Rúbricas

10 Tecnologias que definem os carros actuais.

Como todos nós sabemos há uns anos o ABS não existia, o ESP era pura miragem e ver automóveis a estacionar sozinhos era algo impensável. Actualmente é quase um bem essencial para os condutores do dia-a-dia.

Volvo XC 90

10 – As chaves estão em vias de extinção:

key_renault

Hoje em dia grande parte dos automóveis já não tem chave, tem comandos, tem cartões, umas vezes nem precisamos de os tirar do bolso para abrir o carro ou para o pôr a trabalhar. No meu modesto automóvel de segmento C de 1993, ainda ando louco com os canhões da porta a precisarem de lubrificante!

9 – Direcção assistida:

Direcção assistida

Mais uma vez volto a falar do meu modesto automóvel de 1993. Só eu sei a força que tenho que fazer para conseguir fazer manobras no meu carro que não tem direcção assistida e deve pesar bem mais do que 1000kg. Hoje em dia o lançamento de um carro sem direcção assistida é impensável, é quase um bem essencial e uma garantia de conforto e segurança.

8 – Conectar telemóveis ao carro:

Smartphones

Este é um assunto que me faz alguma confusão. Quem nunca viu aquelas senhoras nos Land Rover Evoque e nos BMW X3, full extras a falar ao telemóvel. Até eu estou a ficar antiquado, já não se diz telemóvel, agora é smartphone ou iphone! Alguém pode dizer a esses condutores que quase todos os automóveis novos tem bluetooth??

7 – Manómetros digitais:

Merc

Há quem diga que o aparecimento dos manómetros digitais tem a ver com a rapidez dos super-desportivos, blá blá blá. Esta é uma das tecnologias que definem os carros actuais que eu acho “piroso”. Um BMW 520D já traz este tipo de manómetro digital e não se pode justificar como sendo uma máquina infernal como o Lexus LFA por exemplo… Se soubessem como eu tenho saudades de algumas coisas do antigamente, ver o ponteiro a subir por exemplo.

6 – A injecção:

Merc1

AH!!! Que descanso, não ter carburadores a desafinar, não ter que puxar o ar para colocar o carro a trabalhar de manha… O aparecimento da injecção veio reduzir o consumo de combustível e aumentar a potência dos automóveis. Mas quem não gosta de fazer uma serra com um carro de 1970 com tracção traseira e carburador?? Uma experiência que jamais iríamos ter com um automóvel a injecção!

5 – Utilização de materiais leves:

Materiais

Ainda me lembro dos Citroen AX Sport e dos Peugeot´s 106 Rallye, que eram automóveis super leves, mas também pouco tinham para serem pesados. Hoje em dia os desportivos tem outro tipo de equipamento e são leves devido à utilização de materiais mais evoluídos: carbono, aluminio, titânio e novas ligas mais leves.

4 – Multimédia:

Infotainment

Os sistemas de multimédia estão mais avançados que nunca. Compramos um utilitário e vem com um ecrã touch, que nos permite ouvir musica, verificar mapas e coordenadas de GPS e uma série de funcionalidades que até agora só estavam disponíveis em automóveis considerados de luxo.

3 – A segurança activa cresce nos automóveis actuais:

Segurança

Como tornar um automóvel mais seguro?? É simples, é só tirar a parte da condução. Hoje em dia cada vez conduzimos menos, os automóveis já estacionam sozinhos, já dão voltas a hockenheim sozinhos e no futuro irão mesmo levar-nos aos lugares sem termos que nos mexer. Ai tem um automóvel 100% seguro e 100% aborrecido.

2 – O reaparecimento de motores Turbo:

Porsche

Já lá vai o tempo em que se associava o Turbo a automóveis rápidos e de alta performance. Hoje em dia a sobrealimentação é utilizada para extrair mais potência de motores de baixa cilindrada e assim reduzir os consumos de combustível de automóveis que noutros tempos tinham motores atmosféricos de cilindradas maiores e por isso gastavam mais.

1 – Protecção contra acidentes:

Crash

Hoje em dia tudo num automóvel é feito em prol da segurança. O design do automóvel, os materiais utilizados e os dispositivos de segurança. Antigamente era mais grave quando se sofria um acidente, apesar dos automóveis quase ficarem intactos. Hoje em dia com os materiais utilizados, os nossos estimados carros podem ir para a sucata, mas as probabilidades de sobrevivermos ao acidente são muito maiores.

Tiago Neves

Artigo anterior

Audi Avant Concept revelada online antes de Genebra.

Artigo seguinte

DS5 recebe "restyling" e será apresentado em Genebra.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *