ignição fica também ele inserido no volante como já acontece nos modelos da Ferrari. Os assentos são confortáveis e contam com a costura do logo da Alfa Romeo, como já é habitual.

As cores estão bem escolhidas e a qualidade dos materiais é bastante boa, assim como a montagem. O sistema de informação e multimédia é algo confuso mas aparece num ecrã de 8 polegadas, com boa apresentação e gráficos excelentes.

O espaço a bordo é bastante agradável, viajamos bastante bem nos lugares dianteiros e traseiros. A bagageira conta com 480 Litros de capacidade.

_s1a8661-2

Na segurança contamos com sistema de travagem de emergência, aviso de transposição involuntária de faixa e aviso de colisão frontal.

Não nos adianta continuar a elogiar o design do Alfa Romeo Giulia. Acho que todos conseguimos admitir de que se trata de um automóvel lindíssimo e que marca a diferença em relação ao segmento.

Quem compra um Alfa Romeo compra pela emoção, pela experiência de condução, pela sensibilidade existente no design italiano e acima de tudo compra porque quer um automóvel verdadeiramente apaixonante.

_s1a8565-2

O Alfa Romeo Giulia é isso mesmo. Um automóvel apaixonante que nos transmite um prazer de condução extremo e sem igual. Uma direcção tão directa que nos leva a crer que estamos ao volante de um monolugar, um ruído rôco de motor característico dos modelos míticos da marca, que nos transporta para a glória de outrora.

Em tempos Enzo Ferrari conduzia Alfa Romeo e ajudava no seu desenvolvimento. Ajudou a criar alguns dos melhores desportivos que o mundo já viu, desportivos que saíram da casa de Milão. Mais tarde saiu e criou a marca do cavalo rampante que conhecemos como uma das melhores marcas de desportivos do mundo! Haverá ADN da Alfa Romeo?

_s1a8698-2

A performance convence… Uma aceleração dos 0 aos 100km/h em apenas 7,2 segundos e uma velocidade máxima real de 230km/h. Estamos a falar de performances semelhantes às de alguns utilitários desportivos a gasolina com 200cv de potência. BRAVO ALFA!!!

Não só o motor e os consumos de 5,8 Litros surpreendem. O que nos dá calafrios na espinha e nos arrepia os pelos dos braços é mesmo colocar o DNA no modo SPORT… Ai conseguimos ouvir o ruído rôco do motor, sentimos a direcção mais precisa e pesada, a caixa manual de 6 velocidades bem escalonada e a travagem brembo incansável. Ao volante de um Alfa Romeo o condutor e o automóvel tornam-se um só.

_s1a8706-2

O modo “All-Weather” coloca-nos as ajudas electrónicas em alerta e a resposta ao acelerador fica mais lenta. No modo “Normal” a resposta ao acelerador permite-nos ter uma condução mais equilibrada no dia-a-dia, obtendo uma boa resposta de motor sem comprometer os consumos.

É difícil acreditar que existe um comportamento tão impressionante como o do Alfa Romeo Giulia, está acima da concorrência! Um chassi verdadeiramente formidável.

_s1a8723-2

Podemos sentir ainda melhor as capacidades do Alfa Romeo Giulia com a suspensão activa que está disponivel como opção, custa cerca de 1100€. Ou então podemos optar pelo “PACK PERFORMANCE” que nos oferece diferencial autoblocante Q2 e a suspensão activa, este pack custa cerca de 2200€.

Os preços da versão ensaiada rondam os 47.000€ e paga de IUC 218,92€.

Tiago Neves
Fotografias de: José da Palma

Artigo anterior

Alfa Romeo planeia lançamento de 9 modelos até 2021!

Artigo seguinte

Abarth Tributo XSR: A celebração da parceria FIAT/YAMAHA!

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *